Casal suspeito de participar da morte do empresáro Lourenço Salvino é preso

JBelmont

14Abr2018

Por Belmont às 16h53

Isabel Ferreira se entregou no início da manhã e João Paulo Tobias foi cercado pela polícia enquanto tentava fugir

 

 

Uma mulher de 21 anos identificada como Isabel Ismara Pinheiro da Silva e um amigo dela João Paulo Amorim Tobias da Silva, de 20 foram presos na manhã deste sábado (14), suspeitos de terem participado da morte do empresário Lourenço Salvino da Silva, de 51 anos. O corpo da vítima foi encontrado enterrado ao lado de uma casa na praia de Santa Rita, litoral Norte na sexta-feira (13). Uma menor confessou o crime e entregou os comparsas. Um terceiro indivíduo continua foragido.

Isabel se entregou com a condição da presença de uma equipe de tv e de um advogado, ela já possuía um mandado de prisão em aberto e por esse motivo ficou recebeu voz de prisão no momento que chegou na delegacia. Já João Paulo, que também era considerado foragido, foi preso pela polícia no final da manhã quando se preparava para fugir. Ele assume a participação no latrocínio ( roubo seguido de morte), mas ela nega.

De acordo com o delegado Marcelo Aranha os três que estão sob a custódia da Polícia Civil possuem ligação direta com o crime. "A adolescente e Isabel são as mentoras do latrocínio e João Paulo acompanhado de um segundo indivíduo executaram o plano matando a vítima com golpes de faca e depois ocultando o corpo", disse. O comparsa de João foi identificado como "Ivan Paulista" e se encontra foragido.

 

BO

Veja também

APODI-RN: CRIME DE HOMICÍDIO É REGISTRADO NO CENTRO DA CIDADE

Na manhã deste sábado, 14 de abril de 2018 um crime de homicídio foi registrado no centro da cidade de Apodi.
Um jovem identificado por Francisco Gledson Costa dos santos, de idade aproximadamente 30 anos foi morto a tiros numa rua estreita, próximo a Central de Cidadão de Apodi. 

A Polícia compareceu ao local e fez o isolamento da área. É esperado a chegada da equipe do ITEP, que deve fazer a perícia e remover o corpo para a sede do órgão em Mossoró, para ser necropsiado e em seguida liberado para o sepultamento.

De acordo com informações, Gledson pilotava sua motocicleta, quando foi surpreendido pelo atirador, que efetuou vários disparos contra a vítima, que morreu na hora.

No ano de 2018, Apodi registra o terceiro homicídio, que será investigado pela Delegacia de Polícia Civil da cidade

Por ERIVAN MORAIS DE APODI

Deixe seu comentário
Insira os caracteres conforme a imagem acima.