.

MORTES EM FILAS POR UTI, FALTA DE REMÉDIOS E ANGÚSTIA: OS RELATOS DESESPERADOS DE MÉDICOS NO INTERIOR DO PARÁ

28 Mar2021

Por Jbelmont às 10h41

Pessoas com covid-19 morrendo na fila à espera por um leito de UTI, falta de remédios e uma explosão de novos casos sem ter onde tratá-los. É assim que médicos descreveram o cenário de "colapso" no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, no interior do Pará.

O hospital é referência na região e atende mais de 500 mil pessoas que vivem em nove cidades. Hoje, porém, a unidade está saturada, não tem condições de atender mais ninguém e já transfere pacientes para outros Estados em viagens que duram horas.

Covid-19: Preços de medicamentos para UTI têm alta de até 1.000 durante pandemia
Um relatório divulgado com base nas informações divulgadas pelas prefeituras e secretarias de Saúde da região do Xingu apontava que 14 pessoas estavam na fila por uma vaga na UTI às 22h de quarta-feira (24/3). Cinco pessoas morreram e outras 200 foram contaminadas com covid-19 nas últimas 24 horas.

Na terça-feira (23/3), a Prefeitura de Altamira decretou calamidade pública pelos próximos três meses. A intenção da prefeitura é agilizar a compra de insumos e equipamentos para os hospitais da região, sem a necessidade de uma licitação. Mas para que ele seja legalmente válido ainda precisa ser aprovado pela Assembleia Legislativa do Pará (Alepa).

Apesar do relato dos médicos e do desespero da prefeitura, a Secretaria Estadual de Saúde do Pará diz que está tudo sob controle.

g1

Deixe seu comentário

Natal passa marca de 100 mil doses aplicadas de vacinas contra Covid-19

28 Mar2021

Por Jbelmont às 09h29

Número foi atingido neste sábado (27), após prefeitura aplicar 4.413 doses nos pontos com atendimento no fim de semana.
Por G1 RN

A Prefeitura de Natal que a cidade ultrapassou a marca de 100 mil doses aplicadas da vacina contra a Covid-19. Desde o início da campanha de vacinação foram aplicadas 101.124 doses no município. Somente neste sábado (27), as equipes aplicaram 4.413 doses dos imunizantes.

As informações foram publicadas nos perfis oficiais do município em redes sociais. A imunização dos idosos com 70 anos ou mais e profissionais da saúde continua neste domingo (28) no Shopping Via Direta, Ginásio Nélio Dias (drive-thru e sala de pedestre), Arena das Dunas e Palácio dos Esportes (apenas drive-thru), das 8h às 16h.⁣

A aplicação de 100 mil doses não significa que 100 mil pessoas foram imunizadas na capital, porque a vacina é aplicada em duas doses.

Segundo o RN Mais Vacina, onde os municípios cadastram os dados de vacinação, mas os números ainda estão defasados, ⁣⁣ Natal teria 77.597 doses aplicadas e 60.873 pessoas vacinadas com pelo menos a primeira dose.

A capital tem uma população estimada em 890.480 habitantes, portanto 6,8% dos moradores estariam imunizados.

Ao todo, ainda de acordo com o RN + Vacina, a capital recebeu 125.603 doses de vacinas desde o início da campanha de imunização.

200 vídeos
Governadora anuncia toque de recolher entre medidas do novo decreto
UFRN confirma variantes do Coronavírus no RN90% dos internados com Covid-19 em UTIs no RN usaram medicamento sem eficácia, diz médica

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.356: aposta de Brasília (DF) leva sozinha prêmio de R$ 27 milhões

27 Mar2021

Por Jbelmont às 21h52

As dezenas sorteadas foram as seguintes: 03 - 10 - 25 - 36 - 51 - 58. A Quina teve 100 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 27.164,44.

Uma aposta de Brasília (DF), feita eletronicamente, acertou as seis dezenas e levou sozinha o prêmio de R$ 27.070.907,55 do concurso 2.356 da Mega-Sena, sorteado neste sábado (27) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Para o próximo sorteio, o prêmio previsto é de R$ 2,5 milhões.

As dezenas sorteadas foram as seguintes: 03 - 10 - 25 - 36 - 51 - 58

A Quina teve 100 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 27.164,44.
A Quadra teve 5.821 apostas ganhadoras e cada uma ganhou R$ 666,66

Deixe seu comentário

Mãe do Padre Fábio de Melo, Ana Maria de Melo morre de Covid-19 aos 83 anos em Uberlândia

27 Mar2021

Por Jbelmont às 20h26

Minha mãe partiu hoje. Logo cedo, como quem tem pressa de viver a eternidade. A mim resta a dor térrea, o ferimento que rasga o corpo e a alma. Ela me deu a vida num Sábado de Ramos, como hoje. Nossa simbiose reuniu as regras do nascer e do morrer. Leve de mim tudo o que quiser, tudo o que puder. O dia mais temido chegou. O dia de continuar neste mundo tão empobrecido, sem o precioso simbólico da filiação, sabendo que você não estará mais por aqui.
O religioso também agradeceu a relação que teve com a mãe.

Obrigado, minha dona Ana! Só Deus e nós sabemos o quanto fomos um do outro. Uma pertença que me fez sofrer, sorrir, amar, aprender, conjugar todos os verbos que tornaram válida a aventura de nossa existência. Seguirei hospedando sua memória, levando tudo o que couber dentro de mim. Guarde meu coração com o seu. Até o dia que Deus voltar a me permitir deitar a cabeça no seu colo, enquanto você faz carinho nos meus cabelos, me chamando de Fabinho.

 

CONTINUAR LENDO AQUI

Deixe seu comentário

Brasil registra novo recorde de 2.548 mortes diárias na média móvel

27 Mar2021

Por Jbelmont às 20h19

País contabilizou 12.489.232 casos e 310.694 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Média móvel de casos também registrou recorde de 77.128 novos diagnósticos por dia.

O Brasil registrou 3.368 mortes por Covid nas últimas 24 horas e totalizou neste sábado (27) 310.694 óbitos. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.548, um novo recorde desde o início da pandemia. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +39%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de sábado.

Já são 66 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; pelo vigésimo dia a marca aparece acima de 1,5 mil; e o país completa agora 11 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia.

Veja a sequência da última semana na média móvel:

Domingo (21): 2.255 (recorde)
Segunda (22): 2.298 (recorde)
Terça (23): 2.349 (recorde)
Quarta (24): 2.279
Quinta (25): 2.276
Sexta (26): 2.400 (recorde)
Sábado (27): 2.548 (recorde)
Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 12.489.232 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 81.909 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 77.128 novos diagnósticos por dia, um novo recorde desde o início da pandemia. Isso representa uma variação de +16% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de aumento nos diagnósticos.

Vinte estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: CE, MS, SP, PB, RS, BA, GO, MG, RN, TO, AP, ES, PE, RJ, SC, PI, PR, AL, SE, MT.

Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados
Mortes e casos por cidade
Veja como está a vacinação no seu estado
Brasil, 27 de março
Total de mortes: 310.694
Registro de mortes em 24 horas: 3.368
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.548 (variação em 14 dias: +39%)
Total de casos confirmados: 12.489.232
Registro de casos confirmados em 24 horas: 81.909
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 77.128 por dia (variação em 14 dias: +16%)
Estados
Subindo (20 estados e o Distrito Federal): CE, MS, SP, PB, RS, BA, GO, MG, RN, TO, AP, ES, PE, RJ, SC, PI, PR, AL, SE, MT
Em estabilidade (4 estados): MA, RO, PA, AC
Em queda (2 estados): AM e RR
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Deixe seu comentário

Ministro da Saúde pede para população evitar aglomeração no feriado da Páscoa e usar máscaras

27 Mar2021

Por Jbelmont às 20h11

Foto: AFP

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga divulgou um pronunciamento neste sábado no qual pede à população para evitar aglomerações no feriado da Páscoa e para utilizar máscaras de proteção facial. Queiroga também defendeu as ações de vacinação e disse que a meta para o mês de abril é vacinar 1 milhão de pessoas por dia.

— Temos um feriado se aproximando, o feriado da semana santa, e nesse feriado aproveite pra fazer a sua reflexão cristã em casa, com suas famílias. Evitem aglomerações, porque nós sabemos que muitas vezes nessa época de feriado a família brasileira gosta de confraternizar, de se juntar em casa, até mesmo por conta da própria tradição cristã. Façam isso, mas usando máscaras, façam isso, mas guardando distanciamento recomendado pelas autoridades sanitárias. É muito importante para todo o Brasil que consigamos aderir às recomendações das autoridades sanitárias — afirmou.

O ministro ressaltou ser “muito importante” orientar sobre o uso das máscaras e disse que elas bloqueiam a circulação do vírus. Seu chefe, o presidente Jair Bolsonaro, sempre foi avesso à utilização do acessório e até já fez críticas públicas às máscaras faciais.

Queiroga, entretanto, fez críticas a medidas adotadas por governos estaduais e municipais de multar pessoas que estejam circulando nas ruas ou aprovar leis tornando obrigatório o uso de máscaras — uma lei federal também tornou essa utilização obrigatória.

— Não é com lei obrigando as pessoas a usar máscaras nem multando as pessoas na rua que vamos resolver esse problema, é uma questão de conscientização. Cada um tem que saber do seu papel e ajudar as autoridades municipais, estaduais e federais a pôr fim a essa pandemia — afirmou.

Ao final do pronunciamento, ele também defendeu a retomada da economia, mas não explicou de que forma isso poderia ser feito. O ministro também não mencionou os recentes números de mortes pela Covid-19, que na sexta-feira bateram novo recorde, nem falou sobre a lotação das UTIs pelo país.

— É necessário que a nossa economia retome fortemente para garantir salário e renda para o povo do Brasil — concluiu.

Em entrevista à GloboNews na noite deste sábado, Queiroga afirmou que essa semana serão distribuídas mais 11 milhões de doses de vacinas da CoronaVac e AstraZeneca para os Estados e defendeu o presidente Jair Bolsonaro.

— O presidente sempre investiu na ciência. O governo federal alocou verbas através do CNPQ, Secretaria de Ciência e Tecnologia, insumos estratégicos, Capes, pesquisadores — afirmou.

Queiroga também transmitiu um agradecimento “em nome do Ministério da Saúde” aos médicos que estão atuando na linha de frente para tratar dos pacientes da Covid-19.

O Globo

Deixe seu comentário

Estado de SP registra mais de mil mortes por Covid-19 em 24 horas pela terceira vez na semana

27 Mar2021

Por Jbelmont às 19h58

Média diária de óbitos diários chegou a 619 neste sábado (27), novo recorde desde o início da epidemia.



Coveiros usando equipamento de proteção são vistos trabalhando em sepultamento noturno no cemitério da Vila Formosa, Zona Leste da cidade de São Paulo, nesta sexta-feira (26) — Foto: ETTORE CHIEREGUINI/ESTADÃO CONTEÚDO

O estado de São Paulo registrou mais de mil mortes por Covid-19 em apenas 24 horas pela terceira vez nesta semana. Foram 1.051 óbitos contabilizados neste sábado (27), elevando o total desde o início da pandemia para 71.747.

Na sexta-feira (26), o recorde de registro diário de mortes foi batido, com 1.193 novos óbitos em apenas 24 horas. A marca de mais de mil mortes em um dia já havia sido registrada pela primeira vez na terça-feira (23), com 1.021 óbitos.

Os novos registros não significam, necessariamente, que as mortes aconteceram de um dia para o outro, mas que foram computadas no sistema neste período.

O alto número deste sábado ainda pode ser reflexo de represamento de dados de dias anteriores. Na quarta (24), o governo de São Paulo reclamou que o Ministério da Saúde alterou o sistema usado para contabilizar o número de mortes por coronavírus e, assim, dificultou a notificação provocadas pela doença.

Outros estados também relataram dificuldades para inserir os registros de mortes no sistema federal. Após as reclamações das secretarias de saúde estaduais, o Ministério da Saúde atendeu ao pedido das duas principais entidades de secretários de saúde no Brasil e voltou atrás nas mudanças das fichas.

Mesmo assim, a média móvel de mortes diárias, que considera os números dos últimos sete dias, voltou a bater recorde neste sábado (27). O indicador chegou a 619, valor 63% maior do que o registrado há 14 dias, o que para especialistas indica forte tendência de alta.

Como o cálculo da média móvel leva em conta um período maior do que o registro diário, é possível medir de forma mais fidedigna a tendência da pandemia. O estado de São Paulo está há 26 dias seguidos com tendência de alta nas mortes.

Também foram registrados neste sábado 18.124 novos casos confirmados de Covid-19 no estado, elevando o total para 2.410.498.

A média móvel de é de 16.062 casos por dia neste sábado, maior valor desde o início da pandemia e valor 26% maior do que o registrado há 14 dias, o que também indica tendência de alta.

Por conta da piora dos indicadores de saúde, o governo de São Paulo decidiu prorrogar a fase emergencial do Plano São Paulo, que prevê regras mais rígidas do que a fase vermelha da quarentena, até o dia 11 de abril. A medida entrou em 15 de março e, pela previsão inicial, deveria permanecer até o dia 30.

Fila de espera de leitos
Estado de SP bate novo recorde de novas internações: 3.557 em UTI e enfermaria em 24 horas

Segundo último balanço da Secretaria Estadual de Saúde atualizado na quinta-feira (25), o estado de São Paulo tinha 30.549 pacientes internados com confirmação ou suspeita de Covid-19 em toda rede hospitalar pública e privada, sendo 12.674 pacientes em leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) e 17.875 em enfermaria.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI eram de 91,6% tanto no estado quanto na Grande São Paulo.

Também até a noite desta quinta-feira (25), o estado contabilizava 1,5 mil pessoas com Covid-19 na fila de espera por um leito de UTI. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass).

Segundo levantamento realizado pela TV Globo com dados das prefeituras, 177 pessoas morreram à espera de um leito de UTI na Grande SP até a noite de sexta-feira (26).

Pelo menos 396 pacientes esperam por um leito de Terapia Intensiva nas cidades da Região Metropolitana, desconsiderando a capital. A cidade de São Paulo não informa o número de pacientes na fila.

Na capital paulista, a Prefeitura de São Paulo confirmou a morte de mais duas pessoas que estavam na fila de espera por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na capital paulista. Com os dois novos óbitos confirmados, chega a quatro o número de pacientes vítimas da Covid-19 que morreram à espera de leitos intensivos na capital.

Deixe seu comentário

COVID: Brasil registra 3.438 óbitos e 85 mil casos nas últimas 24h

27 Mar2021

Por Jbelmont às 19h06

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (27):

– O país registrou 3.438 óbitos nas últimas 24h, totalizando 310.550 mortes;

– Foram 85.948 novos casos de coronavírus registrados, no total 12.490.362 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 10.879.627, com o registro de mais 85.948 pacientes curados. Outros 1.300.185 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

Mãe do padre Fábio de Melo morre aos 83 anos, vítima da Covid

27 Mar2021

Por Jbelmont às 17h38

A mãe do padre Fábio de Melo, Ana Maria Melo Silva morreu na manhã deste sábado (27), aos 83 anos, vítima da Covid-19. Ela estava internada no hospital Santa Genoveva, em Uberlândia, Minas Gerais, desde o dia 15 de março.

A informação foi confirmada pelo próprio padre em suas redes sociais. “Minha mãe partiu hoje. Logo cedo, como quem tem pressa de viver a eternidade. A mim resta a dor térrea, o ferimento que rasga o corpo e a alma. Ela me deu a vida num Sábado de Ramos, como hoje. Nossa simbiose reuniu as regras do nascer e do morrer. Obrigado, minha dona Ana”, escreveu ele.

Acompanhando a mensagem de despedida, estava um vídeo de um de seus shows, em que aparece cantando a música “Onde Deus Possa Me Ouvir” para a mãe, que assiste ao filho com um sorriso.

Guarde meu coração com o seu. Até o dia que Deus voltar a me permitir deitar a cabeça no seu colo, enquanto você faz carinho nos meus cabelos, me chamando de Fabinho. Obrigado a todos vocês que rezaram, obrigado pelo amor com que vocês sempre nos trataram.”

Assim que Ana Maria contraiu a doença, o padre usou as mesmas redes sociais para informar os fãs do ocorrido. Lamentou, na ocasião, que a mãe havia recebido a primeira dose da vacina contra a Covid-19 tarde demais, cerca de dez dias antes de apresentar os sintomas.

Deixe seu comentário

Com covid-19, Agnaldo Timóteo é intubado no Rio de Janeiro ele já tinha recebido as duas doses da vacina

27 Mar2021

Por Jbelmont às 17h03

Foto: reprodução/Instagram

Os familiares de Agnaldo Timóteo, que segue internado na UTI de um hospital do Rio de Janeiro, lutando contra a covid-19, informaram que o cantor de 84 anos precisou ser intubado na manhã deste sábado (27). O procedimento foi realizado com a finalidade de tratar a doença de forma mais segura.

“Por se tratar de uma doença traiçoeira, altos e baixos, a idade e com o intuito de tentar preservar a evolução positiva clínica e laboratorial até o momento e tentar melhorar a lenta recuperação dos pulmões, Timóteo necessitou entrar em ventilação mecânica invasiva, a partir de hoje às 7 horas manhã, para ser tratado de forma mais segura”, diz o comunicado. Na sexta-feira (26), os familiares disseram que o cantor já havia recebido as duas doses da vacina contra a doença.

R7

Deixe seu comentário

RN contabiliza 40 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 11 dentro do dia; Sesap informa instabilidade no sistema para registro de novos casos

27 Mar2021

Por Jbelmont às 12h54

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (27).

Foram mais 19 casos confirmados, número bem abaixo da média dos últimos dias, totalizando 191.771. Até sexta-feira (26) eram 191.752 infectados.

NOTA: A Sesap informa que em decorrência de instabilidades no sistema E-SUS VE não foi possível proceder com a extração de dados de novas notificações de casos confirmados nos dados parciais de hoje.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 4.394 no total, sendo 11 mortes registradas nas últimas 24h, Natal (03), Mossoró (02), Caraúbas (01), Pureza (01), Santa Cruz (01), Santo Antônio (01), São Gonçalo do Amarante (01) e Tenente Ananias (01). .

A Sesap ainda registrou outros 29 óbitos ocorridos após a confirmação de exame laboratorial (mês de março (28 – dos quais 10 são do dia 25/03), mês de fevereiro (01). Até sexta-feira (26), eram contabilizados 4.354 mortos. Óbitos em investigação são 933.

Casos suspeitos somam 70.937 e descartados 405.740. Recuperados são 142.776.

Deixe seu comentário

RN tem 84 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

27 Mar2021

Por Jbelmont às 12h49

O Rio Grande do Norte registrou no início da tarde deste sábado (27) 84 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado.

Às 12h35, o estado tinha 10 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

Deixe seu comentário

Covid-19: vacinação no Brasil acelera 55% em sete dias

27 Mar2021

Por Jbelmont às 10h30

Foto: Carl de Souza/AFP

Aos poucos, a vacinação contra Covid-19 no Brasil começa a ganhar necessária velocidade. Considerando o intervalo de sete dias entre 18 e 25 de março, o ritmo de vacinação no país aumentou em 55% — chegando a 506.200 aplicações.

Trata-se da primeira vez que a vacinação no país ultrapassa, em médias móveis, a marca de 500.000 aplicações diárias. As informações são do portal Our World in Data, ligado à Universidade de Oxford.

O volume, porém, ainda está abaixo da meta diária de 1 milhão de doses fixada pelo novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A taxa, inclusive, sempre foi anunciada por especialistas em imunização como um limiar acelerado porém absolutamente realizável para o programa de vacinação no país, uma vez que médias parecidas são praticadas na campanha anual de vacinação contra o vírus da gripe.

A imunização no país é mantida por dois antígenos: a CoronaVac, da farmacêutica chinesa Sinovac Life Science, e a vacina de Oxford, desenvolvida pela universidade no Reino Unido com o laboratório AstraZeneca.

Veja

Deixe seu comentário

Internação de não idosos quadruplica no Rio Grande do Norte

27 Mar2021

Por Jbelmont às 08h55

Eleições, festas de final de ano (autorizadas pela Justiça ou clandestinas no litoral do Rio Grande do Norte), veraneio, carnaval (mesmo proibido, mas com aglomerações registradas em diversas cidades potiguares). A combinação desses fatores, aliado ao desuso da máscara e das demais medidas de contenção do novo coronavírus, provocaram o aumento da internação de pacientes cada vez mais jovens, e em estado mais grave, acometidos pela covid-19 nos hospitais públicos e privados no Estado. Conforme o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), os internamentos de pessoas com menos de 60 anos, os não idosos, quadruplicou nos primeiros meses deste ano em relação a dezembro do ano passado, saltando de 40 para 161 no período analisado.

“Em 25 de dezembro de 2020, os idosos ocupavam 98 leitos de internamento, contra 173 em 18 de março corrente. Entre os não idosos, os números evoluíram de 40 internados em 25 de dezembro passado, contra 161 no dia 18 de março deste ano, quadruplicando no período. Isso significa que a doença cresceu em números absolutos em todas as faixas etárias, porém de maneira mais expressiva entre os não idosos”, destaca estudo do LAIS/UFRN.

Em 2020, segundo o levantamento, a taxa de ocupação dos leitos por pacientes não idosos representava, em média, de 35% a 45% do total. Desde o final do ano passado, porém, esse índice passou a crescer e, em determinados dias, o total de jovens supera o índice de idosos internados em leitos críticos. Especialistas e infectologistas avaliam que os últimos meses de alta exposição dos jovens, impulsionados por festas de fim de ano e Carnaval, podem estar associados a essa mudança no perfil assistencial no RN.

“A população mais jovem é a que se expôs e se expõe mais. Estão mais ativos, a rotina de trabalho é mais intensa nessa faixa de idade. Mas também porque esses eventos recentes de carnaval, veraneio, festas de fim de ano, a exposição foi muito maior nessa faixa etária. Antigamente, com a primeira cepa do vírus, não tínhamos tantos casos graves, agora temos”, explica o epidemiologista e membro do comitê de especialistas do LAIS/UFRN, Ion de Andrade.

Segundo os dados, o ápice de ocupação entre idosos foi no dia 25 de dezembro de 2020, com 71% dos pacientes acima de 60 anos internados.

Atualmente, ocorre um equilíbrio entre idosos e não idosos, com cada um ocupando cerca de 50% dos leitos disponíveis. No dia 22 de março, os usuários abaixo de 60 anos ocupavam 51,18% dos leitos, sendo 174 em números absolutos, de um total de 372 leitos.

Confira matéria completa na Tribuna do Norte.

Deixe seu comentário

Governo enviou ao RN valor suficiente para 4,5 mil leitos de UTI, diz Rogério Marinho

27 Mar2021

Por Jbelmont às 08h42

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, detalhou os gastos que do governo Bolsonaro com o Rio Grande do Norte durante a pandemia de covid-19. Segundo ele, Bolsonaro enviou dinheiro suficiente para implantar mais de 4,5 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado. As informações foram dadas em entrevista ao programa Meio Dia 98, da 98FM Apodi, nesta sexta-feira (26).

“O estado do RN foi extremamente ajudado pelo governo federal no ano passado. A governadora Fátima tinha muita dificuldade do ponto de vista orçamentário e financeiro e precisaria fazer muitas intervenções na máquina pública para permitir que tivesse uma maior eficácia. Não fez, mas ela teve uma ajuda. No ano passado, o governo federal através da LC 173 transferiu, sem carimbo, como recursos livres, mais de R$ 442 milhões. Esses recursos eram para que Fátima pagasse salários, fornecedores e fechar a conta”, afirmou Marinho.

“Além disso, mais R$ 145 milhões para gasto com Saúde e Assistência Social. Mandou mais R$ 50 milhões e depois R$ 299 milhões para os municípios. Não satisfeito, o governo federal ainda fez a lei 14.041 e mandou mais de R$ 308 milhões para o Governo do RN e R$ 190 milhões para municípios. Ainda foi paga a dívida do Governo do RN com organismos internacionais e isso significou mais R$ 39 milhões. Só para resumir o governo federal passou para o governo do estado, sem carimbo, fora a saúde, R$ 812 milhões”, completou.

De acordo com o ministro, os recursos seriam suficientes para implantar “4.511 leitos adulto a um preço médio de R$ 180 mil cada”. Também serviria para “manter, durante um ano, com diárias de R$ 1.600, 1.390 leitos de UTI”, afirmou. “O governo federal cumpriu o seu papel, independente da posição política de qualquer governador”, concluiu Marinho.

Resultados do MDR em 2020

Rogério Marinho ainda destacou trabalho à frente do Ministério do Desenvolvimento Regional e relembrou os trabalhos realizados no ano passado. “Nós temos um acervo de quase 30 mil obras. Entregamos ao país quase 7 mil empreendimentos. Foram 410 mil residências construídas e retomamos 40 mil construções paralisadas. Isto permitiu que preservássemos mais de 4 milhões de postos de trabalho.

GRANDE PONTO

Deixe seu comentário

MPF pede a Ministério da Saúde providências 'urgentes' contra falta de oxigênio e de 'kit intubação' no RN, PI, PA e MG

27 Mar2021

Por Jbelmont às 08h32

Ofícios foram enviados nesta sexta (27) ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.



Por G1 RN

MPF pede a Ministério da Saúde providências 'urgentes' contra falta de oxigênio e de 'kit intubação' no RN, PI, PA e MG — Foto: Divulgação/SES
MPF pede a Ministério da Saúde providências 'urgentes' contra falta de oxigênio e de 'kit intubação' no RN, PI, PA e MG — Foto: Divulgação/SES


O Ministério Público Federal pediu ao Ministério da Saúde providências urgentes contra o desabastecimento de insumos como oxigênio medicinal e remédios do kit intubação no Rio Grande do Norte, Piauí, Pará e no município de Montes Claros (MG).

Os ofícios foram enviados pelo Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19 (Giac) nesta sexta (26) e são endereçados ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

De acordo com o MPF, desde a semana passada, o Giac já enviou ao Ministério alertas similares requerendo medidas para evitar o colapso iminente do sistema de saúde por falta de oxigênio em Rondônia, Acre, Amapá e Mato Grosso.

Rio Grande do Norte
No caso do Rio Grande do Norte, a documentação enviada ao Giac pelo membro focalizador do Ministério Público Federal no estado mostra que há falta de remédios do kit intubação e oxigênio medicinal. Segundo o MPF, a rede municipal de Natal, que atualmente registra 89 pacientes intubados, está com os estoques de remédios do kit intubação zerados. Os medicamentos são enviados a cada 24 horas pela Secretaria de Saúde do estado, em caráter emergencial, mas não se sabe até quando os estoques vão durar, tendo em vista a alta exponencial dos casos de covid-19.

Sobre oxigênio medicinal, um levantamento realizado no dia 18 de março mostra que 70 municípios do Rio Grande do Norte já receberam sinal de alerta de fornecedores sobre a possível dificuldade em abastecimento e 13 sinalizaram que o estoque é insuficiente para a demanda. Os problemas foram identificados em reunião realizada pelo membro focalizador do MPF com gestores de saúde e representante do Ministério Público estadual.

Piauí
No caso do Piauí, o Governo estadual relata taxa de ocupação de 100% nos leitos de UTI destinados ao tratamento de covid-19 em Teresina. O MPF pede o envio imediato, em caráter emergencial, de 500 cilindros com capacidade de 10 m3, 250 reguladores de pressão para cilindros e 250 copos umidificadores, para evitar desabastecimento do insumo.

Nesta sexta (26), o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina, Gilberto Albuquerque, informou que, com o aumento de casos de Covid-19, o estoque do gás, que antes durava dez dias, agora dura apenas dois dias.

Pará
No caso do Pará, documentação elaborada pelo Hospital D. Luiz I da Sociedade Portuguesa Beneficente do Pará mostra que é iminente a falta de medicamentos necessários para a intubação de pacientes no estado.

Montes Claros
Em Montes Claros, o aumento abrupto nos casos de covid-19 vem gerando falta de medicamentos do kit intubação e dificuldades para manter o suporte respiratório artificial dos pacientes. A rede hospitalar do município é referência para o tratamento dos pacientes graves acometidos pela covid-19 em toda a macrorregião Norte do Estado de Minas Gerais, responsável pelo atendimento de população superior a 1,6 milhão de habitantes. O ofício pede providências imediatas para garantir à rede municipal o fornecimento de 18 remédios do kit intubação.

Deixe seu comentário

Unidades de Saúde serão abertas neste final de semana para acelerar vacinação

26 Mar2021

Por Jbelmont às 21h42

10 UBSs serão abertas sábado e domingo

A Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró informa que 10 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) serão abertas neste final de semana, para acelerar a campanha de vacinação contra Covid-19.


"Para atender os idosos de 70 anos ou mais, as dez UBS’s já estão prontas e com equipes preparadas", informa a pasta.

Elas contarão com reforço de profissionais e acadêmicos de cursos da área de Saúde de várias universidades públicas e privadas de Mossoró. A ação também tem apoio de entidades como Câmara de Dirigentes Lojistas.

“No final de semana estaremos vacinando os idosos das 8h às 16h em dez polos de vacinação. Teremos 4 vacinadores em cada polo, apoio das universidades com alunos de medicina, de enfermagem e internos dando suporte aos nossos profissionais das UBS’s”, disse a secretária de Saúde, Morgana Dantas.

Ela cita que haverá segurança reforçada pela Guarda Civil Municipal e pela Polícia Militar.

Profissionais de saúde

De 24 a 26 de março de 2021, são vacinados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 as equipes que estiverem envolvidas na vacinação dos grupos elencados: fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, médicos, odontólogos, técnicos de saúde bucal, assistentes sociais, profissionais dos serviços de ambulância. A vacinação ocorre em todas as Unidades Básicas de Saúde de Mossoró.

Já os profissionais de saúde que serão vacinados no próximo final de semana nas dez UBS’s selecionadas são: Biomédicos, fonoaudiólogos, psicólogos, farmacêuticos, técnicos em radiologia, técnicos de laboratório, terapeutas ocupacionais, profissionais de educação física, nutricionistas, médicos veterinários, cuidadores de idosos, doulas/ parteiras, funcionários do sistema funerário (incluindo SVO e IML), trabalhadores das instituições de longa permanência de idosos e de residências inclusivas, estudantes da área técnica em saúde que estão em estágio hospitalar, atenção básica e clínicas, entre outros.

São considerados para fins de vacinação nesta fase os indivíduos que estejam trabalhando em serviços e sistemas de saúde, isto é, em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde.

UBS’s que serão abertas nos dias 27 e 28:

UBS Lahyre Rosado (Sumaré);
UBS Maria Soares (vizinho à UPA São Manoel);
UBS Epitácio Carvalho (Pintos);
UBS Chico Costa (Santo Antônio);
UBS Francisco Nazareno (Aeroporto);
UBS Lucas Benjamim (Abolição III);
UBS José Leão (Alto da Conceição);
UBS Ildone Cavalcante de Freitas (Barrocas);
UBS Moisés Costa (Redenção);
UBS Marcos Raimundo (Belo Horizonte).

Deixe seu comentário

Ministro anuncia desenvolvimento de vacina financiada pelo governo

26 Mar2021

Por Jbelmont às 21h37

Da Agência Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Pontes, anunciou hoje (26) que pesquisadores financiados com recursos do governo federal entraram com pedido na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de realização de testes para uma vacina contra a covid-19, batizada de Versamune-CoV-2F.

O imunizante está sendo desenvolvido pelo pesquisador Célio Lopes Silva, professor titular da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, em parceria com as empresas Farmacore Biotecnologia e PDS Biotechnology Corporation.

A solicitação apresentada ontem (25) pelo grupo foi para que os pesquisadores envolvidos no desenvolvimento do imunizante possam dar andamento às fases 1 e 2 dos testes clínicos, que envolvem a avaliação em humanos. Marcos Pontes informou que inicialmente serão 360 voluntários.

O anúncio foi feito horas depois de o governador de São Paulo, João Doria, anunciar que o Instituto Butantan está desenvolvendo uma nova vacina totalmente nacional, a Butantanvac, e que o órgão entrará com pedido de autorização na Anvisa para os estudos clínicos.

Perguntado por que o anúncio do governo federal foi no mesmo dia do realizado pelo governo de São Paulo, Pontes disse que é uma “coincidência”. “Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Eu estava na expectativa de anunciar. Ia fazer assim que entrassem [com o pedido na Anvisa]. Começaram em fevereiro a apresentar os documentos para a Anvisa. É uma coincidência que ele [governador João Dória] tenha anunciado em São Paulo”, disse o titular do MCTI.

Em rápida entrevista, Marcos Pontes destacou que o ministério vem financiando pesquisas desde fevereiro do ano passado, mas que teve dificuldades para obter novos recursos no fim do ano e em fevereiro, mas remanejou recursos da pasta para o projeto coordenado pelo professor da USP de Ribeirão Preto.

“Em fevereiro uma dessas vacinas se adiantou bastante com a Anvisa. Busquei no MCTI recursos de outros projetos para apoiar os testes clínicos”, disse.

Tags: vacina brasileira financiada governo federal

Deixe seu comentário

Brasil tem pior dia da pandemia com 3,6 mil mortes por Covid registradas em 24 horas; média volta a bater recorde

26 Mar2021

Por Jbelmont às 20h47

Numeros da Globo:

O Brasil voltou a quebrar a marca de seu pior dia da pandemia até aqui, com 3.600 mortes por Covid registradas em 24 horas. Com isso, o país soma agora 307.326 óbitos desde o início da pandemia. A média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.400, voltando a bater recorde no índice. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +32%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de sexta.

Alguns estados relacionaram seus altos números do dia diretamente a um represamento causado pela mudança que o Ministério impôs e revogou no meio da semana. São Paulo, o estado com os maiores registros, disse que a mudança afetou os dados desde quarta (24) até aqui, mesmo após a suspensão, e por isso o estado teve recorde de mortes nesta sexta.

As secretarias de Saúde de Goiás, Rio Grande do Sul e Santa Catarina informaram que verificaram atraso e represamento de dados ao longo da semana. Na Bahia, os responsáveis informaram que o acúmulo foi relacionado a sobrecarga das equipes e aprofundamento das investigações epidemiológicas a fim de evitar distorções.

Com o recorde desta sexta, o Brasil passa a ocupar o segundo lugar entre os países que tiveram mais mortes registradas em um único dia, ficando atrás apenas dos EUA -- que já bateu a marca de 4 mil mortes diárias em seu pior momento. Antes, a Argentina ocupava a 2ª posição, com 3.351 mortes anotadas em 1º de outubro de 2020, segundo o portal Our World in Data.

Já são 65 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de 1 mil; pelo décimo nono dia a marca aparece acima de 1,5 mil; e o país completa agora 10 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia.


Veja a sequência da última semana na média móvel:

Sábado (20): 2.234 (recorde)
Domingo (21): 2.255 (recorde)
Segunda (22): 2.298 (recorde)
Terça (23): 2.349 (recorde)
Quarta (24): 2.279
Quinta (25): 2.276
Sexta (26): 2.400 (recorde)
Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 12.407.323 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 82.558 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 75.759 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +6% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Dezenove estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: RS, SC, ES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, RO, TO, AL, BA, PB, PE, PI, RN e SE.

Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados
Mortes e casos por cidade
Veja como está a vacinação no seu estado
Brasil, 26 de março
Total de mortes: 307.326
Registro de mortes em 24 horas: 3.600
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.400 (variação em 14 dias: +32%)
Total de casos confirmados: 12.407.323
Registro de casos confirmados em 24 horas: 82.558
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 75.759 por dia (variação em 14 dias: +6%)
Estados
Subindo (19 estados e o Distrito Federal): RS, SC, ES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, RO, TO, AL, BA, PB, PE, PI, RN e SE
Em estabilidade (4 estados): PR, AC, PA e MA
Em queda (2 estados): AM e RR
Não atualizou (1 estado): CE
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Deixe seu comentário

Brasil bate novo recorde com 3.650 mortes registradas por Covid-19 em 24 horas; Novos casos são 84 mil

26 Mar2021

Por Jbelmont às 19h13

NÚMEROS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE:

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (26):

– O país registrou 3.650 óbitos nas últimas 24h, totalizando 307.112 mortes;

– Foram 84.245 novos casos de coronavírus registrados, no total 12.404.414 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 10.824.095, com o registro de mais 51.546 pacientes curados. Outros 1.273.207 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

RN contabiliza 45 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 19 dentro do dia; novos casos são 2.273

26 Mar2021

Por Jbelmont às 17h50

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (26). Foram mais 2.273 casos confirmados, totalizando 191.752. Até quinta-feira (25) eram 189.479 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 4.354 no total, sendo 19 mortes registradas nas últimas 24h, em Natal(08), Mossoró(03), além de São José do Mipibu, Parnamirim, Santa Cruz, Ipueira, Pendências, Apodi, Santo Antônio e Areia Branca.

A Sesap ainda registrou outros 26 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias, semanas ou meses anteriores. Até quinta-feira (25), eram contabilizados 4.309 mortos. Óbitos em investigação são 944.

Casos suspeitos somam 70.955 e descartados 405.740. Recuperados são 138.506.

Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid-19 de 95,6%; Seridó tem 100%

26 Mar2021

Por Jbelmont às 17h45

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 95,6%, registrada no fim da manhã desta sexta-feira (26). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 668.

Até o momento desta publicação são 16 leitos críticos (UTI) disponíveis e 349 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 71 disponíveis e 319 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 93,3% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 99% e a Região Seridó tem 100%.

Deixe seu comentário

RN tem 102 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

26 Mar2021

Por Jbelmont às 17h42

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registra no início da tarde desta sexta-feira(26) 102 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 12h20, o estado tinha 16 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

Deixe seu comentário

Alto do Rodrigues é o primeiro município do RN a instituir auxílio emergencial

26 Mar2021

Por Jbelmont às 08h21

Em meio à pandemia da Covid-19, que tem trazido fortes impactos para a economia, mas principalmente para as famílias mais vulneráveis, o município de Alto do Rodrigues, no Vale do Açu, instituiu nesta quinta-feira, 25, o Auxílio Emergencial Municipal, com o valor de R$ 200,00, que deverá ser pago durante três meses.

O projeto foi aprovado à unanimidade dos vereadores em sessão extraordinária da Câmara Municipal. “O nosso Auxílio Emergencial Municipal objetiva assegurar às famílias mais pobres o direito à segurança alimentar e nutricional, o acesso a uma renda mínima para suprir as suas necessidades básicas”, justificou o prefeito Nixon Baracho (DEM).

A medida deverá beneficiar em média 500 famílias em vulnerabilidade, com um desembolso mensal estimulado em média R$ 100 mil reais/mês, segundo informações preliminares da Secretaria Municipal de Assistência Social. Somente será concedido um auxílio emergencial por família, devendo a família optar pelo auxílio municipal ou pelo auxílio emergencial do Governo Federal.

A lei assegura a Prefeitura de Alto do Rodrigues o direito de disponibilizar a relação dos beneficiários do Auxílio Emergencial no Portal da Transparência do Município.

TRIBUNA DO NORTE

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +