'Se o presidente quisesse Carlos no Palácio do Planalto, teria nomeado ele lá', dispara Mourão

17 Fev2019

Por Jbelmont às 21h31

 

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), acredita que se o presidente Jair Bolsonaro (PSL) quisesse que o filho Carlos Bolsonaro atuasse no Palácio do Planalto, teria o nomeado para um cargo no governo, segundo informações do blog da jornalista Andréia Sadi.

Vereador no Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro foi um dos protagonistas de uma crise com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Carlos Bebianno, nesta semana. O episódio desgastou a relação de Bebianno com o presidente e deve lhe custar o cargo.

"Eu acho que se o presidente quisesse o Carlos no Palácio do Planalto, ele teria nomeado ele lá", disse Mourão, que garantiu ainda que Jair Bolsonaro vai saber resolver a questão da influência dos filhos no governo. Além de Carlos, Bolsonaro tem outros dois filhos na política: Eduardo que é deputado federal e Flávio que é senador.

BN

Deixe seu comentário

Ex-deputada Larissa Rosado assume chefia de gabinete na Assembleia Legislativa

17 Fev2019

Por Jbelmont às 18h30

Por Thaisa Galvão

A ex-deputada Larissa Rosado (PSDB), que não se reelegeu e foi cotada para assumir uma Secretaria na Prefeitura de Mossoró, vai permanecer na Assembleia Legislativa.
Larissa foi nomeada para ocupar o cargo de chefe de gabinete da Presidência.
O cargo estava vago.
Larissa exerceu 4 mandatos de deputada estadual e conhece bem o funcionamento da Casa.

Por Carlos Santos 

Nota do Blog Carlos Santos – Larissa vem de duas derrotas consecutivas à Assembleia Legislativa (2014 e 2018). No ano passado, chegou a ter apoio do próprio Ezequiel, do prefeito natalense Álvaro Dias (MDB) e do então senador Garibaldi Filho (MDB), mas não obteve êxito. É apenas terceira suplente da Coligação Trabalho e Superação.

Ela assume cargo vago desde o dia 26 de setembro do ano passado (veja AQUI), que era ocupado por Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, principal nome envolvido na “Operação Canastra Real”, escândalo nesse poder que aponta para desvio de mais de R$ 2,4 milhões com uso de servidores fantasmas. Ana chegou a ser presa (veja AQUI) e foi exonerada.

Deixe seu comentário

Governo explica problema com pagamento de folha

17 Fev2019

Por Jbelmont às 10h53

Do Blog do Barreto

Vários leitores entraram em contato com o Blog do Barreto para informar que os 100% dos salários (fevereiro) de quem recebe abaixo de R$ 6 mil não caíram nas contas dos servidores.

Checamos junto à Assessoria de Comunicação do Governo do Estado que explicou o seguinte:

Quem recebe pelo Banco do Brasil já recebeu tudo conforme o anunciado anteriormente. Quem fez a portabilidade bancária e tem pagamento em outras instituições o dinheiro só estará nas contas na segunda-feira (18).

Deixe seu comentário

“É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil”, diz Bebianno de Bolsonaro

17 Fev2019

Por Jbelmont às 10h39


Foto: Ricardo Borges/Folhapress

 


O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, deve ser demitido nesta segunda-feira (18). Na última sexta-feira (16), ao deixar o hotel onde mora, em Brasília, Bebianno afirmou que está com a consciência tranquila e que ainda tem “carinho” pelo presidente Jair Bolsonaro. Mas essa opinião parece ter mudado, de acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Segundo Jardim, o ministro afirmou a um interlocutor que “o problema não é o pimpolho”, em referência a Carlos Bolsonaro, filho do presidente e vereador na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. “O Jair [Bolsonaro] é o problema. Ele usa o Carlos como instrumento. É assustador.”

A decepção de Bebianno não parou por aí. De acordo com o colunista, Bebianno teria afirmado ao mesmo interlocutor que “perdeu a confiança” no presidente. “Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil.”

A história de Bebianno e os Bolsonaros

Bebianno disse no último sábado que, “quando acabar” sua participação no governo, “se sentir vontade”, vai “dar satisfações”. Bebianno não recebeu visitas ao longo do dia, mas, em conversas com pessoas próximas, deixou claras a frustração e a mágoa com Carlos Bolsonaro.

O filho do presidente chamou Bebianno de “mentiroso” logo após o ministro ter concedido entrevista ao jornal O Globo, na terça-feira, dizendo que não estava isolado no Palácio do Planalto depois da denúncia, publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, de que teria patrocinado candidaturas laranjas do PSL em 2018, para desviar recursos do Fundo Eleitoral. À época, Bebianno presidia o PSL.

Na tentativa de mostrar que não havia crise, o ministro afirmou a O Globo que, no dia anterior, falara três vezes com o presidente, então internado no Hospital Albert Einstein, recuperando-se de cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal. Carlos Bolsonaro desmentiu essas conversas no Twitter e o presidente endossou a atitude do filho, horas depois, em entrevista à TV Record.

Mais tarde, no entanto, Bolsonaro também mandou Bebianno cancelar viagem para o Pará, com outros ministros, porque não gostou de saber que ele havia convidado um veículo de comunicação para acompanhar a comitiva. A partir daí, o ministro da Secretaria Geral da Presidência teria mostrado a amigos arquivos de áudio com a voz de Bolsonaro ordenando que ele suspendesse a viagem, além de outras conversas. O ministro nega o vazamento.

O ministro desabafou que considerou uma covardia o fato de Jair Bolsonaro não ter tido coragem para demiti-lo. Bolsonaro sinalizou que quer exonerar o ministro e ofereceu a ele um cargo na diretoria de Itaipu Binacional, embora a possibilidade seja vedada pela Lei das Estatais. A oferta foi prontamente recusada por Bebianno. Ele considerou inaceitável assumir um cargo em Itaipu, apesar do salário três vezes maior – pouco mais de R$ 1 milhão por ano. A amigos, disse que não veio para o governo para ganhar dinheiro e que será leal até o último minuto em que permanecer ministro.

Nos últimos dias, políticos e militares tentaram interceder a favor de Bebianno. Preocupados com a alta temperatura da crise, auxiliares do presidente observam, por sua vez, que Bebianno ainda pode criar muitos problemas para o governo, se a demissão não for revertida, porque seria o que se chama no jargão político de “homem bomba”.

Nas conversas, Bebianno tem avisado que não cai sozinho, pois tanto a ala política, quanto a ala militar do governo, estão decididas a afastar Carlos Bolsonaro da Presidência. Nos últimos dias, o vereador tem sido mais comedidos nas redes sociais, compartilhando mensagens institucionais do governo e assuntos do Rio, como a venda da bebida em blocos de carnaval.

Exame

Deixe seu comentário

Trancada em banheiro, vítima de arrastão liga para a polícia e assaltantes são presos em Natal

17 Fev2019

Por Jbelmont às 09h27

Caso aconteceu na noite deste sábado (16) no bairro Nordeste, na Zona Oeste da capital.

Trancada em um banheiro, uma mulher vítima de arrastão conseguiu ligar para a polícia e chamar socorro, enquanto os assaltantes ainda estavam em sua casa. O crime aconteceu na noite deste sábado (16) no bairro Nordeste, na Zona Oeste de Natal. Dois homens, ambos de 23 anos, foram presos em flagrante.

O caso foi registrado por volta das 21h20. De acordo com o relatório da Polícia Militar, uma mulher ligou  para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) e falou sussurrando ao telefone para não ser ouvida pelos criminosos, que estavam dentro de sua casa. Ela também alertou à polícia que havia três crianças no imóvel.

Uma equipe foi enviada ao local e, logo que chegou, encontrou dois homens entrando em um carro modelo Strada branco. Os dois foram abordados e não ofereceram resistência. Com eles, foi encontrado um revólver calibre 38, além de produtos roubados, como uma televisão, dois auto-falantes, baterias e duas correntes douradas.

O carro usado pelos criminosos tinha queixa de roubo registrada na última quarta-feira (13). Os suspeitos presos e o material apreendido foram encaminhados à Central de Flagrantes da Polícia Civil, na Zona Sul de Natal.

G1

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.125: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 32 milhões

16 Fev2019

Por Jbelmont às 21h20

Veja as dezenas sorteadas: 01 – 31 – 44 – 46 – 53 – 58. Quina teve 55 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 48.968,88.

Sorteio do concurso 2.125 da Mega-Sena foi realizado neste sábado (16) em São Paulo — Foto: Marcelo Brandt/G1

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.125 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (16) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou e está estimado em R$ 32 milhões.
Veja as dezenas sorteadas: 01 – 31 – 44 – 46 – 53 – 58.

A quina teve 55 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 48.968,88. Outras 4.090 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 940,72.


VEJA TAMBÉM:

QUINA ACUMULOU! CONFIRA 07 45 57 58 77
Próximo Sorteio: 18/02/2019 Prêmio Estimado: R$ 6.300.000,00

 

Deixe seu comentário

Com nova Previdência, idosos de baixa renda vão receber menos que um salário mínimo

16 Fev2019

Por Jbelmont às 10h40

 

O governo Jair Bolsonaro pretende criar regras diferenciadas para o público que hoje recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC), concedido a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. A principal mudança é que o valor do pagamento não ficará atrelado ao salário mínimo como é hoje.

Essa medida foi a que teve pior repercussão entre os parlamentares no Congresso Nacional, após a divulgação da minuta da reforma da Previdência com exclusividade pelo Broadcast. Deputados e senadores já avisam que uma medida como essa não passa no plenário das duas Casas. A avaliação é de que a ideia penaliza a população que hoje já sofre para conseguir se sustentar.

Gustavo Porto, Idiana Tomazelli e Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo
04 Fevereiro 2019 | 15h47
Atualizado 06 Fevereiro 2019 | 16h26

BRASÍLIA - O governo Jair Bolsonaro pretende criar regras diferenciadas para o público que hoje recebe o Benefício da Prestação Continuada (BPC), concedido a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda. A principal mudança é que o valor do pagamento não ficará atrelado ao salário mínimo como é hoje.

Essa medida foi a que teve pior repercussão entre os parlamentares no Congresso Nacional, após a divulgação da minuta da reforma da Previdência com exclusividade pelo Broadcast. Deputados e senadores já avisam que uma medida como essa não passa no plenário das duas Casas. A avaliação é de que a ideia penaliza a população que hoje já sofre para conseguir se sustentar.

Reforma da Previdência
Atualmente, há duas formas de se aposentar: por idade ou por tempo de contribuição. Foto: Wilton Junior|Estadão
O ex-presidente Michel Temer também tentou propor a possibilidade de pagar benefícios assistenciais abaixo do salário mínimo, mas foi um dos primeiros pontos a cair em meio às negociações com os parlamentares. No governo, a percepção é de que não se pode atrelar o salário mínimo, que estabelece a remuneração básica do trabalhador, à assistência, cujo pagamento não requer nenhuma contribuição.

Para tentar vencer as resistências, a equipe econômica propõe uma idade menor que a atual, de 65 anos, para que os mais pobres comecem a receber o benefício assistencial. Pessoas “em condição de miserabilidade” e que não tenham conseguido contribuir à Previdência pelo tempo mínimo exigido para a aposentadoria receberão R$ 500,00 a partir dos 55 anos. O valor aumenta para R$ 750,00 a partir dos 65 anos.

Haverá ainda um benefício extra para pessoas acima de 70 anos e que tenham contribuído por ao menos dez anos ao INSS. Esse período é insuficiente para pedir aposentadoria, mas vai garantir um adicional de R$ 150,00.

Deixe seu comentário

TRT-RN leiloa bens avaliados em mais de R$ 46 milhões

16 Fev2019

Por Jbelmont às 10h30

Evento acontece no dia 27 de fevereiro, no Hotel Majestic, em Natal. Fazenda, terrenos, loja, salas comerciais e garagens estão entre o bens ofertados.
Por G1 RN



Leilão acontece no dia 27 de fevereiro, no Hotel Majestic, em Natal — Foto: TRT-RN


O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) realiza no dia 27 deste mês, a partir das 14h, no Hotel Majestic, em Natal, o primeiro leilão de 2019. O valor arrecadado será utilizado para pagamento de dívidas trabalhistas.

O pregão terá uma fazenda de 120 hectares na praia de Sibaúma, no litoral Sul do estado. A propriedade, que está avaliada em R$ 36 milhões, foi penhorada pela 13ª Vara do Trabalho de Natal em vários processos de execução contra o Hotel Parque da Costeira.

Também serão leiloados pelo TRT-RN um terreno em Mossoró, outro em Parnamirim, uma loja e duas salas comerciais em Natal e mais duas garagens da empresa da Viação Nordeste, em João Pessoa e Campina Grande (PB), avaliados em R$ 10 milhões e 800 mil. A empresa acumula uma dívida de R$ 20 milhões referente a um processo piloto que reúne mais de duzentas ações trabalhistas de ex-empregados.

O leilão será presidido pelo juiz Michael Wegner Knabben e terá três pregões com intervalos de 15 minutos entre si. No primeiro, os bens serão vendidos por 100% do valor da avaliação, o segundo por 80% do valor e o terceiro por 70% da avaliação.

Os editais dos leilões já estão disponíveis para consulta AQUI.

Serviço
1º Leilão do TRT-RN - Hotel Parque da Costeira e Viação Nordeste
Data: 27 de fevereiro - quarta-feira - 14h
Local: Hotel Majestic - Av. Engenheiro Roberto Freire, 3800 - Ponta Negra - Natal/RN

Deixe seu comentário

De saída do governo, Bebianno desabafa: 'O desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça'

16 Fev2019

Por Jbelmont às 09h45


Bebianno em rede social: "O desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça." Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo



Após crise envolvendo filho do presidente, advogado posta texto sobre lealdade, mas não menciona Bolsonaro

De saída do governo de Jair Bolsonaro , o ministro Gustavo Bebianno , da Secretaria-Geral da Presidência, publicou um texto na madrugada deste sábado, em seu perfil no Instagram, em tom de desabafo: "O desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça". A mensagem atribuída ao escritor Edgard Abbehusen acrescenta: "Saímos de qualquer lugar com a cabeça erguida ao carregar no coração a lealdade". Bebianno não cita o nome do presidente na publicação.


Após uma semana turbulenta em que articulou para se manter no cargo , Bebianno decidiu, após uma conversa dura com o presidente Jair Bolsonaro, deixar o governo. Ele recusou o convite para ocupar a diretoria de uma estatal ou um cargo menor na estrutura federal. Em um diálogo tenso, com ataques de ambos os lados, o ministro teria dito que a oferta era uma demonstração de “ingratidão”.



Bebianno em rede social: "O desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça." Foto: Reprodução
O texto publicado por Bebianno exalta a lealdade nas relações humanas.

"A lealdade constrói pontes indestrutíveis nas relações humanas. E repare: quando perdemos por ser leal, mantemos viva nossa honra", diz o trecho da mensagem.

Sem mencionar o presidente Bolsonaro em nenhum ou fazer qualquer comentário, a postagem diz que a lealdade "conduz os passos das pessoas que jamais irão se perder do caminho", "nas turbulências" e "circunstâncias."

"Uma pessoa leal, sempre será leal. Já o desleal, coitado, viverá sempre esperando o mundo desabar na sua cabeça", encerra o texto.

A aliados, Bebianno confessou estar "decepcionado" com o capitão, como sempre chamou o presidente. Classificou o episódio como um "tiro na nunca de um comandante em seu soldado."

Eleitor de Bolsonaro, Bebianno se aproximou do então deputado federal por intermédio do engenheiro Carlos Favoretto. Na época, se ofereceu para assumir a defesa de Bolsonaro em algumas ações e ganhou a confiança da família. Outsider na política, foi Bebianno que articulou a manobra que tirou Bolsonaro do Patriota e viabilizou sua candiatura pelo PSL.

Bebianno enfrenta um processo de desgaste provocado por denúncias envolvendo justamente supostas irregularidades na sua gestão à frente do caixa eleitoral do PSL, partido dele e de Bolsonaro.

A crise foi amplificada pelo vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, que foi às redes sociais dizer que Bebianno mentiu ao falar ao GLOBO que havia conversado três vezes com o presidente na última terça-feira. A declaração foi dada para negar que ele não estava protagonizando a crise.

 

GLOBO.COM

Deixe seu comentário

Bebianno não resiste e será exonerado

15 Fev2019

Por Jbelmont às 21h10

 

Em mais uma reviravolta no caso, o jornal SBT Brasil acaba de informar que Gustavo Bebianno será exonerado na segunda-feira do cargo de ministro da Secretaria Geral da Presidência.

Mais cedo, Jair Bolsonaro havia concordado em manter o ministro, após reuniões com Heleno, Joice Hasselman, Santos Cruz e Onyx Lorenzoni.

O Antagonista

Deixe seu comentário

Popular é morto a tiros no bairro Belo Horizonte em Mossoró homicídio 19 neste ano

15 Fev2019

Por Jbelmont às 21h00

 

O crime aconteceu por volta das 19h30min de hoje 15 de fevereiro na calçada de um bar/marmitaria na Rua Zeca Medeiros, no bairro Belo Horizonte em Mossoró no Rio Grande do Norte e teve como vitima Arthur da Silva Souza de 28 anos de idade, que segundo informações residia na Rua Raimundo Jacinto da Costa no BH.

Segundo informações chegou no bar onde alguns amigos bebiam e foi surpreendido por dois criminosos que estavam numa motocicleta.

Segundo a polícia a vítima tinha passagem quando ainda era adolescente.


Do Câmera

Deixe seu comentário

Governo garante com Ministro recursos para recuperação de barragens e apoio ao Projeto Seridó

15 Fev2019

Por Jbelmont às 08h18

 

A governadora Fátima Bezerra, acompanhada de senadores, deputados estaduais e federais, bem como de secretários de Estado, recebeu na tarde desta quinta-feira (14) o ministro de Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto e solicitou recursos para importantes obras de segurança hídrica do Estado: o Projeto do Sistema Adutor do Seridó, complexo de Oiticica e recuperação de barragens.

Fruto de um convênio entre o Governo do Estado e a Agência Nacional de Águas (ANA), o projeto executivo do Sistema Seridó está em fase conclusão com investimentos de R$ 5,5 milhões. O custo estimado para a execução da obra é de R$ 150 milhões. O projeto integra o Plano Nacional de Segurança Hídrica e visa garantir oferta de água, pelos próximos 50 anos, na região, uma das mais castigadas pela estiagem, através do uso das águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional – PISF. A ideia é interligar as adutoras já existentes com as que estão projetadas, criando um grande cinturão de águas e estruturando as cidades para que elas passem pelos períodos de seca sem grandes transtornos.

“Nossa primeira solicitação é viabilizar os recursos financeiros do Projeto Seridó, proposta elaborada por meio do diálogo com a sociedade da região. Isso significará, de uma vez por todas, a redenção hídrica da região”. A governadora destacou que esta será a materialização do PISF no RN, especificamente no Seridó, pois vai interligar a barragem de Oiticica com a Armando Ribeiro e outros sistemas adutores, e permitirá a oferta de água de qualidade não só para a população, mas também para o setor produtivo. “O RN pode ser referência nacional em infraestrutura hídrica com o projeto”, acrescentou Fátima.

O ministro parabenizou a iniciativa e expressou sua alegria em saber que o projeto integra o Plano Nacional de Segurança Hídrica. “Fico contente em saber que o Projeto está integrado ao Plano Nacional, que é o caminho para identificarmos as soluções a serem efetivadas. A prioridade do nosso Ministério é a água e o Nordeste. Darei total apoio e atenção em relação à execução e liberação de recursos”, respondeu



Recuperação de Barragens

Também foram entregues outros dois pleitos. Um referente à liberação de recursos para continuidade da obra da Barragem de Oiticica e outro solicitando recursos na ordem de R$ 20 milhões para recuperação de seis barragens potiguares, com ênfase a de Passagem das Traíras. Gustavo Canuto disse que Oiticica é uma das prioridades do Ministério do Desenvolvimento para o RN e que, mesmo diante das dificuldades orçamentárias, fará todo o esforço para atender as solicitações do Governo do Estado.

A governadora, que nos últimos quatros anos presidiu a Comissão de Desenvolvimento Regional no Senado, também reforçou ao ministro a necessidade de conclusão do Projeto de Integração do rio São Francisco e a chegada efetiva das águas no RN. “Nosso foco agora é reivindicar a entrega da obra pelos motivos que todos já sabemos: estamos em um estado com 95% do território no Semiárido, uma região de seca constante, e é necessário estruturar o estado para dar mais tranquilidade à nossa população”, argumentou.

Fotos: Demis Roussos


Assecom-RN-RN

Deixe seu comentário

Governadora sanciona lei dos royalties para quitar débitos de aposentados

15 Fev2019

Por Jbelmont às 08h13

 

A governadora Fátima Bezerra sancionou hoje (14) a Lei 10.485, que abre caminho para a contratação de empréstimo na rede bancária dando como garantia a arrecadação dos royalties de petróleo e gás natural. A receita, prevista para o Estado até 31 de dezembro de 2022, será direcionada à quitação do débito com aposentados e pensionistas, referente aos anos de 2017 e 2018. A governadora também sancionou a Lei 10.484, que autoriza o executivo a ampliar o limite para realização de operações com antecipação de receitas orçamentárias previsto na LOA -2019. 


“Quitar o passivo que temos com os servidores é uma das nossas prioridades neste início de governo”, disse Fátima ao sancionar as leis, no início da noite desta quinta-feira (14), dando celeridade ao processo de captação dos recursos.

O governo iniciará o processo de negociação junto aos bancos, sejam públicos ou privados, para obter a melhor oferta de empréstimo. Os recursos originados das cessões dos royalties serão destinados exclusivamente para capitalização do Fundo de Previdência.

No final da manhã, a Assembleia Legislativa havia aprovado, por unanimidade dos deputados presentes à sessão, os projetos enviados pelo governo. “Foi mais um passo solucionado pelo Governo, com a colaboração dos deputados, para avançar na quitação dos débitos com os servidores”, disse o secretário estadual de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire. Segundo ele, o Governo se mantém firme no propósito de obter outros recursos extras para honrar o volumoso débito deixado pela última administração.

A Lei 10.484 autoriza o Executivo a ampliar a margem de antecipação de receitas prevista no orçamento estadual, passando de 2% para 6% da receita corrente líquida, ou seja, de R$ 240 milhões para R$ 720 milhões.

Foto: Ivanízio Ramos

Assecom

Deixe seu comentário

Bebianno diz que ‘não é moleque’ e que Bolsonaro teme respingo e confirma que falou com presidente várias vezes na terça-feira

15 Fev2019

Por Jbelmont às 07h50

 

Acuado pelos ataques da família Bolsonaro, o ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral) diz que não teme investigações por conta do esquema de candidaturas laranjas do PSL, reveladas pela Folha de S.Paulo.

“Não sou moleque, e o presidente sabe. O presidente está com medo de receber algum respingo”, disse o ministro em entrevista à revista Crusoé.

Bebianno, que foi braço-direito de Bolsonaro durante a campanha eleitoral, afirmou nesta quinta-feira (14) que não vai se demitir até falar diretamente com o presidente.

O ministro foi um dos primeiros a se engajar na campanha eleitoral do agora presidente, quando, segundo seus amigos, nem mesmo o próprio Bolsonaro acreditava nela.


BIbiianno voltou a rebater Bolsonaro e seu filho Carlos e afirmou que esteve em contato com o presidente na última terça-feira (12). “Falei com o presidente, sim. Várias vezes ao longo do dia. Por WhatsApp, por texto. Falamos, conversamos. Recebi orientações, falamos sobre assuntos institucionais.

O ministro da Secretaria-Geral se negou a pagar na mesma moeda os ataques de Carlos Bolsonaro, que divulgou um áudio no qual o pai disse que não queria falar com Bebianno. “Ele [Carlos] não é nada no governo. Eu sou ministro. Tenho que respeitar a liturgia do cargo.”

“Não sou moleque para ficar batendo boca em rede social. Se há algum problema, eu resolvo frente a frente, olho no olho, dentro de uma sala, como uma pessoa civilizada”, reforçou Bebianno, em crítica ao filho do presidente.

Em um discurso quase homogêneo, a bancada do PSL na Câmara passou a cobrar explicações e eventualmente a queda do ministro. Poupa, no entanto, o presidente do partido e colega deputado, Luciano Bivar (PE), pivô da crise no governo Bolsonaro.

Por outro lado, a ala militar do governo e até o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foram chamados para tentar apaziguar a crise. Para os militares, no entanto, a visão generalizada é de que será muito difícil manter Bebianno no cargo.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Deixe seu comentário

Natal é ponto de embarque de rota marítima do tráfico internacional de cocaína, diz PF

15 Fev2019

Por Jbelmont às 07h35

Nesta semana, PF fez primeiras apreensões na história do Porto de Natal; foram encontradas 3,3 toneladas de cocaína em meio a frutas que iriam para a Holanda. 'Falta de escâner de contêineres virou atrativo para os traficantes', diz delegado.

Em duas apreensões, as primeiras e únicas feitas no Porto de Natal, a PF encontrou 3,3 toneladas de cocaína seriam levadas para a Europa em navios. Droga estava escondida em meio a frutas, dentro de contêineres — Foto: PF-RN/Divulgação

 

Após duas operações que apreenderam, nesta semana, 3,3 toneladas de cocaína no Porto de Natal, a Polícia Federal informou que a capital potiguar é ponto de partida de uma rota do tráfico internacional de drogas. Já era do conhecimento da PF a existência de transporte pelo ar – caso em que o entorpecente é levado na bagagem ou preso ao corpo de passageiros de aviões. O trajeto marítimo é novidade, de acordo com Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF no Rio Grande do Norte.

As duas apreensões feitas pela PF com a ajuda da Receita Federal foram as primeiras da história do terminal aberto em 1922. Nunca uma operação policial havia descoberto drogas no Porto de Natal. Os tabletes – 998 na terça-feira (12) e outros 1.832 no dia seguinte – totalizaram 2.830 pacotes de cocaína. Estava tudo escondido em meio a mangas e melões encaixotados em contêineres. O destino era o mesmo: o porto de Roterdã, na Holanda.

"A cocaína que sai de Natal segue principalmente para a Holanda, nos Países Baixos, e também vai muito para o porto de Antuérpia, na Bélgica", afirmou ao G1 o delegado Agostinho Cascardo.
"Destes dois portos, os navios também fazem paradas em outros portos da Europa. Basicamente, são Holanda e Bélgica as portas de entrada, podemos dizer."

O delegado revelou a origem da cocaína que passa por Natal antes de deixar o Brasil. "Pelo 'DNA' da coca, sabemos que a droga vem da Colômbia, Bolívia ou Peru. E também sabemos que os traficantes usam Natal por dois motivos: pela posição geográfica, já que é a capital brasileira mais próxima da Europa, e porque o Porto de Natal não possui um escâner de contêineres, o que dificulta a fiscalização."
O delegado preferiu não traçar um percurso específico percorrido pela droga antes de chegar a Natal.



Então, há quanto tempo que o Porto de Natal é utilizado como ponto de embarque para a cocaína? Ainda segundo Cascardo, a desconfiança sobre a nova rota surgiu faz pouco tempo. "Tem poucos meses. Então, começamos a trabalhar em operações que agora estão dando resultado. O próximo passo é chegar aos donos da droga, é fazer novas operações e começar a prender os traficantes”, afirmou.

Até que isso aconteça, a missão é intensificar a fiscalização no porto, antecipa o delegado. "Como de Natal só parte um voo de cargas para a Europa, que é um voo semanal para a Alemanha, isso facilita o nosso trabalho no aeroporto", explicou.

"Os voos internacionais se tornam mais arriscados para os traficantes, por causa da pequena quantidade que cada passageiro tenta transportar. Por isso, os traficantes investiram no Porto de Natal, que é por onde a chance de escoar grandes quantidades é maior. E, como em Natal o porto não tem escâner, isso acabou sendo um atrativo a mais."

De acordo com o gerente de Infraestrutura e Suporte Operacional do Porto de Natal, Emerson Fernandes, a Cia Docas do Rio Grande do Norte tenta adquirir o equipamento desde 2007, quando foi criada a Secretaria dos Portos. Mas nunca houve orçamento suficiente para a compra.

Fernandes diz que escâner custa cerca de R$ 11 milhões. "Agora, a partir dessa apreensão de cocaína, e com o empenho conjunto da Receita Federal, Polícia Federal, Marinha e Governo Federal, acredito que vamos conseguir viabilizar o escâner para aumentar a fiscalização no Porto de Natal", eclarou.


Porto de Natal não possui scanner para auxilar na vistoria dos contêineres — Foto: Receita Federal 


Consórcio
Mais que descobrir as rotas que os traficantes utilizam para levar a cocaína da América do Sul para a Europa, o trabalho da PF é identificar quem são os traficantes que montaram toda essa logística.

“Não estamos falando, necessariamente, destas facções internas que atuam dentro e fora dos presídios. Nada disso. São traficantes internacionais. O que existe é um consórcio de quadrilhas, criminosos que se unem para fazer o negócio cada vez mais lucrativo para eles”, descreveu o delegado.
Como prova da existência de várias quadrilhas, o delegado contou que foram encontrados adesivos coloridos pregados nas embalagens da droga – como uma espécie de assinatura desses grupos.

"É como se cada adesivo indicasse uma propriedade diferente. A cor vermelha é para a quadrilha X. Já o adesivo azul vai para a quadrilha Y. E assim por diante. Eles usam essas marcações para não misturar as encomendas."

Cascardo, no entanto, não detalhou a forma como as drogas foram parar dentro dos contêineres. "É o que estamos investigando. Pode ter sido na fazenda, ainda durante o carregamento, ou mesmo no caminho, até chegar no porto. E também pode ter sido feito dentro do próprio porto. Somente as investigações irão nos dar esta resposta."

Porto-Ilha, no RN, é o único terminal salineiro do mundo que funciona sobre uma plataforma instalada no meio do oceano — Foto: Anderson Barbosa/G1


Porto-Ilha na mira
E não é apenas o Porto de Natal que está na mira da PF. O Porto-Ilha de Areia Branca, o único terminal salineiro do mundo no meio do mar, também deve passar por fiscalizações. A plataforma fica a 14 quilômetros da costa potiguar.

Recentemente, Cascardo também foi nomeado coordenador da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Cesportos). Segundo ele, reuniões serão realizadas para que a PF também faça operações na plataforma.

"O Rio Grande do Norte é o maior exportador de frutas e de sal marinho do país. As frutas saem pelo Porto de Natal e o sal pelo Porto-Ilha. Portanto, nada mais óbvio que os dois terminais receberem toda a nossa atenção", afirmou o delegado.

Segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte, por mês, saem do Porto-Ilha cerca de 204 mil toneladas de sal bruto. O número está no balanço de 2018. Os principais destinos são os Estados Unidos e a Europa.

Já do Porto de Natal, são embarcados para a Europa, principalmente, cerca de 43 mil toneladas de frutas.

Apreensões
Nos últimos oito meses, a PF apreendeu mais de 5 toneladas de cocaína no Rio Grande do Norte. A maior parte (3,3 toneladas) foi encontrada no Porto de Natal.

Houve ainda a descoberta, em novembro de 2018, de 1,3 tonelada da droga dentro de um galpão em Parnamirim, na região metropolitana da capital.

Já no aeroporto de Natal, a última apreensão de cocaína aconteceu em 16 de março de 2017, com a descoberta de pouco mais de 3 quilos.



Em novembro de 2018, PF apreendeu 1.391 quilos de cocaína dentro de um galpão em Parnamirim — Foto: Polícia Federal/Divulgação

G1RN

Deixe seu comentário

Previdência: Governo define idade mínima para aposentadoria: 65 anos para homens e 62 para mulheres

14 Fev2019

Por Jbelmont às 19h54

Reunião nesta quinta-feira (14) entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, ministros e secretários de Estado definiu os principais pontos da proposta de reforma da Previdência, que deverá ser enviada ao Congresso Nacional na próxima semana.

Participaram do encontro no Palácio da Alvorada os ministros da Economia, Paulo Guedes; da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e o líder do governo na Câmara, major Vitor Hugo (PSL).

De acordo com Marinho, ficou definida uma idade mínima para aposentadoria: 65 anos para homens e 62 para mulheres, com uma regra de transição que deve durar 12 anos. Após definido na reunião, o texto ainda passará por uma avaliação técnica para o presidente assinar e encaminhar ao Congresso.

Trâmite

“Durante o período de discussões dentro dos ministérios, o presidente da República foi informado continuamente da evolução da proposta”, informou Marinho. Segundo o secretário, Bolsonaro deve fazer um pronunciamento à Nação sobre o conteúdo do texto. Após o envio para o Congresso, a matéria será analisada por deputados e senadores.

Fonte: Planalto, com informações do Ministério da Economia



O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, fala sobre a reforma da Previdência, após reunião com o presidente Jair Bolsonaro – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Deixe seu comentário

MAIS DE R$ 1,2 MILHÃO: Verba pública eleitoral liberada por Bebianno parou em minigráfica de filiado do PSL

14 Fev2019

Por Jbelmont às 08h37


Gráfica Vidal, na cidade de Amaraji (PE), responsável pela impressão de material de campanha do PSL – João Valadares – 13.fev.2019/Folhapress



Uma gráfica de pequeno porte de um membro do diretório estadual do PSL —legenda do presidente Jair Bolsonaro— foi a empresa que mais recebeu verba pública do partido em Pernambuco nas eleições.

Sete candidatos declararam ter gasto R$ 1,23 milhão dos fundos eleitoral e partidário na gráfica Vidal, que nunca havia participado de uma eleição e funciona em uma pequena sala na cidade de Amaraji, interior de Pernambuco.

Levantamento da Folha identificou que pelo menos 88% deste valor, a quase totalidade dos repasses de fundo partidário e fundo eleitoral, foram de responsabilidade oficial do presidente nacional do PSL à época, Gustavo Bebianno, então coordenador de campanha de Bolsonaro e hoje ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

O dono da Vidal Assessoria e Gráfica LTDA é Luis Alfredo Vidal Nunes da Silva, 28, que se apresenta como presidente do PSL em Amaraji.

A Folha visitou nesta quarta-feira (13) a empresa. Na sala, havia duas máquinas e uma recepcionista.

Vidal esteve com o já presidente eleito Jair Bolsonaro em sua casa, no Rio, em novembro. “Fui só para tirar uma foto”, diz ele, que foi o responsável pela coordenação da campanha do presidente na Mata Sul de Pernambuco.

Fundador e principal cacique do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PE) também teve importante papel nessas decisões. À época presidente licenciado, ele está novamente no comando da sigla.

Desde que a Folha começou a publicar no último dia 4 reportagens mostrando que o PSL usou um esquema de direcionamento de verbas públicas a candidatas laranjas, Bivar e Bebianno têm dado declarações conflitantes, apontando um ao outro como responsável pelos repasses.

Vidal é filiado ao PSL desde março de 2018, mesma época em que Bolsonaro e seus aliados entraram na legenda.

“Não vejo nenhum problema”, disse o dono da gráfica sobre ter recebido mais de R$ 1 milhão de verba pública por meio de seu partido.

A estrutura modesta da gráfica contrasta com o volume de material que teria sido impresso no local.

Bivar, por exemplo, destinou R$ 848 mil à empresa para a impressão —de acordo com as notas fiscais— de mais de 5 milhões de santinhos e adesivos, entre outros materiais.

Érika Siqueira, ex-assessora de Bebianno no PSL, declarou ter gasto R$ 233 mil na Vidal, de um total de R$ 250 mil repassados. Ela foi postulante a deputada estadual e teve apenas 1.315 votos. O restante da verba, que totaliza R$ 56,5 mil, ela declarou ter gasto em uma outra gráfica, a Itapissu, sem sinais de funcionamento efetivo nos endereços que constam na Receita Federal e nas notas fiscais.

Vidal diz ainda que abriu sua empresa em 2013 e que só investiu “nesse negócio de cliente político agora”. “Coloquei quase 40 pessoas em turno de 24 horas. No momento certo, eu vou apresentar [as provas]. Agora, não tenho aqui. É um negócio informal.”

Os outros candidatos que declaram gasto na firma são Major Pedro Mendes (R$ 54,9 mil), Thiago Paes (R$ 40,5 mil), Silvio Nascimento (R$ 25 mil), Frederico França (R$ 13,9 mil) e Fred Teixeira (R$ 13,7 mil). Nenhum foi eleito.

FOLHAPRESS



Luis Alfredo Vidal Nunes da Silva, dono da Vidal Assessoria e Gráfica LTDA, filiado ao PSL e presidente da sigla em Amaraji (PE), em foto com Bolsonaro em novembro de 2018 – Reprodução

Deixe seu comentário

Enterrado vivo, Bebianno vira uma assombração

14 Fev2019

Por Jbelmont às 08h32

Azedaram-se os humores de Gustavo Bebianno em relação a Jair Bolsonaro. O ministro palaciano considera-se vítima de uma deslealdade. O que parecia apenas mais um destempero de Carlos Bolsonaro revelou-se, aos olhos de Bebianno, uma emboscada tramada junto com o pai-presidente. Ao se dar conta de que fora enterrado vivo, Bebianno recusou o papel de morto, prolongando a encenação.

Aconselhado a sair de fininho, o ministro revelou-se, num primeiro momento, disposto a pedir demissão. Depois, deu meia-volta. Se mantiver a disposição, arrastará Bolsonaro para a beira da cova. É como se desejasse forçar o capitão a imprimir as digitais no cabo da última pá de cal. Não convive bem com a ideia de ser demitido via Twitter pelo desafeto Carlos Bolsonaro. Prefere que o dono do “pitbull” assuma a responsabilidade de rubricar o ato de exoneração.

Em diálogos privados que manteve na noite de quarta-feira, Bebianno mostrou-se aborrecido com a entrevista concedida por Bolsonaro à TV Record. Nela, o presidente disse ter encomendado investigação da Polícia Federal sobre os repasses de dinheiro público do fundo eleitoral para candidatos cítricos do PSL. Acrescentou que, se Bebianno estiver envolvido com o laranjal do partido, “lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens.”

A entrevista fora gravada no hospital Albert Einstein, antes de Bolsonaro voar de volta para Brasília. Ficou claro para Bebianno que a postagem em que Carlos Bolsonaro o chamara de mentiroso horas depois era parte de uma trama. A irritação do ministro aumentou depois que Jair Bolsonaro reproduziu em suas redes sociais as postagens do filho e o pedaço da entrevista em que ele próprio aproximou sua cabeça da bandeja.

Afora os enroscos do filho-senador Flávio Bolsonaro com o Coaf, o capitão comanda um ministério carunchado. Inclui um condenado por improbidade administrativa (Ricardo Salles), um denunciado por fraude em licitação e tráfico de influência (Luiz Henrique Mandetta), um investigado por transações suspeitas com fundos de pensão (Paulo Guedes), uma citada em delação da JBS (Tereza Cristina), um beneficiário confesso de caixa dois (Onyx Lorenzoni) e outro suspeito de envolvimento no caso dos candidatos laranjas do PSL (Marcelo Álvaro Antônio). O capitão convive harmoniosamente com todos. De repente, decidiu oferecer o escalpo de Gustavo Bebianno num ritual de purificação ética do seu governo. A encenação pode custar caro.

Parlamentares do PSL receiam que Bebianno evolua rapidamente do estágio de zumbi para o de assombração. A pedido de Bolsonaro, ele presidiu o PSL desde a pré-campanha presidencial. Só devolveu o comando da legenda ao seu dono, o deputado Luciano Bivar (PSL-PE), depois que Bolsonaro foi guindado ao Planalto. Ex-coordenador da campanha de Bolsonaro, insinua que colecionou segredos que o presidente talvez preferisse manter a salvo da curiosidade alheia.

JOSIAS DE SOUZA

Deixe seu comentário

Helicópteros com presos de facção criminosa chegam a Mossoró

14 Fev2019

Por Jbelmont às 08h07

Ministério da Justiça não informou quantos detentos ficarão na cidade potiguar. Forte esquema de segurança foi montado.


Presos chegaram em 2 helicópteros a Mossoró (RN), na noite desta quarta-feira (13). — Foto: Ivanúcia Lopes/Inter TV Costa Branca



Pouco depois das 21h30 desta quarta-feira (13), dois helicópteros que fizeram a transferência dos presos de uma facção criminosa para presídios federais chegaram a Mossoró (RN). O Ministério da Justiça não informou quantos presos ficarão na cidade potiguar.

Um forte esquema de segurança foi montado para a transferência. Oitocentos militares do Exército brasileiro realizaram a operação de segurança para levar os detentos à Penitenciária Federal de Mossoró.

Os presos transferidos estavam em Presidente Venceslau e em Presidente Bernardes, no interior de São Paulo. Eles foram distribuídos em presídios federais de Brasília, Mossoró e Porto Velho.

O prazo de permanência nos presídios federais é de 360 dias. Nos primeiros 60 dias, os integrantes da facção ficarão no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).


PRF deu apoio à transferência dos presos para o Presídio Federal de Mossoró — Foto: Ivanucia Lopes/ Inter TV Costa Branca

 

Cada presídio tem 12 celas para abrigar presos em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Elas têm 12m² e o preso passa o dia todo trancado. Só sai para atendimento médico, audiência com juiz ou advogado. Não tem direito a banho de sol. 


A transferência de integrantes do PCC ocorre após o governo de São Paulo ter descoberto um plano de fuga para os chefes e ameaças de morte ao promotor que combate a facção no interior de São Paulo. A facção atua dentro e fora dos presídios brasileiros e internacionalmente.

Na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou decreto autorizando a presença das Forças Armadas em um raio de 10 kms dos presídios de Porto Velho (Rondônia) e de Mossoró (Rio Grande do Norte). Também nesta quarta, o governo federal publicou uma portaria com regras mais rigorosas para visitas a presos em presídios federais de segurança máxima. A portaria é assinada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Em nota, o Ministério da Justiça e Segurança Pública afirma que “a operação é a primeira ação realizada com a participação da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) criada na atual estrutura do Ministério da Justiça e Segurança Pública”.


Transferência de líderes de facção criminosa — Foto: Alexandre Mauro/G1

Deixe seu comentário

Pagamento adiantado da folha de fevereiro de servidores estaduais continua nesta sexta, 15

13 Fev2019

Por Jbelmont às 20h42

O Governo do Estado confirma a continuidade do pagamento adiantado de servidores, nesta sexta-feira, 15, quando recebem, em valores integrais, quem ganha até R$ 6 mil e também servidores dos órgãos que integram a Segurança Pública.

A data foi acertada durante reunião no último dia 05, entre o Governo do Estado e as entidades representativas do funcionalismo público. No dia 28, fechando a folha, recebem o complemento de 70% quem ganha acima de R$ 6 mil, pois esta categoria já recebeu 30% do salário no último dia 11.

O pagamento foi confirmado depois da decisão do Desembargador João Batista Rebouças, presidente do Tribunal de Justiça do RN, que manteve o acordo firmado entre o Governo do RN e o Fórum de Servidores. Em sua decisão, o Desembargador considera a “atual e notória insuficiência de recursos” do Governo do RN para quitar todas as dívidas de maneira simultânea. O Presidente do TJ destacou que “não se pode desconhecer o louvável esforço da atual gestão do Estado do Rio Grande do Norte que, após intensas discussões e concessões recíprocas, junto a representantes dos servidores públicos civis e militares, conseguiu acordar pela definição de um calendário de pagamento”.

*Secom-RN 

Deixe seu comentário

Bibi Ferreira, diva dos musicais brasileiros, morre aos 96 anos

13 Fev2019

Por Jbelmont às 19h18

Atriz, diretora, cantora, compositora e apresentadora morreu em seu apartamento, no Rio. Filha de Procópio Ferreira, artista brilhou por décadas no teatro e nas telas.
Por G1 Rio

VEJA MATÉRIA CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

Líder e mais 21 integrantes de facção paulista são transferidos para presídios federais

13 Fev2019

Por Jbelmont às 18h52

cos Willians Herbas Camacho, o Marcola, tido como líder máximo do PCC Foto: Paulo Liebert / Agencia Estado (08/06/2006)


SÃO PAULO — Uma operação policial foi montada nesta quarta-feira para transferir para um presídio federal Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola , apontado como líder de uma das maiores facções criminosas do país. Outros 21 presos ligados ao grupo criminoso também deixaram penitenciárias paulistas hoje com destino a cadeias federais. Eles devem ser enviados a Brasília, Mossoró e Porto Velho.

O pedido de transferência foi feito pelo Ministério Público de São Paulo em 28 de novembro, depois que serviços de inteligência descobriram um plano para resgatar criminosos em Presidente Venceslau . No documento, a que o GLOBO teve acesso, o promotor Lincoln Gakiya detalha o plano, que ele descreve como "cinematográfico". Os criminosos pretendiam sitiar a cidade e tomar controle de áreas estratégicas, com uma estação de energia e o aeroporto.

O promotor também argumenta que a transferência de Marcola e seus comparsas poderá contribuir para o enfraquecimento da facção criminosa, "com o afastamento e isolamento inédito da liderança de suas bases criminosas e de seus faccionados comandados (...), dificultando assim que as ordens cheguem a outros faccionados".

Embora os governos do estado e federal viessem negociando a questão há 51 dias, como disse o governador João Doria durante coletiva de imprensa , a transferência foi autorizada pela Justiça em duas etapas: a saída de sete presos foi confirmada pela em 21 de novembro e a de outros 15, incluindo o Marcola, só no último sábado.

Até esta quarta-feira, Marcola estava na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, onde também ficam presas algumas das lideranças mais perigosas da facção. Ele foi preso pela primeira vez em 1999, acusado de roubo a bancos e carros fortes. Já na cadeia, ele se tornou a principal liderança do grupo criminoso.

Um forte esquema de segurança foi montado para fazer o transporte. Marcola saiu de Presidente Venceslau em um coboio, em direção ao aeroporto da cidade vizinhas de Presidente Prudente, onde embarcou num avião das Forças Aéreas Brasileiras (FAB).

Em nota, o Ministério da Justiça informou que essa operação é a primeira ação realizada com a participação da Secretaria de Operações Integradas e que o "isolamento de lideranças é estratégia necessária para o enfrentamento e o desmantelamento de organizações criminosas".

Discussão desde o ano passado
A transferência dos chefes da facção paulista vem sendo discutida desde o final do ano passado. Na época, o governador Márcio França (PSB) se posicionou contra a medida e disse que não cabia a ele tomar essa decisão, mas à Justiça.

Como reação à possibilidade de resgate dos presos, ainda no ano passado, o governo paulista reforçou a segurança em Presidente Venceslau, uma cidade de cerca de 40 mil habitantes no Oeste do estado. O aeroporto do município ficou fechado por 30 dias por determinação da Justiça.

Na decisão que autorizou a transferência, o juiz Fernando Gonçalves dos Santos, da 5ª Vara de Execuções Criminais, afirma que a cúpula do PCC continua a comandar a facção de dentro da penitenciária, "comunicando-se facilmente com criminosos de outras unidades prisionais (...) e também com faccionados em liberdade", independente da presença ostensiva da PM.

Durante a campanha e os primeiros dias de governo, João Doria (PSDB) se comprometeu a ter uma postura mais dura em relação aos criminosos, em uma tentativa de se alinhar a medidas propostas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro.

O principal temor de quem era contra a tranferência dos presos era a possibilidade de rebelições dentro dos presídios e ações criminosas nas ruas, como já aconteceu no passado. Nos presídios federais, as regras são mais rígidas.

Em 2001, detentos de 29 penitenciárias iniciaram uma megarrebelião sob a coordenação da facção paulista. Em 2006, a intenção de remover 765 presos para prevenir outro grande motim deflagrou uma onda de violência no estado. Edifícios públicos e privados foram depredados e destruídos. Ônibus foram incendiados e 439 pessoas foram assassinadas com armas de fogo, entre civis e agentes públicos.

Globo.com

Deixe seu comentário

Bolsonaro autoriza reforço da segurança com Forças Armadas no entorno do Presídio Federal de Mossoró

13 Fev2019

Por Jbelmont às 15h16

Presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizou a partir desta quarta-feira(13) até o dia 27 o reforço da segurança no entorno do Presídio Federal, em Mossoró.

Medida se dá em razão da transferências de membros do PCC, vinte e um, além do líder da facção, Marcola, para os presídios federais no Rio Grande do Norte e Rondônia.

Veja mais – MOSSORÓ ENTRE DESTINOS: Marcola, chefe máximo do PCC, e outros 21 integrantes são transferidos para presídios federais

Deixe seu comentário

Deputados darão urgência à antecipação de royalties

13 Fev2019

Por Jbelmont às 08h33

 

Prego batido, ponta virada. A Assembleia Legislativa deverá votar em regime de urgência o projeto da governadora Fátima Bezerra (PT), que pede autorização para negociar antecipação dos royalties do petróleo e gás por quatro anos.

Ela entregou pessoalmente o projeto à Casa no dia 1º último (veja AQUI), quando foram empossados os parlamentares para a 62ª legislatura. O presidente eleito e reeleito Ezequiel Ferreira (PSDB) recebeu-o.

É provável que amanhã (quinta-feira, 14), a matéria já seja votada em plenário, sem necessidade de passar por comissões técnicas. Sua leitura acontece na sessão de hoje.

A princípio, o Governo Fátima Bezerra abriu entendimento com o Banco do Brasil para materialização desse negócio, mas há possibilidade que se volte para outra instituição financeira (até privada), para agilizar recursos que devem ser utilizados para Fundo Previdenciário.

A antecipação em números gerais pode passar de R$ 562 milhões, recursos extraordinários tão necessários à atualização salarial..

Por Carlos Santos

Deixe seu comentário

Mais uma morte violenta no Bairro Belo Horizonte é o 18º homicídio deste ano

13 Fev2019

Por Jbelmont às 07h50

Do bairro Belo Horizonte, a informação para a PM, que uma pessoa ferida a bala dentro de uma residência, na Rua Marinho Dantas.

 

 


Militares do Grupo Tático Operacional encontraram a vitima,Robean Assis de Souza Mendes, de 25 anos de idade, no quintal de uma residência e diante da gravidade, os próprios policiais resolveram prestar socorro, conduzindo a vitima para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas e segundo informações, o mesmo morreu quando estava sendo socorrido.

 

 


A policia ainda não tem informações oficiais sobre o ocorrido, mas recebeu informações de populares que a vitima se chama “Robean” e teria sido morto por dois criminosos que estavam numa motocicleta.

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +