Mossoroenses vão às ruas pedir paz

25 Maio2018

Por Jbelmont às 14h57

 

Dezenas de mossoroenses foram às ruas na manhã desta sexta-feira, 25, para pedir paz e justiça às vítimas de violência, uma iniciativa da qual participaram familiares e amigos dos jovens Ewerton Pinto Tomaz e Fabrício de Mendonça Costa, mortos este ano vítimas da criminalidade.

Com camisetas brancas com os rostos de Ewerton e Fabrício, o grupo seguiu em caminhada que teve início na Igreja do Alto de São Manoel descendo a Avenida Presidente Dutra. Os organizadores enfatizaram que a caminhada é em defesa da vida. Cartazes e faixas com frases cobrando das autoridades políticas públicas de segurança foram exibidas na manifestação.

"Mossoró precisa de uma intervenção, e a intervenção não é simplesmente armada. A intervenção é social, com amor, com educação, com esporte. Roubaram tudo isso. Esses gestores estão aí fazendo um conchavo com o mal deixando a sociedade a mercê pagando o preço por essas coisas”, conclamou Léo Gois, coordenador da marcha.

Um dos pontos altos do protesto aconteceu no trecho entre a Câmara Municipal e a Catedral de Santa Luzia, onde os presentes fizeram uma oração e criticaram o poder público pela ausência e a falta de apoio no protesto. Em seguida, a marcha seguiu até a Praça do Teatro Municipal onde aconteceu o encerramento.

Fabrício e Ewerton

Entre as mais de duzentas mortes violentas em Mossoró neste ano de 2018, dois casos ganharam destaques nas últimas semanas: as mortes de Fabrício de Mendonça Costa, de 22 anos, baleado na cabeça no Santo Antônio no dia 21 de abril e morto dias depois após se recusar a entregar sua motocicleta, e Everton Pinto Tomaz, de 28 anos, que acabou sendo baleado após fugir de assaltantes no dia 14 deste mês no bairro Nova Betânia.

 

blog do Ismael de Souza

Deixe seu comentário

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

25 Maio2018

Por Jbelmont às 14h25

ELE disse que, apesar do acordo do governo com caminhoneiros grevistas, uma 'minoria radical' insiste na paralisação. Segundo ministério, caminhões não poderão ficar nem nos acostamentos.

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

 

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (25) que acionou forças federais para desbloquear estradas, ocupadas por caminhonheiros em greve. Ele fez um pronunciamento no Palácio do Planalto.

Temer optou por acionar as forças federais depois de se reunir com ministros para uma "avaliação de segurança" no país, já que a greve dos caminhoneiros continuou, apesar do acordo firmado entre governo e representantes da categoria na noite de quinta (24).

Em razão da paralisação, há registros de falta de alimentos em supermercados e de combustível em postos de gasolina. O transporte coletivo em diversas cidades foi afetado, indústrias pararam atividades e voos começaram a ser cancelados por falta de combustível nos aeroportos.

 

"Comunico que acionei as forças federais de segurança para desbloquear as estradas e estou solicitando aos senhores governadores que façam o mesmo."

 

Segundo assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem: Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Nacional de Segurança e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Temer disse que tomou a decisão para evitar que a população fique sem produtos de "primeira necessidade".

"Não vamos permitir que a população fique sem gêneros de primeira necessidade. Não vamos permitir que os hospitais fiquem sem insumos para salvar vidas. Não vamos permitir que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento de escolas. Como não vamos permitir que produtores tenham seu trabalho mais afetado", afirmou Temer.

A assessoria do Ministério da Segurança Pública informou que o governo vai publicar um decreto na tarde desta sexta-feira para autorizar o acionamento das forças federais.

Apesar do decreto ainda não ter sido publicado, as Forças Armadas já estão mobilizadas, segundo o governo. As Forças vão esperar a publicação do decreto para iniciar os trabalhos.

Ainda de acordo com a assessoria, as rodovias devem ser totalmente liberadas. Com isso, caminhoneiros manifestantes não poderão ficar nem no acostamento. Os militares vão poder entrar em caminhões, se for o caso, para retirá-los da via.

Os caminhões poderão ser apreendidos e os motoristas, presos.

O governo informou que já entrou em contato com governadores, para que as polícias militares também sejam utilizadas na operação para desbloquear rodovias estaduais.

 

Segundo o governo, a prioridade do desbloqueio é garantir abastecimento de combustível em seis aeroportos e duas termelétricas. Entre os aeroportos, estão Brasília, Recife, Congonhas, Confins e Porto Alegre.

Minoria radical'

Temer disse que o governo atendeu os pedidos dos caminhoneiros, mas, segundo ele, uma "minoria radical" dos grevistas não quis cumprir o acordo.

“Atendemos 12 reivindicações prioritárias dos caminhoneiros, que se comprometeram a encerrar a paralisação imediatamente. Esse foi o compromisso conjunto. Esse deveria ter sido o resultado do diálogo”, disse o presidente.

“Muitos caminhoneiros, aliás, estão fazendo sua parte, mas infelizmente uma minoria radical tem bloqueado estradas, impedido que muitos caminhoneiros levem adiante o seu desejo de atender a população e fazer o seu trabalho”, completou.

Deixe seu comentário

Associação de caminhoneiros diz que greve só será suspensa após ‘assembleias locais’

25 Maio2018

Por Jbelmont às 12h46

A Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), que representa cerca de um milhão de caminhoneiros em 120 entidades, soltou uma nota informando que vai levar as propostas feitas pelo governo com a categoria para que cada grupo de manifestantes em seus sindicatos decida por meio de assembleias através das redes sociais e de mensagem.

 

“Sabemos que nenhuma pessoa ou entidade tem, sozinha, o poder de acabar com essa mobilização e isso sempre foi deixado muito claro para o Governo. Diante disso, as entidades que assinaram o documento, assumiram um único compromisso, que está sendo cumprido por meio desta nota: apresentar as propostas à categoria que está mobilizada nas rodovias para que cada local decida se isso é suficiente para suspender o movimento ou de continuar”, destacou a nota.

 

A nota é assinada ainda pelas Federação dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas em Geral do Estado de São Paulo (Fetrabens), Federação Interestadual d os Transportes Rodoviários Autônomos de Cargas e Bens da Região Nordeste (Fecone), Federação dos Transportadores Autônomos de Cargas do Estado de Minas Gerais(Fetramig), Sindicato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg) e Federação dos Caminhoneiros do Espírito Santo (Fecam-ES).

 

A CNTA destacou que o documento assinado na noite de quarta-feira com o governo federal “só foi assinado para garantir que o governo manteria aquelas propostas caso a categoria as aceitasse”. Fontes ligadas à CNTA destacaram que a proposta feita pelo governo não é suficiente.

 

– Os caminhoneiros ainda estão parados em muitos pontos. As informações estão sendo repassadas a todas às lideranças, em todo o país para que os sindicatos, nas suas bases, realizem assembleias, e decidam pelo melhor. Ontem não foi dada uma posição de que a paralisação iria terminar, mas sim que a proposta do governo seria levada à categoria. E é o que está sendo feito – disse ao GLOBO uma fonte ligada ao movimento grevista.

 

Em nota, a CNTA destacou que, além das propostas feitas pelo governo, é “preciso redução urgente e imediata de 50% do ICMS sobre o óleo diesel, a se dar na reunião emergencial do Conselho das Secretarias de Estado da Fazenda, que ocorre na data de hoje em Brasília”.

 

O Globo

Deixe seu comentário

BASTA! Mossoró pede Paz

24 Maio2018

Por Jbelmont às 23h25

 

Estamos todos cansados de encarar o problema da violência de forma branda. Nossa sociedade vive tempos de "guerra civil não declarada", onde quem perde é apenas o cidadão de bem. Vamos com a gente por um basta nisso e mostrar que desse jeito não dá mais para viver! Marcha em nome da paz, e em memória daqueles que perderam a vida para a criminalidade. Nessa sexta, às 08hrs da manhã, se vista de branco, de amor e de fé e venha ao nosso encontro para juntos mostrar que somos mais fortes.

Deixe seu comentário

Governo anuncia acordo com caminhoneiros e protestos devem parar por 15 dias

24 Maio2018

Por Jbelmont às 23h14

 

Os caminhoneiros entraram hoje (24) no quarto dia de manifestações contra o preço elevado dos combustíveis. Na noite desta quarta-feira (23), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão, segundo ele, busca contribuir com uma possível trégua no movimento da categoria.

Em Brasília, há registros de postos fechados, com estoque de combustível zerado. Em São Paulo, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do estado, José Alberto Paiva Gouveia, informou que, desde o início dessa quarta-feira (23), os postos de abastecimento do estado não receberam combustível, e há estoque para operar só por até três dias. No Rio de Janeiro, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Município (Sindcomb), ao menos metade dos postos da capital estará, nesta quinta-feira, sem algum dos três combustíveis: gasolina, diesel ou etanol.

Ainda no Rio, os produtos comercializados nas Centrais de Abastecimento (Ceasa), principal centro de distribuição de hortifrutigranjeiros no estado, já registram grande alta de preços. Em São Paulo, a Associação Paulista de Supermercados (Apas) informa que as paralisações já causam desabastecimento nos supermercados, em especial nos itens de frutas, legumes e verduras, que são perecíveis e de abastecimento diário.

Agência Brasil 

Deixe seu comentário

Homem é morto a tiros na cidade de Janduis; Outras duas pessoas são baleadas

24 Maio2018

Por Jbelmont às 22h45

Na tarde desta quinta-feira, 24 de maio, foi registrado mais um homicídio no município de Janduis, no Oeste do rio Grande do Norte. Por volta das 16h, homens fortemente armados chegaram à Casa Lotérica da cidade já abrindo fogo contra a pessoa identificada como Douglas Brito, que foi atingindo por vários disparos de espingarda calibre 12 no rosto e morreu no local.

Duas mulheres identificadas por Vanúzia Fernandes e Celinha foram baleadas e socorridas para o Hospital Municipal. Segundo o Cb Waldir, da Polícia Militar de Janduis, Douglas era cliente da lotérica.

A polícia Militar realizou diligencia, mas, até o momento nenhum dos elementos foi localizado ou preso.

A polícia isolou o local e a equipe técnica do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) foi acionada para remover o corpo para sede do órgão em Mossoró.

 

Do Câmera

Deixe seu comentário

Homicida é preso em Assu acusado de matar outra pessoa por causa do pagamento de duas cervejas

24 Maio2018

Por Jbelmont às 14h28

 

Policia Civil de Assú, comandada pelo Delegado Sidorgeton Pinheiro, prendeu na tarde de ontem, 23 de maio, Adenilson Nunes da Silva, “Fofão” de 28 anos de idade, acusado pelo crime de homicídio qualificado. Fofão foi preso, cumprindo ordem judicial.

Segundo registro ele teria matado Francisco Saraiva, crime que aconteceu no dia 26 de março passado, por volta das 17h30min, após uma discussão, dentro do Mercado do Peixe, na cidade de Assú e a motivação teria sido um desentendimento por causa do pagamento de duas cervejas.

Com a briga, Fofão perseguiu a vítima até o lado de fora do estabelecimento e, já na via pública, aos olhos de muitas pessoas e das câmeras, desferiu uma pedrada na cabeça da vítima. As lesões causadas pela agressão, primeiro deixaram a vítima tetraplégica e, no dia 22 de abril, culminaram na morte.

O suspeito já era conhecido da polícia, respondendo um processo criminal pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, sendo que na prisão de hoje, foi flagrado com mais uma arma, desta vez uma espingarda, sendo preso também em flagrante por tal crime.

 

Do Câmera

Deixe seu comentário

Sindipostos RN alerta para risco de desabastecimento e repudia preços abusivos durante crise no setor de combustíveis

24 Maio2018

Por Jbelmont às 14h25

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do RN alerta para o risco iminente de desabastecimento geral nos postos de combustíveis do Estado caso persistam os protestos de caminhoneiros que têm retido os caminhões-tanque no polo de produção de Guamaré (RN) de onde saem o diesel e a gasolina que são vendidos pelos postos potiguares. O Sindicato explica que não tem como prever por quanto tempo ainda durarão os estoques existentes, mas já tem informações de que há revendas com falta de produtos e, inclusive os postos internos das garagens das empresas de ônibus já registram falta de diesel, o que deverá afetar a circulação de ônibus urbanos em Natal.

 

Por fim, diante das notícias de que há postos praticando preços até 100% acima do normal para o litro da gasolina, numa postura de claro desrespeito ao consumidor, ao mercado e à ética, o Sindipostos afirma que repudia veementemente tal postura e conta com o bom senso dos empresários.

Deixe seu comentário

Ministro diz que reunião do governo com caminhoneiros marcada para a tarde 'pode resultar numa trégua'

24 Maio2018

Por Jbelmont às 14h13

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou em entrevista coletiva nesta quinta-feira (24) que a reunião marcada para 14h entre o governo e representantes dos caminhoneiros "pode resultar numa trégua".

Caminhoneiros entraram nesta quinta no quarto dia seguido de bloqueio de rodovias em diversos estados do país. Eles reivindicam diminuição no preço do diesel. A paralisação da categoria começou a afetar o abastecimento de diversos produtos pelo país, como combustíveis e alimentos.

Nos últimos dias, o governo vem buscando alternativas para o encerramento da mobilização dos caminhoneiros. Na quarta-feira (23), houve uma primeira reunião no Palácio do Planalto com a categoria.

Marun explicou que, na ocasião, foi apresentada uma pauta de reivindicações dos caminhoneiros. Ele lembrou que já foram tomadas medidas, como a decisão da Petrobras de reduzir 10% o preço do diesel vendido pelas refinarias por 15 dias.

Segundo ele, a posição da Petrobras permitiu avanços em duas questões defendidas pelos caminhoneiros: redução do preço e previsibilidade nos valores cobrados pelo diesel.

“Vamos nos reunir hoje, novamente às 14h, já não mais como ontem [quarta-feira], simplesmente ouvindo, mas já tendo tomado medidas concretas, o que nós entendemos que podem resultar numa trégua para que, daí sim, as outras reivindicações, que são muitas, possam ser analisadas com mais tempo”, disse o ministro.

O presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, que esteve no encontro de quarta, informou que os caminhoneiros pedem a redução de PIS-Cofins e ICMS que incidem sobre o diesel. A entidade também defende que os reajustes no diesel sejam adotados de três em três meses.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), que também participa das conversas com o governo, informou que a paralisação será suspensa se o governo retirar a PIS/Cofins e a Cide incidentes sobre os combustíveis e a medida entrar oficialmente em vigor.

 

 

'Cálculos equivocados'

 

Na entrevista, Marun também comentou a decisão da Câmara dos Deputados de aprovar o projeto que elimina a cobrança de PIS-Cofins sobre o diesel até o fim de 2018. A proposta ainda precisa ser aprovada pelo Senado.

Segundo ele, a decisão foi “baseada em cálculos equivocados” e não “existe mais dúvida” sobre o tema. O ministro não informou os números na entrevista.

A eliminação temporária do PIS-Cofins que incide no diesel foi incluída pelos deputados no projeto que reonera a folha de pagamento das empresas de 28 setores da economia. No entanto, o acordo costurado pelo governo previa zerar a cobrança de outro imposto, a Cide.

Marun já havio dito, na quarta, que a arrecadação prevista pela reoneração não compensa a perda de receita com a eliminação de PIS-Cofins.

“Os cálculos foram refeitos e realmente a nossa posição era correta. A decisão foi baseada em cálculos equivocados. O relator se fez assessorar por uma economista que, acredito, errou seus cálculos”, disse Marun.

 

G1

Deixe seu comentário

Petrobras vai reduzir preço do diesel nas refinarias por 15 dias; meta é baixar R$ 0,25 por litro

24 Maio2018

Por Jbelmont às 00h14

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou na noite de hoje (23) uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão, segundo ele, busca contribuir com uma possível trégua no movimento dos caminhoneiros, que estão paradas nas estradas há três dias contra preço do combustível.

Na prática, a Petrobras avalia que a redução média será de R$ 0,23 nas refinarias, resultando numa queda média de R$ 0,25 nas bombas dos postos de combustível. A medida vale apenas para o diesel. A expectativa é de que a paralisação seja suspensa e, nos 15 dias em que vigorar a nova tarifa, governo e caminhoneiros encontrem uma solução definitiva.

Agência Brasil

Deixe seu comentário

Raério Araújo pede políticas públicas para estímulo ao esporte

23 Maio2018

Por Jbelmont às 22h01

Vereador citou esporte como uma das soluções para prevenção do aumento da violência

O vereador Raério Araújo (PRB) pediu mais apoio da prefeitura para a promoção do esporte na cidade. O pronunciamento foi realizado durante a sessão ordinária dessa quarta-feira (23). “Só temos o projeto Viva Rio Branco, é preciso mais estímulo ao esporte”, destacou.

O vereador ressaltou o esporte como uma das formas de prevenir a violência, tirando os jovens de situações de risco. “Precisamos de mais campos de futebol, mas espaços para a prática do esporte”.

Saúde

Raério falou ainda sobre a situação da saúde em Mossoró. “Falta insumo pra se fazer um simples curativo nas Unidades de Pronto Atendimento. Não sou eu que falo, é a denuncia do povo nas rádios”, protestou.

 

Ozaniel Mesquita questiona valores das reformas de praças em Mossoró

O vereador visitou quatro praças no entorno da cidade

O vereador Ozaniel Mesquita (PR) questionou o valor empregado nas reformas das praças de Mossoró, durante a sessão dessa quarta-feira (23). “Visitamos algumas praças da cidade que estão em reforma e vimos que os valores empregados são altos”, relatou o vereador.

Ozaniel realizou visita em quatro praças. A Praça da Catedral, a Praça da Igreja Perpétuo Socorro, a Praça da Criança e a Praça de Esportes. “O orçamento somado da reforma dessas quatro praças está em pouco mais de um milhão de reais. O início e fim das obras não foi anunciado. Em contrapartida nós vamos nas Unidades Básicas de Saúde, onde lá está faltando medicamento”, protestou.

Endoscopia

O vereador também questionou a falta do exame de endoscopia pelo SUS em Mossoró. “Havia apenas um médico que realizada o exame em Mossoró. Esse médio infelizmente faleceu e até hoje não habilitaram outro pra realizar o exame pelo SUS”.

Com o objetivo de fiscalizar onde e como o orçamento do município é empregado, Ozaniel Mesquita disse que prosseguirá com as visitas para poder acompanhar as obras e valores empregados nas reformas realizadas pela prefeitura. “Iremos trazer mais informações conforme as visitas que nossa equipe irá fazer”, finalizou. 

Deixe seu comentário

Câmara Municipal busca acordo para destravar votações

23 Maio2018

Por Jbelmont às 21h52

Pauta é trancada enquanto se amadurece decisão sobre vetos

 

As bancadas de situação e de oposição intensificam o diálogo, com objetivo destravar votações da Câmara Municipal de Mossoró, na próxima semana. É que a pauta continua trancada por duas mensagens de veto da Prefeitura a projetos recentemente aprovados pelo Plenário.

Primeiro item da pauta, a Mensagem nº 7/2018 veta o Projeto de Lei Ordinário (PLOL) nº 236/2017, de autoria do vereador Alex Moacir (MDB), que denomina a Unidade de Ensino Infantil (UEI) do bairro Vingt-un Rosado de Dagmar de Miranda Filgueira.

Na justificativa para o veto, o Executivo argumenta que a UEI é denominada Alice Dias da Silva desde 2000. Já o segundo item da pauta – e bem mais polêmico – é a mensagem n° 8/2018, que veta, por inconstitucionalidade, o Projeto de Lei Ordinário (PLOL) nº 22/2018, de autoria de vereadora Sandra Rosado (PSB).

‘Obstrução’

A matéria estabelece que, na construção de civil de Mossoró, 70% dos trabalhadores sejam domiciliados no município. Mas, como a proposta ainda não é ponto pacífico entre os vereadores, as sessões não têm conseguido quórum para apreciação do veto.

Trata-se de uma manobra parlamentar, comum a qualquer Parlamento, espécie de obstrução, para evitar a votação da mensagem do Executivo, enquanto se constrói um diálogo para amadurecer a decisão entre derrubar ou manter o veto.

Pareceres

Pesa  nessa situação o parecer 78/2017, da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), que arquivou, no dia 11 de setembro de 2017, o Projeto de Lei Ordinário do Legislativo (PLOL) nº 102/2017, de autoria da vereadora Izabel Montenegro (MDB), que também criava reserva de mercado na construção civil.

Também contribui para a indefinição sobre o veto o parecer contrário ao PLOL nº 22/2018, do Ministério Público do Trabalho, assinado pelo procurador do Trabalho em Mossoró, Glaydon Gadelha, sustentando que o projeto é inconstitucional.

Por outro lado, existe posição de vereadores e do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Mossoró (Sintracom), inclusive, com presença de trabalhadores nas galerias, pela derrubada do veto e, portanto, revalidação do PLOL 22/2018.

Por essas e outras variáveis, a mensagens de vetos não foram apreciadas nas últimas duas sessões ordinárias, ontem e hoje (23), e trancam a pauta porque, regimentalmente, têm prioridade sobre as demais matérias. Com isso, haverá nova tentativa para desobstrução da pauta, terça-feira (29), às 9h, próxima sessão.

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.043: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 10 milhões

23 Maio2018

Por Jbelmont às 21h28

Veja as dezenas sorteadas: 21 - 38 - 53 - 56 - 57 - 58. Quina teve 19 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 88.579,73.

Mega-Sena pode pagar 6,5 milhões nesta quarta-feira (Foto: Stephanie Fonseca/G1)

 

Ninguém acertou os números do concurso 2.043 da Mega-Sena, sorteados nesta quarta-feira (23), na cidade de Fernandópolis (SP), e o prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 21 - 38 - 53 - 56 - 57 - 58.

A quina teve 19 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 88.579,73. A quadra teve 2.258 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 1.064,79.

O próximo sorteio, referente ao concurso 2.044, será realizado no sábado (26) e a previsão é de que o prêmio seja de R$ 10 milhões.

Deixe seu comentário

Infraero alerta que aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracaju só têm combustível para esta quarta-feira

23 Maio2018

Por Jbelmont às 18h56

Outros sete aeroportos têm combustível para no máximo dois dias, entre os quais Santos Dumont (RJ). Anac recomenda procurar companhias aéreas.

 


Pelo 3º dia seguido, caminhoneiros mantêm bloqueios em rodovias de Goiás em protesto contra alta do diesel (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

Um relatório da Infraero de 11h09 aponta que os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Palmas (Tocantins), Recife (Pernambuco), Maceió (Alagoas) e Aracaju (Sergipe) têm combustível suficiente para abastecer as aeronaves até esta quarta-feira (23), em razão da greve de caminhoneiros e do bloqueio às distribuidoras.

Congonhas é um dos três aeroportos mais movimentados do país. É nele que fica a rota de maior circulação de passageiros do Brasil, a ponte aérea Rio-São Paulo.

Outros sete aeroportos têm combustível para um ou no máximo dois dias (Santos Dumont-RJ, Goiânia-GO, Teresina-PI, Campo Grande-MS, Ilhéus-BA, Foz do Iguaçu-PR e Londrina-PR).

O alerta foi dado pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago), no "relatório de monitoramento da mobilização dos caminhoneiros".

O relatório diz respeito apenas aos aeroportos administrados pela Infraero; os gerenciados por empresas privadas não entram na lista. Brasília, por exemplo, restringiu, também nesta quarta-feira (28), o recebimento de aeronaves com pouco combustível no terminal.

Pelo 3º dia seguido, nesta quarta-feira (23), caminhoneiros continuam protestando em rodovias federais e estaduais, além de vias importantes em 23 estados do país mais o Distrito Federal. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse recomendar aos passageiros "com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize". A Abear, associação que representa companhias aéreas, não se manifestou.

Em nota, a Infraero informou estar "monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo".

 

CONTINUAR LENDO  CLIQUE AQUI

 
Deixe seu comentário

Associação de caminhoneiros se reúne com governo para decidir futuro de greve

23 Maio2018

Por Jbelmont às 14h30

A Abcam (Associação Brasileira de Caminhoneiros) participará de reunião na Casa Civil nesta quarta-feira (23) para decidir se manterá a greve que paralisa estradas pelo Brasil desde segunda.

A reunião acontece às 14h. Devem estar presentes o ministro dos Transportes, Valter Casemiro, o ministro da secretaria de governo Carlos Marun e o diretor geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Mário Rodrigues.

O presidente da associação, José Fonseca Lopes, divulgará os resultados do encontro e as decisões da categoria às 17h em Brasília.

Na manhã desta quarta-feira, as manifestações atingiam 23 estados, com 253 focos de protesto.

Os caminhoneiros pedem mudanças na política de reajuste dos combustíveis da Petrobras (medida que o governo refuta) e redução da carga tributária para o diesel (que está em negociação).

A nova política de reajustes, adotada pela Petrobras em julho do ano passado, é bem-vista por investidores por acompanhar o padrão adotado em outros países. Alterá-la agora seria interpretado como intervenção do governo na estatal.

Com essa nova política, os valores dos combustíveis sofrem alterações diárias que acompanham a cotação internacional do petróleo e a variação do câmbio.

Como o dólar e o preço do óleo tiveram repiques, o valor do diesel saltou. Em um mês, o litro do diesel na bomba subiu 4,9%, de R$ 3,42 para R$ 3,59, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Folha de São Paulo

Deixe seu comentário

Ônibus intermunicipais aderem a protesto e seguem para BR na Grande Natal para encontro com caminhoneiros

23 Maio2018

Por Jbelmont às 13h04

Protesto dos caminhoneiros contra aumento de combustíveis ganhou reforço na manhã desta quarta-feira(23) dos ônibus intermunicipais, que deixaram a rodoviária na capital potiguar para deslocamento até a BR-101, em Parnamirim.

 

Do BG

Deixe seu comentário

Federação Nacional prevê falta de combustíveis a partir desta quarta

23 Maio2018

Por Jbelmont às 13h00

Caminhoneiros bloqueiam faixas da Rio-Teresópolis (RJ) na manhã desta quarta. FOTO: THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO – 23.05.2018

 

O protesto dos caminhoneiros contra tributos no diesel que elevam os custos para a categoria entrou no terceiro dia nesta quarta-feira (23), ameaçando o abastecimento de combustíveis em postos e aeroportos a partir de hoje.

“Os postos têm capacidade de armazenamento em média de três dias. Parece que já tem revendedor com os estoques no final. A partir de hoje provavelmente a situação se agrava”, afirmou hoje o presidente da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes), Paulo Miranda Soares.

O protesto dos caminhoneiros ocorreu em mais de 20 Estados do país na terça-feira e continua nesta quarta-feira, conforme a associação que organiza o movimento dos caminhoneiros autônomos do país, a Abcam.

Segundo o presidente da Fecombustíveis, que representa os postos de abastecimento no país, “em vários locais os caminhões-tanques não estão conseguindo passar” para abastecer postos e distribuidoras.

Rio de Janeiro tem situação mais complicada

De acordo com o diretor da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Aurélio Amaral, há bloqueios em polos de distribuição, estocagem e mistura de diesel e biodiesel em alguns pontos do país, mas a situação é mais delicada no Rio de Janeiro.

Por isso, a ANP vai suspender temporariamente na quarta-feira e quinta-feira a mistura de 10% de biodiesel no diesel comercializado para atender grandes consumidores no Rio de Janeiro.

Um dos principais polos de biodiesel que atendem a capital fluminense está situado perto da Refinaria Duque de Caxias. Com os bloqueios nas estradas brasileiras, há dificuldades para a chegada do produto, que vem principalmente do Centro-Oeste do país.

“A situação ficou um pouco delicada no Rio com bloqueio nas bases e não se consegue escoar a saída do combustível. Vamos adotar medidas excepcionais para mitigar os riscos, tal como liberar a venda de diesel sem biodiesel em polos mais críticos”, disse Amaral à Reuters.

“Autorizamos serviços essenciais e frota rodoviária na flexibilização”, adicionou.

A ANP já entrou em contato com as principais distribuidoras do setor para alertar que esse “waiver” é válido para grandes consumidores da cidade do Rio de Janeiro como barcas e empresas de ônibus.

“Estão saindo os ofícios para Raízen, BR Distribuidora e Ipiranga. Será concedido ‘waiver’ para os dias 23 e 24, com base em tabelas informadas pelas distribuidoras”, esclareceu a agência.

Se não houver dissolução dos bloqueios, a ANP avalia renovar a autorização.

Já o sindicato dos postos de combustíveis do Rio de Janeiro anunciou na noite de terça-feira que o abastecimento de combustíveis aos postos está prejudicado e que “caso a situação não seja normalizada nas próximas horas poderá haver falta de produto, ao consumidor, nos postos do município do Rio de Janeiro”.

Os sindicatos das empresas de ônibus da cidade e do Estado também informaram que os passageiros poderiam ser afetados pela manifestação com redução da frota a partir desta quarta-feira.

Demais Estados

Amaral, da ANP, alertou ainda para problemas no fornecimento de querosene de aviação para os terminais de Brasília e de Pernambuco, dizendo que a única solução seria o “uso da força policial” após serem esgotadas as negociações.

Para tentar colocar um fim nas manifestações, que estão paralisando também unidades produtoras de carnes e prejudicando o escoamento de produtos como soja, o governo está sinalizando redução de tributos.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na noite de terça-feira que será incluída uma redução de PIS/Cofins para o óleo diesel no texto do projeto de lei da reoneração da folha de pagamento, como forma de reduzir os preços do combustível.

A medida se soma ao anúncio feito pelo governo na terça-feira de que fechou um acordo com o Congresso para usar os recursos obtidos com a reoneração da folha de pagamento de alguns setores da economia para zerar a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre o diesel.

Representantes dos caminhoneiros têm reunião com a cúpula do governo na tarde desta quarta-feira.

Os protestos continuam em várias rodovias brasileiras, entre elas a Dutra e a BR-163, importante para o escoamento da safra de Mato Grosso.

R7, com Reuters

Deixe seu comentário

Litro da gasolina baixa para R$2.0306 a partir de amanhã nas refinarias

23 Maio2018

Por Jbelmont às 12h52

Agência Brasil

A Petrobras anunciou hoje (23), pelo segundo dia consecutivo, redução nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias. 
A partir de amanhã (24), o preço da gasolina cairá 0,62% e custará R$ 2,0306 o litro. O preço do diesel terá redução de 1,15% e passará a custar R$ 2,3083, de acordo com a estatal.

Em dois dias, as quedas acumuladas chegam a 2,69% para a gasolina e a 2,67% para o diesel. Apesar disso, a gasolina acumula altas de 12,95%, em maio, e de 16,76% em um mês. O diesel soma aumentos de 9,34%, em maio, e de 15,16% em um mês.

O alto valor do preço do combustível é o principal motivo para a manifestação nacional dos caminhoneiros, que começou no final da noite de domingo (20).

Deixe seu comentário

Greve dos caminhoneiros entra no 3º dia e causa reflexos no país

23 Maio2018

Por Jbelmont às 12h41

Paralisação afeta 22 estados brasileiros mais o Distrito Federal; Correios suspenderam entregas agendadas do Sedex em todo o país.


Pelo 3º dia seguido, nesta quarta-feira (23), caminhoneiros continuam protestando em rodovias federais e estuadais, além de vias importantes em 22 estados do país mais o Distrito Federal. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque.


Os caminhoneiros protestam contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho.

Entretanto, a Petrobras anunciou nesta quarta que o preço do diesel deve cair 1,54% nas refinarias. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de cerca de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A paralisação afetou a entrega dos Correios que suspenderam temporariamente as postagens das encomendas com dia e hora marcados (Sedex 10, 12 e Hoje). Em comunicado, a estatal informou ainda que a paralisação também tem gerado "forte impacto" e atrasos nas operações da empresa em todo o país.

 

VER MAIS CLIQUE AQUI 

 
Deixe seu comentário

Walter Alves classifica como “absurda” e “inaceitável” nova política de preços dos combustíveis

23 Maio2018

Por Jbelmont às 09h48

Foto: Agência Câmara

Em entrevista ao AGORA RN, o deputado federal Walter Alves, um dos vice-líderes do MDB, partido do presidente Michel Temer, classificou como absurda e inaceitável a nova política de preços dos combustíveis adotada pela Petrobras.

Já circula em Brasília a informação de que o Governo Federal estuda zerar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) como mecanismo para redução do preço. Essa medida foi defendida pelo parlamentar.

“Tenho acompanhado os constantes absurdos aumentos dos combustíveis promovidos pela Petrobras. É inaceitável essa nova política de reajuste adotada pela empresa. O aumento dos combustíveis impacta diretamente na vida de todos nós. É preciso que haja uma discussão para frear, de alguma forma, esses aumentos. Acredito que a solução passa, inevitavelmente, pela redução da cobrança de tributos federais”, disse em entrevista ao portal de notícias.

Deixe seu comentário

Caminhoneiros entram no terceiro dia de protesto bloqueando rodovias

23 Maio2018

Por Jbelmont às 09h44

Entrou no terceiro dia o protesto de caminhoneiros pelo Brasil.

O governo anunciou nesta terça-feira, 22, um acordo com o Congresso para baixar o preço do óleo diesel. A solução apresentada foi zerar a cobrança da Cide (uma tarifa que incide sobre os combustíveis) para o óleo diesel, o que deve provocar uma perda de R$ 2,5 bilhões de receita para o governo.

Mas os caminhoneiros só devem se desmobilizar quando o preço for realmente baixado.

Deixe seu comentário

Bandidos arrombam casa lotérica em Lagoa Salgada fazem moradores reféns e roubam cofre; ainda invadiram Correios

23 Maio2018

Por Jbelmont às 09h34

 

Uma casa lotérica no município de Lagoa Salgada, na região Agreste potiguar, foi alvo de bandidos na madrugada desta quarta-feira (23), por volta das 03h. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos armados chegaram em uma Strada e arrobaram o estabelecimento. Na ocasião, os assaltantes ainda fizeram pessoas que estavam na rua reféns, e as obrigaram a carregar o cofre até o veículo.

Segundo a PM, os bandidos também arrombaram a agência dos Correios. Ainda não há informação se eles conseguiram levar o dinheiro. Logo após, fugiram com destino ignorado.

 

PM

Deixe seu comentário

Suspeito morre e PM fica ferido após troca de tiros na Zona Norte de Natal

22 Maio2018

Por Jbelmont às 23h48

Tiroteio aconteceu no conjunto Soledade II na noite desta terça-feira (22).

Um homem morreu depois de trocar tiros com a polícia na noite desta terça-feira (22), na Zona Norte de Natal. Na ação, um policial militar foi baleado, mas passa bem. O tiroteio aconteceu no conjunto Soledade II, depois de uma abordagem feita pelos policiais das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas da PM (Rocam).

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, três PMs da Rocam abordaram dois homens que estavam em uma moto. Ao pararem, os dois suspeitos atiraram contra os policiais, que revidaram.

O cabo Bispo, que estava na equipe da patrulha, foi atingido nas duas mãos por um tiro. Um dos suspeitos também foi baleado e morreu no local. O outro fugiu do local, mas foi preso em seguida pela Rocam.

 
Deixe seu comentário

Copa do Nordeste: Goleada do ABC no Arruda garante vaga na semifinal

22 Maio2018

Por Jbelmont às 23h27

Um ABC completamente diferente daquele que jogou contra o Salgueiro no sábado passado pela Série C e foi envolvido pelo Carcará perdendo o jogo por 3 a 0. O ABC que fez o primeiro tempo no Arruda não teve dificuldade para construir o placar de 3 a 0 com gols de Higor Leite, Marcos Júnior e Felipe Guedes. Voltou a ser um time organizado entre os setores, explorando bem os contra golpes com destaque para Anderson Pedra na marcação e Higor Leite na frente. Voltou a ser uma equipe equilibrada entre os setores, o que se deve em grandeparte ao retorno de Pedra ao time.


Tudo bem que o time está classificado para a semifinal da Copa do Nordeste, mas gostaria de ter visto o Vitinho jogando pela direita, botando velocidade, mais jogadas de fundo de campo. Um primeiro tempo excelente, um segundo onde o time se deu o direito de administrar, tirar o pé, tocar a bola.

A goleada sobre o Santa Cruz apagou a péssima impressão que o time deixou da partida contra o Salgueiro.

Deixe seu comentário

Desembargadores rejeitam recurso de Azeredo e determinam prisão imediata

22 Maio2018

Por Jbelmont às 18h20

5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais julgou último recurso de 2ª instância da defesa do ex-senador e ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB).

 

Os cinco desembargadores da 5ª Câmara Criminal rejeitaram, nesta terça-feira (22), o recurso da defesa do ex-senador e ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) no processo do mensalão tucano e determinaram a execução imediatada da prisão.

Este foi o último recurso com efeito suspensivo possível de ser apresentado pela defesa de Eduardo Azeredo na segunda instância, na Justiça de Minas Gerais. Ainda cabe, por parte da defesa, um recurso chamado "embargos de declaração de embargos de declaração", mas ele não muda nenhuma das decisões tomadas pela Corte. Os advogados dizem que o político é inocente.

Um mandado de prisão contra Azeredo foi expedido pela própria 5ª Câmara Criminal, logo após o julgamento do recurso. Este mandado foi enviado para o Fórum Lafayette, no Centro de Belo Horizonte, para que um juiz da Vara de Execuções Penais faça os procedimentos burocráticos e uma cópia foi enviada para a Polícia Civil, para dar conhecimento.

Às 17h, os advogados de Azeredo seguiam para o Fórum para acompanhar o procedimento e tentar negociar com o juiz de Execuções Penais alguns detalhes como tipo de cela onde o tucano vai começar a cumprir a pena e um prazo para que ele se entregue. Essas definições serão determinadas por este juiz. Ainda não há previsão para o cumprimento do mandado de prisão.

 
Azeredo foi condenado em segunda instância a 20 anos e um mês de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, no mensalão tucano, em agosto passado. A condenação em primeira instância foi em 2015.


O julgamento

 

Nesta terça-feira (22), a 5ª Câmara Criminal foi formada pelos desembargadores Julio César Lorens, Alexandre Victor de Carvalho, Pedro Vergara, Adilson Lamounier e Fernando Brant. Lorens é o relator do processo de Azeredo e Carvalho, o desembargador revisor.

Um dos desembargadores que participou do julgamento dos recursos infringentes, Eduardo Machado, está em licença médica e foi substituídos por Fernando Brant. No julgamento de abril, Machado votou pela absolvição de Azeredo.

Lorens votou nesta terça-feira pela rejeição dos embargos de declaração e pela prisão imeadiata e seu voto foi acompanhado pelos demais.

Após os votos, o advogado Castellar Guimarães Neto, que defende Azeredo, teve a palavra concedida pelo relator, apesar de não ser uma manifestação prevista, para pedir que a prisão seja executada quando se esgotarem todos os recursos na segunda instância ou somente após a publicação do acórdão deste julgamento no Diário do Judiciário.

No entendimento do advogado, ainda cabem os "embargos de declaração dos embargos de declaração".

O relator respondeu o advogado dizendo que este "embargos dos embargos" é uma medida que não tem efeito suspensivo e que, por isso, não pode ser considerado como etapa para o início da execução provisória.

No entendimento de desembargadores, este julgado nesta terça-feira é o último recurso possível na segunda instância e os "embargos dos embargos" é uma medida protelatória.

Durante a discussão, o desembargador Alexandre Victor de Carvalho voltou atrás no voto pela prisão imediata e disse que vota por aguardar a decisão dos "embargos dos embargos" antes da expedição do mandado de prisão. Com isso, o placar pela prisão imediata ficou em 4 a 1 em desfavor de Azeredo.

 

A denúncia

 

De acordo com a denúncia, o mensalão tucano teria desviado recursos para a campanha eleitoral de Azeredo, que concorria à reeleição ao governo do estado, em 1998.

 

O esquema envolveria a Companhia Mineradora de Minas Gerais (Comig), a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) e teria desviado ao menos R$ 3,5 milhões por meio de supostos patrocínios a três eventos esportivos: o Iron Biker, o Supercross e o Enduro da Independência. Todos os réus negam envolvimento nos crimes.

 

G1MG

 
Deixe seu comentário