.

COVID: Brasil registra 2.777 óbitos e recorde de 100 mil casos nas últimas 24h

25 Mar2021

Por Jbelmont às 18h48

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (25):

– O país registrou 2.777 óbitos nas últimas 24h, totalizando 303.462 mortes;

– Foram 100.158 novos casos de coronavírus registrados, no total 12.320.169 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 10.772.549, com o registro de mais 82.903 pacientes curados. Outros 1.244.158 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

RN recebe nesta sexta-feira mais 66,1 mil doses de vacinas contra Covid-19

25 Mar2021

Por Jbelmont às 18h31

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e a superintendência do Ministério da Saúde no estado confirmaram que o Rio Grande do Norte vai receber nesta sexta-feira (26) um novo lote com mais 66,1 mil doses de vacina contra a Covid-19.

Serão 48,2 mil doses da CoronaVac e outras 17,9 mil de Oxford/AstraZeneca. A carga mais recente recebida foi no sábado passado. O avião com as novas doses vai desembarcar no Aeroporto de Natal às 15h20.

Deixe seu comentário

Guedes diz que governo vai antecipar o 13o salário de aposentados e pensionistas

25 Mar2021

Por Jbelmont às 18h15

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, assim que for aprovado o Orçamento de 2021 — votação prevista para esta quinta-feira, 25 —, o governo federal vai antecipar o 13º salário de aposentados e pensionistas.

"Aprovado o orçamento, podemos disparar imediatamente a antecipação dos benefícios de aposentados e pensionistas. Ou seja, R$ 50 bilhões vem de dezembro para agora", afirmou durante audiência pública virtual da Comissão Temporária de Covid-19, no Senado Federal.

Segundo ele, a medida faz parte da proteção dos mais vulneráveis e do rol de ações que não terão impacto fiscal nas contas públicas, já que apenas vão antecipar recursos já previstos no Orçamento.


Seguro-emprego

Ainda segundo Guedes, por obstáculos políticos, a equipe econômica terá de reformular o chamado "seguro-emprego". Há algumas semanas, ele anunciou que o benefício estava em estudo pelo governo como uma forma para evitar demissões.

"Eu vou reformular o programa e naturalmente vai ter mais impacto fiscal, que significa um pouco mais de juros, um pouco mais de dificuldade na retomada do crescimento e um pouco mais de despesa, em vez de realocar as despesas que já existem", completou, ao avaliar os obstáculos políticos como equívocos técnicos.

A ideia do seguro-desemprego era pagar R$ 500 por trabalhador, a cada mês ao longo de 11 ou 12 meses, com o objetivo de preservar o emprego no país e ajudar empresas e pequenos negócios em meio à crise econômica.

Deixe seu comentário

Emparn registra chuvas em 44 municípios entre quarta e esta quinta-feira

25 Mar2021

Por Jbelmont às 17h53

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em pelo menos 44 pontos do estado, entre quarta-feira(24) e esta quinta-feira(25), com maior volume na região Oeste. São Francisco do Oeste(83 mm) e Lucrécia foram os municípios mais “banhados”.

Veja abaixo outras cidades:

OESTE POTIGUAR

São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 83,0

Lucrécia(Emater) 78,0

Olho D’agua Dos Borges(Particular) 59,0

Janduís(Emater) 55,4

Severiano Melo(Prefeitura) 50,0

Riacho Da Cruz(Emater) 49,1

Francisco Dantas(Emater) 45,0

Viçosa(Prefeitura) 41,0

Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 37,0

Martins(Particular) 34,0

Rafael Godeiro(Emater) 30,0

Antônio Martins(Emater) 15,0

Caraúbas(Particular) 12,9

Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 12,0

José Da Penha(Emater) 10,0

Pau Dos Ferros(Particular) 9,0

Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 9,0

Campo Grande(Particular 2) 5,0

Venha Ver(Emater) 5,0

Rafael Fernandes(Emater) 4,2

Agua Nova(Prefeitura) 2,5

Coronel João Pessoa(Emater) 2,3

João Dias(Emater) 2,0

CENTRAL POTIGUAR

São José Do Seridó(Associação Usuários Agua) 36,0

Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 25,0

São João Do Sabugi(Emater) 22,5

Caicó(Açude Itans) 21,5

Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 11,5

Lajes(Prefeitura) 7,3

São José Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 6,6

Pedro Avelino(Particular) 3,6

Florânia(Sitio Jucuri) 2,8

Cerro Corá(Emater) 2,4

AGRESTE POTIGUAR

João Câmara(Centro Saude) 12,2

Santa Maria(Sind.trab.rurais) 8,0

Lagoa De Pedras(Prefeitura) 7,0

Vera Cruz(Emater) 6,6

Monte Das Gameleiras(Emater) 6,0

Serrinha(Emater) 4,5

Boa Saúde(Emater) 4,3

Sítio Novo(Prefeitura) 3,5

Tangará(Emater) 2,0

Monte Alegre(Emater) 1,5

Parazinho(Emater – Ex-particular) 0,7

LESTE POTIGUAR

Extremoz(Emater) 23,9

Deixe seu comentário

Regra que obriga postos a detalhar valor de combustível começa a valer; entenda

25 Mar2021

Por Jbelmont às 17h43

Foto: REUTERS/Ricardo Moraes

Começa a vigorar nesta quinta-feira (25) o decreto 10.634/2021, que obriga os postos de abastecimento a informar a composição do valor do litro de combustível automotivo. O ato foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, em 22 de fevereiro, e publicado no dia seguinte no Diário Oficial.

De acordo com o decreto, os estabelecimentos devem fixar um painel em local visível com informações sobre todos os valores aplicados sob o custo do litro de cada produto. A regra também exige que valores estimados de tributos e serviços, como ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), devem ser discriminados um a um.

O documento regulamenta, ainda, a informação dos valores quando da concessão de descontos por aplicativo de fidelização. Assim, cada local deve destacar o preço real do litro, informar o preço promocional e o valor ou porcentagem do desconto aplicado.

No parágrafo único, o governo federal afirma que “os consumidores têm o direito de receber informações corretas, claras, precisas, ostensivas e legíveis sobre os preços dos combustíveis automotivos no território nacional”.

Como devem ser as placas?

Na semana passada, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgou modelos de placas para que os postos de gasolina se adéquem ao decreto.

O órgão, que é ligado ao Ministério de Minas e Energia, sugere que ao painéis tenham medida de 65x50cm e contenham as seguintes informações:

– O valor médio regional no produtor ou no importador;

– O preço de referência para o ICMS;

– O valor do ICMS;

– O valor do PIS/PASEP e da Cofins;

– O valor da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE Combustíveis).

Sobre a aplicação de potenciais descontos, a ANP também se manifestou e definiu que, caso o aplicativo não apresente valor ou percentual único, o posto deve utilizar uma placa com a mesma medida e os seguintes dados:

– O preço real, de forma destacada;

– O preço promocional, vinculado ao aplicativo de fidelização;

– O valor do desconto, que poderá ser pelo preço real ou percentual.

Entidade do setor pede suspensão do decreto

Na última terça-feira (23), a Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes) entrou com um mandado de segurança na Justiça Federal para suspender os efeitos do decreto.

A decisão foi tomada depois de a entidade ter informado órgãos de governo sobre as dificuldades no cumprimento do ato, mas sem retorno.

Apesar disso, a instituição orienta que todos os postos devem seguir as exigências do decreto, já que não há garantia de êxito do mandado. “A recomendação é para todos os postos cumprirem as exigências do decreto a fim de evitar penalidades, mesmo que seja confeccionado um cartaz provisório, em local visível e destacado”, diz a federação em nota.

CNN Brasil

Deixe seu comentário

Detran prorroga validades de CNH, veículos e autuações no RN por causa de pandemia

25 Mar2021

Por Jbelmont às 17h17

A Direção do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) conseguiu prorrogar por tempo indeterminado os prazos de processos e de procedimentos relacionados aos serviços de habilitação de condutores, registro de veículos e autuações de competência do Órgão. A solicitação do Detran ao Denatran foi confirmada pela portaria nº 204/2021 divulgada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) na noite dessa quarta-feira (24), e tem como argumento a situação de pandemia que enfrenta o país e o estado do Rio Grande do Norte.

O benefício de prazo indeterminado insere todos os condutores habilitados pelo Detran/RN, os veículos registrados ou que venham ser registrados no estado, como também às infrações de trânsito autuadas por órgãos executivos de trânsito ou rodoviário no âmbito do Rio Grande do Norte.

Com base na portaria nº 204/2021 do Contran, os prazos de apresentação de defesa prévia e de indicação do condutor infrator de notificações de autuação já enviadas ou de penalidade expedidas, como também os recursos em processos de suspensão do direito de dirigir e de cassação do documento de habilitação com datas finais de 1º de março de 2021 ficam automaticamente prorrogadas por tempo indeterminado.

Já no caso dos condutores habilitados pelo Detran/RN, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) e a Permissão Para Dirigir (PPD) vencidas desde 1º de fevereiro de 2020 e com vencimento a partir da data de publicação da Portaria do Contran (24 de março de 2021), ficam com seus prazos de renovação prorrogados, inclusive para fins de fiscalização de trânsito em todo o âmbito nacional. Nessa mesma linha, as informações contidas nos documentos de habilitação, incluindo até mesmo cursos especializados, permanecem válidas.

No tocante a registro de veículos, os prazos continuam valendo por tempo indeterminado para o licenciamento do veículo novo adquirido desde 12 de fevereiro de 2021, como também para o proprietário efetivar a transferência de propriedade de veículo adquirido a partir de 29 de janeiro de 2021.

A portaria terá validade por tempo indeterminado, sendo sua revogação realizada no momento em que o Detran/RN confirmar a volta dos serviços presenciais de acordo com a contenção da pandemia do coronavírus no Estado. Após a revogação, o Contran deverá emitir outra portaria estipulando prazos específicos para a regularização das renovações de habilitação, registro de veículos e autuações de trânsito.

Deixe seu comentário

Governo do Estado não libera jogos e FNF e clubes decidem cancelar o Campeonato Potiguar 2021

25 Mar2021

Por Jbelmont às 17h07

Foto: Reprodução/Twitter

Dia para ficar marcado na história do futebol potiguar. Marcado por um episódio triste. Na tarde desta quinta-feira(25), o presidente da Federação Norte Riograndense de Futebol(FNF), José Vanildo, comunicou aos público potiguar, que o Campeonato Potiguar 2021 está cancelado.

A decisão ocorre em meio a decisão do Governo do Estado de não liberar os jogos durante esse período de pandemia. O cancelamento, segundo José Vanildo, aconteceu em acordo com os clubes.

Segundo o comunicado, a medida foi tomada devido ao “insucesso das inúmeras tentativas de sensibilização das autoridades públicas para a necessidade manutenção da competição”.

O anúncio da FNF é feito um dia após a liberação por parte do governo para que ABC e América-RN retornem aos treinos, com argumento de que as equipes disputam competições regionais e nacionais promovidas pela Confederação Brasileira de Futebol. No caso, Assu, Força e Luz, Globo FC, Palmeira, Potiguar e Santa Cruz de Natal seguiriam proibidos de treinar, pelo menos, até o dia 2 de abril.

“Os clubes do RN respeitaram as decisões proferidas, todavia, fomos surpreendidos com a recente deliberação do Governo do Estado, emitida através Nota Técnica assinada pelos secretários estaduais do Gabinete Civil e da Segurança Pública, onde foi aberta uma exceção para as equipes que estão disputando competições nacionais”, diz trecho do comunicado da FNF.

Campeonato Potiguar 2021 - Cancelamento

Deixe seu comentário

Mourão: 'Número de mortos já ultrapassou o limite do bom senso'

25 Mar2021

Por Jbelmont às 12h40

Vice deu declaração um dia depois de país passar das 300 mil mortes por Covid. Ele defendeu que medidas de restrição devem ser adotadas por governadores e prefeitos.



Por Guilherme Mazui, G1 — Brasília

O vice-presidente Hamilton Mourão declarou nesta quinta-feira (25), em entrevista no Palácio do Planalto, que o número de mortes por Covid-19 no Brasil “ultrapassou o limite do bom senso".

Mourão deu a declaração um dia depois de o Brasil passar da marca de 300 mil óbitos, com média móvel acima de 2 mil mortos por dia.

O país ainda enfrenta falta de leitos de UTI e de medicamentos para intubação, enquanto a vacinação não deslancha – 6,32% da população recebeu a primeira dose do imunizante até a noite de quarta (24).

Mourão comentou o número de mortos no Brasil ao tratar da criação de um comitê junto ao Congresso, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, para definir medidas contra a Covid-19.

Mourão citou o trabalho do Ministério da Saúde, agora comandado pelo médico Marcelo Queiroga, para habilitar leitos de UTI, comprar insumos e aumentar o ritmo da vacinação, esforços para tentar controlar a pandemia.

“Agora vamos enfrentar o que está aí e tentar de todas as formas diminuir a quantidade de gente contaminada e, obviamente, o número de óbitos que, pô, já ultrapassou o limite do bom senso", disse Mourão.
'Lockdown' nacional
Mourão voltou a se manifestar contra medidas de abrangência nacional para restringir a circulação de pessoas e tentar reduzir o ritmo de infecções, internações e mortes por Covid-19. O vice entende que seria difícil fazer cumprir uma restrição generalizada porque o país tem desigualdades regionais e defendeu que governadores e prefeitos adotem esse tipo de medida individualmente.

"Não vejo condições de 'lockdown' nacional, que é algo que está sendo discutido. Um país desigual como o nosso, isso é impossível de ser implementado. Vai ficar só no papel. Eu julgo que essas medidas restritivas têm que ficar a cargo dos governadores e prefeitos, porque cada um sabe como que está a situação na sua área", declarou Mourão.

O vice-presidente, que participou da reunião de chefes de poderes no Palácio da Alvorada, ainda afirmou que está bem colocada a tarefa delegada ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), de dialogar com governadores e levar as demandas ao comitê anunciado por Bolsonaro.

Ernesto Araújo e vacinas
Segundo Mourão, a reunião de quarta definiu que o governo vai intensificar os esforços para conseguir com outros países insumos e vacinas.

O vice admitiu que há pressão para demissão do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que, segundo relatos, teve o trabalho criticado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

"É uma pressão que vem ocorrendo. O ministro Ernesto tem a confiança do presidente da República, não é? E está procurando fazer o trabalho dele nos contatos com a China, com a Índia, com o próprio EUA nesta questão de vacinas", disse Mourão.

O vice ponderou a dificuldade para se conseguir vacinas, já que os países que dispõem dos imunizantes priorizam suas populações.

"A questão da vacina é muito claro: quem tem, sentou em cima. Está aplicando a lei de Mateus: 'primeiro os meus'. Então, é uma briga isso aí", afirmou.

G1

Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid-19 de 96,4%; Oeste tem 100%

25 Mar2021

Por Jbelmont às 12h24

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 96,4%, registrada no fim da manhã desta quinta-feira (25). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 680.

Até o momento desta publicação são 13 leitos críticos (UTI) disponíveis e 350 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 60 disponíveis e 330 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 94,6% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 100% e a Região Seridó tem 97,5%.

Deixe seu comentário

RN tem 106 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

25 Mar2021

Por Jbelmont às 12h21

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registra no início da tarde desta quinta-feira(25) 108 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 12h10, o estado tinha 13 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

Deixe seu comentário

RN contabiliza 60 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 17 dentro do dia; novos casos são 1.051

25 Mar2021

Por Jbelmont às 12h02

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quinta-feira (25). Foram mais 1.051 casos confirmados, totalizando 189.479. Até quarta-feira (24) eram 188.428 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 4.309 no total, sendo 17 mortes registradas nas últimas 24h, em Natal(08), além de Mossoró, Goianinha, Areia Branca, São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, Macaíba, Santa Cruz, Jardim do Seridó e Guamaré.

A Sesap ainda registrou outros 43 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias, semanas ou meses anteriores. Até quarta-feira (24), eram contabilizados 4.249 mortos. Óbitos em investigação são 935.

Casos suspeitos somam 66.719 e descartados 401.679. Recuperados são 138.506.

Deixe seu comentário

Gasolina e diesel estão mais baratos nas refinarias a partir desta quinta-feira

25 Mar2021

Por Jbelmont às 10h14

Os preços do litro da gasolina e do óleo diesel ficam R$ 0,11 mais baratos a partir desta quinta-feira (25) nas refinarias da Petrobras. Com isso, o litro da gasolina está sendo vendido a R$ 2,59 para as distribuidoras (uma queda de 4,1%).

Já o óleo diesel está sendo comercializado nas refinarias pelo valor de R$ 2,75 por litro (uma queda de 3,8% no preço anterior).

A Petrobras ressalta que o valor do combustível para os consumidores finais ainda sofre a influência de tributos, da adição obrigatória dos biocombustíveis e da margem de lucro das distribuidoras e postos.

Agência Brasil

 

Deixe seu comentário

Pico de mortes diárias pode chegar a 5 mil até maio, diz pesquisa

25 Mar2021

Por Jbelmont às 07h53

RIO — Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal Fluminense (UFF) aponta que o Brasil pode chegar a um pico de cinco mil mortes por Covid-19 num único dia entre abril e início de maio. A projeção é do professor do Departamento de Estatística Márcio Watanabe com base na sazonalidade da doença.

Infográfico: Com 300 mil mortos por Covid-19, Brasil é epicentro mundial da pandemia

De acordo com Watanabe, doenças respiratórias, como a Covid-19 e a gripe, acontecem mais durante o outono e inverno por uma série de fatores. Entre eles, uma baixa de imunidade natural no corpo humano durante esse período, mudanças de comportamento humano e até o fato de ficarmos mais tempo em ambientes fechados.

Segundo o estudo, há evidências de que a sazonalidade afeta a transmissão da Covid-19 e que, por isso, a tendência é a de que as contaminações cresçam de março a maio em países do hemisfério sul, em particular no Brasil, e também em locais que seguem padrões sazonais semelhantes ao nosso, como Índia e Bangladesh:

— Aqui, o pico de óbitos será provavelmente em abril ou início de maio, com um valor estimado de até cinco mil óbitos diários. O valor real do pico dependerá da velocidade da vacinação nos próximos meses e das medidas de distanciamento adotadas — alerta Watanabe.

Segundo ele, o Brasil vê um aumento de casos desde o fim do ano passado por conta do relaxamento das medidas de distanciamento social. No entanto, explica Watanabe, a inflexão neste momento do começo do outono é ainda maior, justamente por conta da sazonalidade, o que ainda vai se acentuar.

— Outros países do hemisfério Sul já estão experimentando um aumento de casos recentemente, como Colômbia, Argentina, Uruguai e até o Chile, mesmo com a vacinação avançada — diz o pesquisador.

300 mil mortes por Covid-19: Veja onde foram notificados cada um desses óbitos, semana a semana, no Brasil

Enquanto isso, territórios do hemisfério norte, como Estados Unidos e nações europeias, devem passar por um platô alto de casos, mas uma menor tendência de aumento, segundo o pesquisador.

Watanabe afirma ainda que, para evitar o pico de casos, é preciso intensificar a vacinação e medidas de distanciamento social.

O GLOBO AQUI

Deixe seu comentário

RN registra 188.428 casos confirmados e 4.249 mortes por Covid-19

25 Mar2021

Por Jbelmont às 07h46

Boletim da Sesap destaca 11 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas.
Por G1 RN

O Rio Grande do Norte tem 188.428 casos de Covid-19 desde o início da pandemia. Foram registradas 4.249 mortes provocadas pela doença no estado, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta quarta-feira (24). Outros 918 óbitos estão sob investigação.

No comparativo com o boletim de terça-feira (23), são 40 mortes a mais, sendo 11 ocorridas nas últimas 24 horas em Natal (4), Mossoró (2), Serra negra do Norte (1), Santa Maria (1), São Paulo do Potengi (1), Janduís (1) e Santa Cruz (1).

Atualmente, 1.095 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no RN, sendo 673 na rede pública e 422 na privada. A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 90,6% na rede pública e continua em 100% na rede privada. Só nos leitos críticos, os internados são 603.

Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI em Natal
O estado tem ainda 67.408 casos suspeitos da doença e outros 400.357 descartados. O número de confirmados recuperados segue em 138.506, e o de inconclusivos, tratados como "Síndrome Gripal não especificada", está em 112.950.

A Sesap informa que 430.317 testes de Covid-19 foram realizados no estado até o momento, sendo 229.952 RT-PCR (conhecidos também como Swab) e 200.365 sorológicos.

Números do coronavírus no RN
188.428 casos confirmados
4.249 mortes
67.408 casos suspeitos
400.357 casos descartados
138.506 confirmados recuperados
RN tem 188.428 casos confirmados de Covid-19 — Foto: PMBV

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.355: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 27 milhões

24 Mar2021

Por Jbelmont às 21h49

Veja as dezenas sorteadas: 07 - 30 - 31 - 41 - 50 - 56. Quina teve 29 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 78.428,97.


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.355 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (24) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 07 - 30 - 31 - 41 - 50 - 56.

A quina teve 29 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 78.428,97. A quadra teve 2.014 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 1.613,30.

O próximo concurso (2.356) será no sábado (27). O prêmio é estimado em R$ 27 milhões.

Deixe seu comentário

COVID: Brasil registra 1.999 óbitos e 89 mil casos nas últimas 24h; Total de mortes chega a 300 mil

24 Mar2021

Por Jbelmont às 18h58

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (24):

– O país registrou 1.999 óbitos nas últimas 24h, totalizando 300.675 mortes;

– Foram 89.414 novos casos de coronavírus registrados, no total 12.219.433 pessoas já foram infectadas.

Deixe seu comentário

Morre em Campina Grande PB O mossoroense ex radialista e delegado Paulo Bertrand

24 Mar2021

Por Jbelmont às 18h44

Faleceu nesta terça-feira 23 de março em Campina Grande, PB, o ex radialista e ex delegado da polícia civil, Paulo Bertrand, que fazia dupla com o radialista Givamildo Silva nos noticiários da Rádio Difusora de Mossoró, nos anos 70. Segundo informações, Paulo sofreu um infarto fulminande e não resistiu.

Paulo fez parte de uma equipe dirigida pelo diretor Angelo Augusto Fernandes, na maior audiência do rádio mossoroense. Nomes que ainda são lembrados pelo público.Como J.Belmont, J. Barbosa, Givanildo Silva, Paulo Bertrand, Edmilson Lucena, Edmundo Torres, Ivonete Paula, Coroné Pereira, Antonio Martins, Paulo José e Assis Cabral.

Mais um grande companheiro nos deixa. Descane em paz Paulo Bertand

Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid-19 de 94,8%; Seridó tem 100%

24 Mar2021

Por Jbelmont às 12h24

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 94,8%, registrada no fim da manhã desta quarta-feira (24). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 672.

Até o momento desta publicação são 19 leitos críticos (UTI) disponíveis e 344 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 51 disponíveis e 328 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 91,9% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 99% e a Região Seridó tem 100%.

Deixe seu comentário

RN contabiliza 40 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 11 dentro do dia; novos casos são 1.587

24 Mar2021

Por Jbelmont às 11h12

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quarta-feira (24). Foram mais 1.587 casos confirmados, totalizando 188.428. Até terça-feira (23) eram 186.841 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 4.249 no total, sendo 11 mortes registradas nas últimas 24h, em Natal(04), Mossoró(02), além de Serra Negra do Norte, Santa Maria, São Paulo do Potengi, Janduís e Santa Cruz.

A Sesap ainda registrou outros 29 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias, semanas ou meses anteriores. Até terça-feira (23), eram contabilizados 4.209 mortos. Óbitos em investigação são 918.

Casos suspeitos somam 67.408 e descartados 400.357. Recuperados são 138.506.

 

 

Deixe seu comentário

Três estados não têm mais vaga de UTI para Covid-19, e 14 registram mais de 90% de ocupação nos hospitais

24 Mar2021

Por Jbelmont às 08h50

Ao menos três estados brasileiros não têm mais vaga de UTI disponível para pacientes com Covid-19. Acre, Rondônia e Mato Grosso do Sul registram taxas de ocupação dos leitos de terapia intensiva maiores que 100%, segundo levantamento feito pelo GLOBO. Outros 14 estados estão com o índice acima de 90%: Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Além da falta de vagas para internar os doentes, a possibilidade de falta de oxigênio e de remédios usados na internação também preocupa gestores. Diante do cenário de colapso iminente, o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) recomendou, por meio de nota divulgada nesta terça-feira (23) a suspensão das cirurgias eletivas (aquelas que não são emergenciais) até que o abastecimento dos remédios se estabilize, e o número de internações diminua.

Ainda segundo a recomendação do Conass, seriam mantidas as cirurgias eletivas inadiáveis, aquelas que se não forem realizadas podem causar dano permanente ao paciente, tais como as oncológicas, cardíacas e os transplantes de órgãos.

Dos estados que apresentam ocupação de mais de 90% dos leitos de UTI, sete deles também estão com dificuldade de manter o abastecimento de oxigênio, segundo ofício do Ministério da Saúde encaminhado à Procuradoria-Geral da República (PGR) na noite desta segunda-feira (22). São eles Acre, Amapá, Ceará, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Norte e Rondônia. A pasta informou que elaborou o Plano Oxigênio Brasil, que coloca ações em prática, como a redistribuição de materiais enviados a Manaus, com apoio do Governo do Amazonas e do Ministério da Defesa.

Municípios do Rio Grande do Norte têm alertado sobre problemas com o oxigênio desde o início da semana. Na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Cidade Satélite, Zona Sul de Natal, que já está lotada, um paciente passou parte da noite entre segunda-feira, 22, e esta terça-feira, 23, ligado a um ponto de oxigênio no lado externo da unidade de saúde. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde ao portal G1.

Pontos de oxigênio foram colocados nas áreas de embarque e desembarque das ambulâncias em todas as UPAs de Natal, para serem utilizados em caso de um “colapso de oxigênio”. Os pontos podem ser utilizados nas viaturas do Samu, se for necessário que o paciente fique em uma ambulância enquanto aguarda um leito. A Secretaria de Saúde de Natal informou que as unidades municipais têm medicação e oxigênio, as compras e abastecimentos são contínuos e não há nada que indique o desabastecimento.

São Paulo registra 1.021 mortes

Em São Paulo, pela primeira vez desde o início da pandemia, em março do ano passado, o estado registrou mais de mil óbitos por Covid-19 em apenas 24 horas. De acordo com a Secretaria de Saúde, foram identificadas 1.021 mortes. Com os números atualizados hoje, o estado soma, ao todo, 68.623 mortes em decorrência da doença. O estado alcançou a marca de 29.039 pacientes hospitalizados — 12.168 em terapia intensiva e 16.871 em enfermarias. A taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 91,9%.

Depois que dez pacientes foram transferidos de uma UPA, na sexta-feira à noite, por falta de oxigênio, o Ministério Público abriu inquérito, nesta terça-feira, uma denúncia feita por funcionários do sistema de saúde de que três pacientes com Covid-19 morreram por falta do gás. A prefeitura nega os óbitos. Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, houve duas mortes de outros pacientes na UPA naquele dia, mas eles não estavam entre aqueles que foram transferidos por falta de oxigênio.

Em todo o estado de Minas Gerais, segundo boletim atualizado, 647 pessoas, entre suspeitos e confirmados para Covid-19, aguardam internação em um leito de UTI. Atualmente, 2.525 pacientes estão internados em UTIs. Em enfermarias, o número é quase o dobro: 4.878. A taxa de ocupação de UTI para leitos exclusivos para Covid está em 94% em todo o estado.

Em nota, o governo mineiro confirma que o estado vive “cenário preocupante” em relação ao oxigênio, e que está fazendo um levantamento para identificar onde estão os maiores problemas de fornecimento no estado. O mesmo ocorre em relação aos medicamentos usados para intubação de pacientes, disse o governo. Até o momento, MG soma mais de 22 mil mortes em decorrência do coronavírus, com 3.558 óbitos só em março.

No Sul, mais de 1.600 aguardam transferência

Apenas na região Sul, são mais de 1.600 pacientes na fila de espera por um leito, a maior parte deles no Paraná que, nesta segunda-feira, registrou 988 pessoas aguardando transferência. Os três estados são os mais atingidos pelo pico de casos observados em todo o país: o Paraná tem 97% dos leitos ocupados, Santa Catarina tem 98% e de 96% no Rio Grande do Sul.

As autoridades dos três estados atribuem o aumento, principalmente, à introdução de uma nova variante no país, chamada de P.1. Segundo médicos, a variável pode ser mais transmissível e, possivelmente, mais agressiva. A lotação das unidades de saúde é perceptível principalmente pelo aumento do número de casos entre pacientes que não são idosos. No mês de fevereiro, as hospitalizações de pessoas abaixo de 60 anos no Paraná e em Santa Catarina superaram a de idosos, invertendo a tendência observada em janeiro.

A lotação de vagas gerou também uma preocupação para que não falte oxigênio e os chamados kits de intubação: para manter os pacientes em respiradores, é preciso administrar remédios como bloqueadores neuromusculares ou sedativos.

Em Santa Catarina, a Secretaria da Saúde admitiu que o consumo de oxigênio é elevado, mas garantiu que não existe a possibilidade de falta do insumo nas unidades hospitalares sob administração estadual. Segundo a pasta, nos primeiros nove dias de março foram consumidos o equivalente a quase duas vezes a média mensal de um destes medicamentos.

O GLOBO

Deixe seu comentário

Pfizer e Janssen exigiram do Brasil adiantamento em dólar e pago no exterior

24 Mar2021

Por Jbelmont às 08h48

As farmacêuticas Pfizer e Janssen abusam do poder de produzirem as duas vacinas mais eficazes contra Covid. No Brasil, além de exigirem aprovação de lei federal isentando-as de responsabilidade em caso de efeitos colaterais, ambas impuseram pagamento antecipado, lá fora, de uma espécie de “sinal”. No caso das Pfizer, R$1,098 bilhão, equivalentes a US$200 milhões, e mais R$521 milhões (US$95 milhões) à Janssen. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Sem vacinas no mercado e sendo Pfizer e Janssen as melhores, o Brasil teve de acatar exigências, que em outros tempos seriam inaceitáveis.

Os dois pagamentos tiveram de ser feitos em dólares, sem conversão para reais, e no exterior. Assim, não terão de pagar impostos no Brasil.

O governo brasileiro comprou 100 milhões de doses da Pfizer e 38 milhões da Janssen, que tem a grande vantagem de dose única.

Sob pressão e fragilizado, o governo não teve alternativa senão comprar as vacinas, para evitar a acusação de dar as costas às melhores vacinas.

DIÁRIO DO PODER

Deixe seu comentário

32 municípios do RN registram mais casos de Covid-19 em 2021 do que em todo o ano de 2020; veja lista

24 Mar2021

Por Jbelmont às 08h35

32 municípios do RN registram mais casos de Covid-19 em 2021 do que em todo o ano de 2020; veja lista

Pedra Preta, município do RN, teve o maior aumento proporcional — Foto: Divulgação/Site da Prefeitura de Pedra Preta

O Rio Grande do Norte tem 32 municípios que registraram mais casos de Covid-19 nos primeiros três meses de 2021 do que em todo o ano de 2020 (veja a tabela completa mais abaixo). Os dados foram comparados através do boletim epidemiológico diário da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

O maior aumento proporcional foi o do município de Pedra Preta, que teve um crescimento de 431% no número de casos. Em todo 2020, o município só havia registrado 16 casos confirmados de Covid-19. Até o dia 22 de março deste ano, foram 69. O município tem um óbito confirmado pela doença.

Aumento também relevante foi registrado no município de Tenente Laurentino Cruz, que teve 328% a mais de casos em 2021 do que em todo o ano passado, quando registrou 89 casos. Nesses primeiros três meses, foram 292.

Outros dois municípios tiveram aumento superior a 200%. Parelhas, que havia confirmado 274 casos de Covid-19 até dezembro de 2020, já registrou até março de 2021, 661 - o crescimento foi de 223%. Carnaúba do Dantas tinha 117 casos até o fim de 2020 e somou mais 325 neste ano, um crescimento de 278%.

Entre os municípios que mais registraram aumento de casos também está João Câmara, localizada na Região do Mato Grande. Desde o mês passado que o município havia decretado medidas de isolamento social rígido em função do aumento de casos e mortes pela Covid-19, além da pressão por leitos críticos no hospital da cidade.


Os dados da Sesap apontam que em três meses em 2021 a cidade teve 1.115 casos confirmados contra 623 em todo 2020. O aumento foi de 185%.

Na Grande Natal, o município de Extremoz teve aumento de 126%. Em 2021, foram 1.068 casos contra 847 durante todo o ano de 2020.

Casos de Covid-19 nos municípios

Casos até dezembro de 2020 Casos de janeiro a março de 2021 Casos total Aumento (%)

Pedra Preta 16 69 85 431%
Tenente Laurentino Cruz 89 292 381 328%
Carnaúba dos Dantas 117 325 442 278%
Parelhas 274 611 885 223%
Jardim do Seridó 370 718 1088 194%
João Câmara 623 1.151 1.774 185%
Serrinha dos Pintos 123 224 347 182%
Serrinha 55 100 155 182%
Lagoa Nova 154 275 429 179%
Almino Afonso 91 155 246 170%
Alexandria 340 576 916 169%
Antônio Martins 85 143 228 168%
Ipueira 56 93 149 166%
Jardim de Angicos 24 39 63 163%
Ouro Branco 120 195 315 163%
Coronel João Pessoa 49 76 125 155%
Jundiá 140 210 350 150%
São Vicente 167 235 402 141%
Equador 57 79 136 139%
Florânia 267 349 616 131%
Extremoz 847 1.068 1.915 126%
Pureza 133 165 298 124%
Viçosa 108 133 241 123%
Acari 275 325 600 118%
Paraná 148 169 317 114%
Lucrécia 120 135 255 113%
Marcelino Vieira 219 244 463 111%
Senador Georgino Avelino 54 59 113 109%
Angicos 188 205 393 109%
Portalegre 162 174 336 107%
Rafael Godeiro 161 171 332 106%
Luís Gomes 157 166 323 106%

Fonte: Sesap

Agravamento da pandemia
O crescimento dos casos nos municípios vai ao encontro do que os especialistas e autoridades têm alertado há algumas semanas: o estado passa, neste momento, pelo seu pior momento da pandemia desde o início, cenário também da maioria das federações do país.

O aumento de casos tem refletido principalmente no aumento de internações. Atualmente o estado tem o maior número de pacientes com Covid-19 internados desde o início da pandemia: 1.072.

Isso tem feito com que haja uma pressão nos leitos críticos. Segundo o Regula RN, o estado atualmente está com mais de 93% de ocupação das UTIs. A fila por um leito, no entanto, tem mais de 128 pessoas.

No fim de fevereiro, a UFRN também confirmou a circulação das variantes P1 (provavelmente oriunda do Amazonas) e P2 (detectada no Rio de Janeiro pela primeira vez) no Rio Grande do Norte desde pelo menos dezembro. A universidade alertou naquele momento que as variantes poderiam estar associadas a uma maior dispersão da doença.

Estudos têm apontado que a P1 é uma variante considerada mais transmissível e capaz de driblar o sistema imune, o que facilita a disseminação e o contágio pelo vírus.

G1RN

Deixe seu comentário

Brasil tem a maior média diária de mortes por Covid-19 do mundo; índice é mais do que o dobro do registrado nos Estados Unidos

24 Mar2021

Por Jbelmont às 08h05

O Brasil tem a maior média de mortes diárias, considerando os últimos sete dias, no mundo. Segundo o cálculo do site “Our World in Data”, ligado à Universidade de Oxford, o índice do país na última segunda-feira (22), dado mais atualizado na plataforma, era de 2.305, mais do que o dobro do segundo neste ranking, os Estados Unidos, com 978.

De acordo com o “Our World in Data”, os outros países com maiores médias diárias de mortes no momento são México (470), Rússia (407), Itália (404), Polônia (308), França (264), Ucrânia (244), República Tcheca (204) e Hungria (195). Ainda segundo o site, o Brasil também supera a média de toda a União Europeia (2.233), da América do Norte (1.547), da Ásia (939) e da África (296).

Nesta terça-feira (23), o Brasil ultrapassou, pela primeira vez, a marca de 3 mil óbitos por Covid-19 registrados em 24 horas: segundo o consórcio de veículos de imprensa formado por EXTRA, O Globo, G1, Folha de S. Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, foram 3.158, o que dá uma média de um a cada 27 segundos. O país chegou a 298.843 mortes pela doença e a média móvel diária, de acordo com o consórcio, ficou em 2.349. O total de casos subiu para 12.136.615, sendo 84.996 notificados em 24h.

Quatro estados tiveram ontem seu dia mais letal desde o início da pandemia. São Paulo registrou 1.021 mortes em 24 horas, totalizando 68.623. O secretário de Saúde do governo paulista, Jean Gorinchteyn, ressaltou, em entrevista à Globonews, que “apesar de chocarem, porque são vidas que se perderam, eles (os dados) não retratam essas 24 horas. São dados que eram represados no fim de semana e que foram aportados de forma abrupta agora nos dados de terça-feira (ontem). No Paraná, foram 311 mortes contabilizadas em 24h, totalizando 15.166. Em Santa Catarina, 182 óbitos foram registados ontem , totalizando 9.833. O Espírito Santo também bateu seu recorde de registro mortes num único dia: 72, somando 7.053.

G1

Deixe seu comentário

Cármen Lúcia muda voto, e 2ª Turma do STF declara que Moro foi parcial ao condenar Lula

24 Mar2021

Por Jbelmont às 00h25

Com a decisão, processo do triplex terá de reiniciar da estaca zero. Condenação do ex-presidente já tinha sido anulada por decisão do ministro Edson Fachin.

Com a decisão, processo do triplex terá de reiniciar da estaca zero. Condenação do ex-presidente já tinha sido anulada por decisão do ministro Edson Fachin.



Ministra Cármem Lúcia altera seu voto e vota a favor da suspeição de Moro


Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal declarou em julgamento nesta terça-feira (23) que o ex-juiz federal Sergio Moro agiu com parcialidade ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá.

A sentença que condenou Lula segue anulada por outra decisão, determinada pelo ministro Edson Fachin, que apontou a incompetência da Justiça Federal do Paraná para analisar os processos do petista e tornou sem efeito as condenações pela Operação Lava Jato de Curitiba.

Com a decisão desta terça, a Segunda Turma anulou todo o processo do triplex, que precisará ser retomado da estaca zero pelos investigadores. As provas já colhidas serão anuladas e não poderão ser usadas em um eventual novo julgamento. Para o ministro Edson Fachin, vencido no julgamento, a decisão poderá levar à anulação de todas as sentenças proferidas por Moro na Operação Lava Jato.

O Ministério Público Federal no Paraná e a 13ª Vara da Justiça Federal no estado informaram que não emitirão opinião sobre a decisão da Segunda Turma. A assessoria do ex-juiz Sérgio Moro não informou se ele se manifestará.

A defesa de Lula divulgou nota na qual afirmou que a condenação do ex-presidente por Sergio Moro causou danos "irreparáveis", entre os quais a prisão durante 580 dias.

 

G1

Deixe seu comentário

Fiocruz pede restrição de 14 dias das atividades não essenciais em estados e cidades com UTIs lotadas por Covid

23 Mar2021

Por Jbelmont às 23h04

Com exceção do Amazonas e de Roraima, todos os demais estados do Brasil estão na classificação de 'alerta crítico' de lotação de UTIs.


Por G1



Boletim da Fiocruz que pede restrição de atividades por 14 dias tem como destaque o "colapso do sistema de saúde" — Foto: Reprodução

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) sugere que todos estados e cidades classificados em "alerta crítico" por causa da lotação de leitos de UTI para tratamentos de Covid-19 devem restringir todas as atividades não essenciais por 14 dias. Com exceção para Amazonas e Roraima, todos os estados do Brasil e o Distrito Federal estão na classificação de "alerta crítico".

A recomendação foi divulgada nesta terça-feira (23) no "Boletim Extraordinário do Observatório Covid-19 Fiocruz".

Além de sugerir a restrição das atividades para buscar a "redução de cerca de 40% da transmissão", os especialistas pedem o uso obrigatório de máscaras por pelo menos 80% da população.

"Desde o início do mês de março, o país assiste a um quadro que denota o colapso do sistema de saúde no Brasil para o atendimento de pacientes que requerem cuidados complexos para a Covid-19. (...) Este colapso não foi produzido em março de 2021, mas ao longo de vários meses, refletindo os modos de organização para o enfrentamento da pandemia no país, nos estados e nos municípios" - Boletim da Fiocruz

Ocupação de UTIs
A Fiocruz aponta que as taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 no SUS, verificados na segunda-feira (22) "continuam indicando um quadro extremamente crítico".

" (...) na região Norte, a saída do Amazonas da zona crítica para a de alerta intermediário, agora com uma taxa de 79%. Em contraponto, alerta para a piora do quadro na região Sudeste: na última semana, em Minas Gerais, a taxa cresceu de 85% para 93%; no Espírito Santo, de 89% para 94%; no Rio de Janeiro, de 79% para 85%; e em São Paulo, de 89% para 92%. A região Sul e a Centro-Oeste mantiveram taxas superiores a 96%. Piauí (96%), Ceará (97%), Rio Grande do Norte (96%) e Pernambuco (97%) destacaram-se com as piores taxas na região Nordeste." - Boletim da Fiocruz
Seis estados estão em situação crítica para ter o oxigênio necessário para pacientes com Covid

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +