Maior reservatório do RN registra recuperação e cota de água aumenta mais de 2 metros

07 Abr2019

Por Jbelmont às 11h01

Em pouco mais de um mês, volume da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves saltou de 19,83% para 26,80% de sua capacidade máxima.


O maior reservatório do Rio Grande do Norte, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, dá mostras de que vem se recuperando dos últimos 7 anos de chuvas escassas. De fevereiro até agora, por exemplo, a cota de água subiu mais de 2 metros e o volume armazenado saltou de 19,83% para 26,80% – o que representa 643,2 milhões de metros cúbicos de água. A capacidade máxima da barragem é de 2,4 bilhões de metros cúbicos.

Para se ter uma ideia ainda mais clara desta recuperação, basta lembrar que há 1 ano a barragem entrou, pela primeira vez desde sua inauguração (em 1983), no chamado volume morto – nome que se dá à reserva de água mais profunda das represas, que fica abaixo dos canos de captação. À época, no dia 9 de fevereiro de 2018, o Instituto de Gestão das Águas do Estado (Igarn) chegou a registrar que o reservatório estava com apenas 10,8% do seu volume total, o mais baixo da história.

Melhora
Ainda de acordo com o Igarn, no dia 21 de fevereiro deste ano, a Armando Ribeiro Gonçalves estava com uma cota de 38,61 metros, com um volume de pouco mais de 476 milhões de metros cúbicos de água (19,83% da capacidade). Já neste sábado, dia 6 de abril, a cota estava em 40,95 metros, e um volume de 643,2 milhões de metros cúbicos (26,80%). “No caso, a cota aumentou 2,34 metros, e em volume aumentou 167 milhões de metros cúbicos – um crescimento de 6,97% em pouco mais de um mês”, reforçou.

Com relação à vazão, a barragem estava liberando cerca de 5.500 litros de água por segundo. Porém, em razão das chuvas que vêm alimentando bem o rio Piranhas/Açu, a abertura das comportas foi reduzida para 1.000 litros por segundo, “até para ajudar numa maior acumulação de água dentro do reservatório”, ressaltou o Igarn.


Armando Ribeiro
Maior reservatório do Rio Grande do Norte e o segundo do Nordeste, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves tem suas comportas localizadas na cidade de Itajá, no Vale do Açu, e capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos de água.





Em fevereiro de 2018, a Armando Ribeiro chegou a menos de 11% de sua capacidade - nível mais baixo desde sua construção, em 1983 — Foto: Anderson Barbosa/G1

Seca histórica
Os últimos sete anos foram castigantes no interior do Rio Grande do Norte. Com chuvas abaixo da média histórica, o estado enfrenta a seca mais severa de todos os tempos. As chuvas que caem desde o início do ano até que aliviam o sofrimento do sertanejo, mas os efeitos da estiagem ainda são preocupantes.

Dos 167 municípios potiguares, 148 estão em situação de emergência por causa da escassez de água – o que representa 88% do estado. Na lavoura e pecuária, por exemplo, os prejuízos somaram R$ 2,5 bilhões em 2018, segundo o governo do estado.

De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), atualmente cinco cidades (João Dias, Paraná, Pilões, São Miguel e Cruzeta) estão em colapso no bastecimento – que é quando a cobrança da conta é suspensa por não haver fornecimento – e outras 92 possuem algum sistema de rodízio.

G1RN

Deixe seu comentário

32% aprovam e 30% desaprovam o governo Bolsonaro, diz Datafolha

07 Abr2019

Por Jbelmont às 10h22

Presidente tem a pior avaliação após os 3 meses do 1º mandato desde 1990: Collor tinha 19% de reprovação no mesmo período, contra 16% de FHC, 10% de Lula e 7% de Dilma.

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (7) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

Ótimo/bom: 32%
Regular: 33%
Ruim/péssimo: 30%
Não sabe/não respondeu: 4%
A pesquisa ouviu 2.086 pessoas com mais de 16 anos, em 130 municípios, nos dias 2 e 3 abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

É a pior avaliação para um presidente da República no início de primeiro mandato desde 1990. Fernando Collor (então no PRN) tinha 19% de reprovação após três meses, contra 16% de FHC (PSDB), 10% de Lula (PT) e 7% de Dilma (PT).

A ex-presidente é quem tinha a melhor avaliação: 47% de ótimo/bom em 2011. Lula tinha 43%, contra 39% de FHC e 36% de Collor.

A expectativa com o futuro do governo, após três meses de mandato, é a pior desde 1995: 59% esperam que Bolsonaro faça um governo ótimo ou bom, contra 48% de FHC, 76% de Lula e 77% de Dilma.

Antes da posse, 65% esperavam que Bolsonaro fizesse um governo ótimo ou bom, contra 17% de regular e 12%, ruim ou péssimo. Hoje, os que acreditam em um governo regular são 16% e ruim/péssimo, 23%.

G1

Deixe seu comentário

Bancada federal aumenta valor para terminal da Redinha

07 Abr2019

Por Jbelmont às 08h48

A bancada federal do Rio Grande do Rio Grande do Norte revisou o processo de escolha do contingenciamento de 21,6% em parte das emendas impositivas, imposto pelo Governo Federal. A principal mudança foi no valor para o projeto do terminal turístico da Redinha, na zona Norte de Natal, que passa a ter R$ 8,5 milhões, e não mais R$ 1 milhão como previsto anteriormente. A retificação está em ata de deliberação assinada pela bancada nesta quarta-feira (3). O valor original destinado era de R$ 24,628 milhões.

Em nota distribuída pela assessoria de imprensa do coordenador da bancada, deputado Rafael Motta (PSB), foi informado que “esse valor foi obtido a partir da readequação em 15% das emendas indicadas para as áreas da Saúde e da Educação”. As decisões sobre as demais emendas foram mantidas, inclusive a de não contingenciar 21,6% sobre a emenda da Barragem de Oiticica, que perdeu cerca de R$ 10 milhões (menos de 20% do valor total, R$ 50 milhões), ficando disponível para as obras o montante de R$ 40.937.872.

O contingenciamento em 21,6%, afirma a bancada, não foi aplicado no caso de Oiticica “pois não se pode comprometer o cronograma atual da obra, que está em fase de conclusão”.

Segundo a bancada, o contingenciamento dos recursos foi imposto pelo Governo Federal e não significa corte, tendo acontecido o mesmo em anos anteriores, incluindo a reposição dos valores contingenciados ao longo do ano.

A decisão da bancada, segundo a nota, portanto, não é sobre o que é mais importante, e sim sobre o que é mais urgente. A decisão de não contingenciar recursos previstos para a Segurança Pública também será mantida, já que essa área é a que demanda, com mais urgência, investimentos no Rio Grande do Norte, principalmente em Natal. A bancada reiterou que atuará fortemente junto ao Governo Federal para que haja o cumprimento da legislação e o pagamento integral dos recursos previstos para 2019 para o RN.

Rafael Motta diz que a bancada vai trabalhar agora em favor do descontingenciamento, para que todos os recursos programados para 2019 possam de fato chegar ao RN. Ele acredita que a Emenda à Constituição (PEC) que torna obrigatório o pagamento das emendas parlamentares de bancada vai pôr fim à quebra de expectativas oriunda dos contingenciamentos do Governo Federal.

Deixe seu comentário

Médicos Cubanos permanecem trabalhando em Mossoró como balconistas de farmácias

06 Abr2019

Por Jbelmont às 22h29

Do Passando na Hora

Pelo menos três médicos que ficaram em Mossoró após saída de Cuba do programa foram contratados pelos estabelecimentos. Sem revalidação de diplomas, eles não podem fazer consultas 

Yoanis Infante, médico cubano que ficou no Brasil após saída do Mais Médicos, virou atendente de farmácia em Mossoró, RN — Foto: Cedida

Com 26 anos de experiência como médica, Zuzel Ramos Rodriguez vive uma nova experiência profissional. Fora do programa Mais Médicos desde o final do ano passado, quando o governo federal encerrou a parceria com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), ela conseguiu emprego como balconista de farmácia no bairro Abolição I, em Mossoró.

Ela não é um caso isolado. Sem o processo de revalidação dos diplomas, pelos menos três profissionais cubanos que atuavam na cidade e resolveram ficar no Rio Grande do Norte após a saída de Cuba do programa estão trabalhando em farmácias, ganhando um salário mínimo mensalmente.

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.140: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 40 milhões

06 Abr2019

Por Jbelmont às 21h37

Veja as dezenas sorteadas: 17 - 20 - 26 - 36 - 42 - 54. Quina teve 66 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 46.099,13.

 



Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.140 realizado na noite deste sábado (6) em São Paulo. O prêmio acumulou e pode pagar R$ 40 milhões no próximo sorteio.

Veja as dezenas: 17 - 20 - 26 - 36 - 42 - 54.

A quina teve 66 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 46.099,13. Outras 5.044 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 861,71.


VEJA TAMBÉM 

QUINA CONCURSO 4944 DATA 06/04/2019 ACUMULOU: CONFIRA

03 29 45 61 76 
Próximo Sorteio: 08/04/2019Prêmio Estimado: R$ 1.400.000,00

Deixe seu comentário

Prefeito, deputados, vereadores e populares participam de protesto na Redinha em defesa de emenda para Natal

06 Abr2019

Por Jbelmont às 20h29

 

O protesto ocorrido na tarde deste sábado (06), na Praia da Redinha, teve a presença da população que se somou ao prefeito Álvaro Dias, deputados Eudiane Macedo e Ubaldo Fernandes e os vereadores Raniere Barbosa, Felipe Alves, Preto Aquino, Robson Carvalho, Dinarte Torres, Kleber Fernandes e o representante de Luiz Almir, que ainda se recupera de um problema de saúde.

“Natal não pode ficar calada diante de uma flagrante discriminação com seus anseios e com seu povo. A cidade e a Zona Norte esperam pelo Terminal Turístico da Redinha, projeto que vai impulsionar e transformar a tradicional praia. População diz isso em praça pública, nesta tarde”, disse o prefeito.

“Se o corte nas emendas fosse linear para todos os projetos, restariam cerca de R$ 20 milhões para a Redinha. Seria aceitável. Deixar apenas R$ 8,5 milhões é injustificável. É um valor que não atende ao projeto transformador para a Zona Norte. Vestimos a camisa de Natal”, continuou o prefeito.

Entre os populares, faixas diziam: “Natal sim, voto sim. Natal não, voto não”.

Deixe seu comentário

Dirigente do Solidariedade considera cedo para falar em união das oposições

06 Abr2019

Por Jbelmont às 20h11

 O ex-prefeito de Almino Afonso e dirigente do Solidariedade Lawrence Amorim considera possível unir as oposições em Mossoró, mas pondera que ainda é cedo para tratar do assunto. 


A declaração foi dada em entrevista ao Meio-Dia Mossoró da 95 FM.

No entendimento dele a necessidade de mudar os métodos administrativos da Prefeitura de Mossoró são um fator de interesse comum mesmo entre os contrários. “Estamos insatisfeitos como toda população. Rosalba faz um governo medíocre”, dispara.

Ele disse que a solenidade de posse do deputado estadual Allyson Bezerra como presidente do diretório municipal do Solidariedade teve um efeito simbólico significativo: “Mostramos que em Mossoró tem oposição”.

 

Do Blog do Barreto

Deixe seu comentário

Ex-senador Garibaldi Filho passa por cirurgia no cérebro

06 Abr2019

Por Jbelmont às 18h59

O ex-ministro e ex-senador Garibaldi Alves Filho passou por uma cirurgia no cérebro neste sábado (6), mas já está bem e se recuperando.

Garibaldi foi submetido a uma derivação ventrículo-peritoneal, também conhecida como DVP, que é procedimento cirúrgico usado para aliviar a pressão do cérebro causada pelo acúmulo de líquido.

A cirurgia aconteceu em um hospital particular de São Paulo e o ex-senador já se encontra no quarto, se recuperando bem, acompanhado de familiares.

 

Deixe seu comentário

‘Me dei mal. Pode pegar o meu lugar’, diz Bolsonaro, rindo, para Moro

06 Abr2019

Por Jbelmont às 08h59

Foi um dia de desabafos. Seis horas antes de dizer, em tom de brincadeira, que não nasceu para ser presidente, mas, sim, para ser militar, Jair Bolsonaro abriu um sorriso quando o ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou não ter planos políticos.

Ao lado de Bolsonaro no café da manhã desta sexta-feira, 5, com diretores de jornais e repórteres de TV, Moro foi questionado sobre seu interesse em disputar a Presidência, em 2022. Diante da negativa, Bolsonaro lembrou que, bem antes de ser eleito, no ano passado, um amigo lhe perguntou sobre os seus projetos para a próxima temporada.

“Ou eu vou ser eleito ou vou para a praia”, respondeu o então candidato do PSL ao Planalto. Bem humorado e sob o olhar atento de Moro, Bolsonaro continuou, rindo: “Me dei mal. Pode pegar o meu lugar.”

No café com os jornalistas, o presidente também disse entender as queixas dos parlamentares e contou ter passado 28 anos “dando caneladas”. Era uma referência aos tempos de deputado federal. “Eu já fui do baixo clero. Sei o que eles estão sentindo. A gente é questionado na rua”, afirmou Bolsonaro.

Mais tarde, na inauguração do Espaço de Atendimento de Ouvidoria da Presidência, no Planalto, o presidente voltou a fazer piada. “Às vezes me pergunto: meu Deus, o que fiz para merecer isso? É só problema”, disse ele, antes de se despedir.

Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário

Presidente reconhece: ‘A maioria dos ministros não tem nenhuma habilidade política’

06 Abr2019

Por Jbelmont às 08h55

O presidente Jair Bolsonaro deixou claro durante o café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira, que está efetivamente disposto a conversar com caciques dos partidos do Congresso e atender algumas demandas, mas reafirmou que não irá trocar cargos pelo apoio parlamentar. Sem tergiversar, admitiu que parte das arestas com a classe política se deve à pouca intimidade de sua equipe com o parlamento.

— A maioria dos ministros não tem nenhuma habilidade política. Vivência política. Ontem, alguns (presidente de partido) reclamaram de ministros, de bancos oficiais… O presidente da Caixa recebe umas 20 ligações e não tem como atender. Mas tem que ter alguém que atenda. Muitas vezes o pedido é uma coisa simples, às vezes cabe a ele só colocar uma assinatura — pontuou.

O presidente disse ainda que a única preocupação real do governo hoje é na votação da reforma da Previdência. Um dos temores reinantes hoje no Congresso é justamente com a possibilidade de a relação entre Executivo e Legislativo piorar após o projeto prioritário do Planalto ser aprovado.

— A não ser a Previdência, não temos outra medida que tenhamos de forçar a barra para aprovar — destacou Bolsonaro.

Bolsonaro fez uma avaliação positiva da conversa com os presidentes de partidos na quinta-feira. Em busca de apoio para a aprovação da reforma da Previdência, ele recebeu os presidentes do PRB, PSD, DEM, PP, PSDB e MDB no Planalto. Para o presidente, eles entenderam a nova forma de fazer política que o novo governo quer implementar.

— Ninguém falou em cargo ontem. No dia anterior, o vice (Hamilton Mourão) falou em cargo, mas não aconteceu. Matamos no peito — afirmou, destacando, no entanto, que não ficará restrito às cúpulas das legendas:

— Estamos conversando com a elite (política), mas também com o baixo clero. Eu sempre fui baixo clero.

Uma das reclamações dos presidentes de partidos, segundo Bolsonaro, é com a divisão frequentemente feita pelo governo entre “nova” e “velha” política. O presidente disse que está conversando inclusive com os subordinados para evitar melindrar a classe política com essa classificação.

— Eles não querem mais falar em nova e velha política. Tenho conversado com todos (os ministros) para darem uma segurada. É desconhecimento, falta de tato.

Bolsonaro chegou, no entanto, a ironizar o encontro com caciques partidários com quem trocou ataques muitas vezes durante a campanha:

— Alguns que vieram me surpreenderam, como o Romero Jucá. O Alckmin no primeiro turno me deu não foi agulhada não, foi agulha de crochê.

Até semanas atrás, o governo tentava construir uma base parlamentar sem vinculação com os partidos políticos. Mas não funcionou. Em dois meses, o Planalto sofreu derrotas e conseguiu pouco apoio de fora de seu partido, o PSL. Indagado sobre a baixa adesão das bancadas temáticas da Câmara, Bolsonaro mostrou-se incomodado:

— A bancada ruralista, eu escolhi o ministro que eles indicaram. Não foi lista tríplice, foi quem eles indicaram. Saúde com o Mandetta foi a mesma coisa. O do Turismo, a mesma coisa.

Ao longo do café, Bolsonaro reafirmou várias vezes, no entanto, que as escolhas de seus ministros foram de caráter técnico e disse que, fora do primeiro escalão, ele mesmo fez apenas uma indicação:

— Todos aqui tiveram 100% de liberdade para escolher seus subordinados. Eu só escolhi o secretário da Pesca.

O Globo

Deixe seu comentário

Encontro do Solidariedade de Mossoró tem presenças inusitadas

05 Abr2019

Por Jbelmont às 21h30

O encontro do Solidariedade em Mossoró não só empossou o deputado Allyson Bezerra presidente do partido em Mossoró. Tido como pontapé oficial para as articulações da legenda para as eleições 2020, e com a promessa de lançamento de candidatura própria, o evento contou com a presença de políticos e aspirantes de diferentes grupos e tendências.

Diferentes vertentes prestigiaram o evento (Foto: assessoria/ SD)

Participaram, além do deputado estadual Kelps Lima; as deputadas estaduais Isolda Dantas (PT) e Cristiane Dantas (PPL); o presidente do Solidariedade RN e suplente de deputado federal Lawrence Amorim; médico e suplente de federal Salismar Lopes; o presidente do PSL Mossoró Daniel Sampaio; ex-vereadores Genivan Vale e Tomaz Neto, do PDT; ex-candidato a prefeito pelo do PCdoB de Mossoró, Gutemberg Dias; presidente do PR de Mossoró, Jorge do Rosário; ex-candidato a prefeito Tião Couto (PR); vereador Alex do Frango (PMB); ex-candidato a vice-prefeito Josivan Barbosa (PCdoB), suplente de deputado Eliabe Marques (SD); ex-candidato a governador Breno Queiroga (SD).

Allyson substituiu o ex-vereador e um dos precursores do Solidariedade em Mossoró, Soldado Jadson

 

Blog Carol Ribeiro

Deixe seu comentário

Detran é notificado de decisão judicial e suspende cobrança da Taxa dos Bombeiros no RN

05 Abr2019

Por Jbelmont às 21h09

Justiça do RN havia determinado a suspensão do valor desde o dia 13 de março deste ano.

Condutores não vão precisar mais pagar taxa dos Bombeiros — Foto: Igor Jácome/G1


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) foi notificado nesta sexta-feira (5) e vai suspender a Taxa do Corpo de Bombeiros, que tem sido cobrada junto com o IPVA deste ano para o licenciamento dos veículos. O órgão informou ao G1 que a intenção é de que a taxa apareça como suspensa e deixe de ser cobrada já a partir desta tarde de sexta-feira.

G1RN

Deixe seu comentário

Prefeitura de Teresina inicia plano de evacuação de famílias após Rio Poti atingir cota de inundação

05 Abr2019

Por Jbelmont às 20h52

A previsão é que o rio ultrapasse a cota de inundação por volta 2h30 deste sábado (6), segundo a CPRM.


Rio Poti atinge cota de inundação em Teresina — Foto: Jairo Rodrigues

A Prefeitura de Teresina iniciou, na noite desta sexta-feira (5), a ação de evacuação das famílias ribeirinhas após o Rio Poti atingir cota de inundação, que é de 10 metros. Segundo o monitoramento da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), a previsão é que o nível deva ultrapassar o volume máximo por volta 2h30 deste sábado (6).

As equipes com caminhões já estão fazendo a remoção das pessoas que moram nos bairros Vila Ferroviária, localizada na zona Sudeste, Vila Mandacaru, na zona Sul, e na Vila Verde, na região do bairro Água Mineral e da Vila Beira Rio, que ficam na zona Norte da capital.

"Hoje a tarde a cota era de 9,81 metros. Contundo, com a água chegando de Prata do Piauí, a previsão é que o Rio Poti chegue a 11 metros na madrugada, ultrapassando a cota máxima de inundação. Já registramos uma rua alagada na Vila Mocambinho e estamos com bombas drenando a água. Outros pontos, como a Curva São Paulo, estão sendo monitorados e as famílias alertadas do risco de alagamentos", declarou o diretor da Defesa Civil Municipal, tenente Sebastião Domingos.


Prefeitura alerta para alagamento na Av. Raul Lopes — Foto: Jairo Rodrigues

"Considerando tal fato, solicitamos à Prefeitura Municipal de Teresina, ao Corpo de Bombeiros e às Defesas Civis Estadual e Municipal de mantenham e intensifiquem as medidas de prevenção. Ressaltamos que o o nível em Prata ainda está em elevação mas em um ritmo menor, o que deve se refletir em Teresina ao longo do dia de amanhã caso novas precipitações não sejam verificadas na bacia", alertou o boletim da CPRM.

Em relação às vias de Teresina, a Prefeitura alerta que o Rio Poti deve transbordar na Avenida Cajuína, próximo à Ponte Wall Ferraz, e na Avenida Raul Lopes, próximo à Jóquei Clube. A população deve ficar atenta e evitar trafegar nesses trechoS.

G1PI

Deixe seu comentário

Cabral diz em depoimento que 'caixinha da Fetranspor' começou no governo Moreira Franco

05 Abr2019

Por Jbelmont às 20h35

Agora réu confesso, ex-governador cita Brizola, Garotinho e Rosinha como cientes do esquema, e diz que 'comprou' apoio de Crivella a Paes em eleição, junto com Eike Batista. 

Por Gabriel Barreira, G1 Rio

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) foi ouvido nesta sexta-feira (5) na Justiça Federal. Ele pediu para ser interrogado de novo, depois que se tornou réu confesso, e disse que a propina de empresas de transportes no estado do Rio – via a Fetranspor, federação das empresas – começou no governo Moreira Franco, no fim dos anos 1980, passando ainda pelos governos de Leonel Brizola, Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho.

ATUALIZAÇÃO: leia a reportagem mais recente sobre o depoimento de Cabral nesta sexta-feira (5)
A audiência desta sexta é sobre a Operação Ponto Final, que investiga irregularidades no setor de transportes. Logo no início da audiência o ex-governador afirmou que foi "com o coração aberto". Além dos ex-governadores, Cabral também citou empresários, membros do Judiciário, deputados, o prefeito Crivella e o ex-prefeito Eduardo Paes.

O que disse Cabral:

‘caixinha da Fetranspor’ começou no governo de Moreira Franco;
no governo Brizola, o secretário de Transportes Pedro Valente administrava a caixinha, com ‘aval’ do governador;
em fevereiro de 95, eleito presidente da Alerj, Cabral assume a administração da ‘caixinha da Fetranspor’;
com os então governadores Garotinho e Rosinha Garotinho, a caixinha continuou no Executivo;
Garotinho comprou uma afiliada de TV com dinheiro da propina;
negociou "compra", por US$ 1,5 milhão, do apoio de Marcelo Crivella na eleição de 2008, junto com Eike Batista e Eduardo Paes;
caixinha também funcionava na Câmara dos Vereadores;
na campanha de 2006, recebeu R$ 5 milhões da Fetranspor.
Depoimento
Cabral citou o período anterior, comandado por Leonel Brizola, quando as empresas foram "encampadas", e houve desordem no serviço público.

"Moreira Franco é o governador, em 1987 e em 1990 é feita a recuperação das empresas [de transporte]. Cria-se na Alerj a primeira propina instituída para o deputado Gilberto Rodrigues, presidente da Alerj e, do ponto de vista jurídico, o procurador de Justiça [do Ministério Público] Carlo Navega dava soluções jurídicas na volta às suas mãos particulares. Ele colaborou com o retorno das empresas às mãos [dos empresários], e recebia junto com o governador Moreira Franco e [com o deputado] Gilberto Rodrigues, junto com o deputado Claudio Moacir, e membros do Tribunal de Justiça", disse Cabral.

Durante o governo Moreira Franco, Cabral foi diretor da Companhia Estadual de Turismo (TurisRio). Depois, segundo ele, Brizola "voltou com outra postura", e a caixinha foi sido administrada pelo médico e secretário de transportes Pedro Valente, com o aval de Brizola, de acordo com Cabral.

 

CONTINUAR LENDO CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

Getúlio Rêgo retrata situação de caos no Hospital João Machado

05 Abr2019

Por Jbelmont às 12h25

 

O deputado Getúlio Rêgo (DEM) visitou juntamente com os parlamentares Dr. Bernardo (Avante), Gustavo Carvalho (PSDB) e Tomba Farias (PSDB), o hospital João Machado, que atualmente serve de retaguarda para o hospital Walfredo Gurgel. Na sessão plenária desta quinta-feira (4). Ele comentou a visita e disse que a situação é precária.

“Como médico, a gente se prepara para enfrentar situações de forte impacto, até para que possamos manter o equilíbrio. Mas o que vi no hospital João Machado é chocante. Dos 40 leitos da unidade, 38 trata de pessoas com 94, 95 anos, com fraturas, nos outros dois leitos pacientes que tiveram AVC e aquele não é o ambiente para isso. No local não tem a menor estrutura. Falta apoio de enfermagem, falta cadeira de rodas, não tem banho de higienização nos leitos, tem deficiência na alimentação”, conta o deputado.

Segundo ele, esses pacientes foram retirados do Walfredo Gurgel para que desse a impressão que os corredores daquela unidade, enfim, estavam vazios, numa atitude histórica para o novo Governo. “A governadora precisa visitar o João Machado, aquela é a verdadeira realidade da Saúde Pública do Rio Grande do Norte”, disse Getúlio Rêgo.

No próximo dia 11 de abril, o deputado presidirá uma audiência pública sobre a situação da saúde no Estado. Para ele, o objetivo do evento é conseguir recursos extras para fazer um mutirão de cirurgias eletivas.

Heitor Gregório

Deixe seu comentário

Bolsonaro diz que horário de verão deve acabar neste ano.

05 Abr2019

Por Jbelmont às 10h42

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira deve acabar com horário de verão. Segundo ele, o assunto já foi discutido com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e deve ser anunciado em breve.

— A ideia nossa é que não tenha horário de verão neste ano. Está quase certo — disse Bolsonaro em encontro com jornalistas no Palácio do Planalto.

O presidente disse ter recebido estudos do deputado João Campos (PRB-GO), e debatido o tema com área responsável no governo.

 

Extra

Deixe seu comentário

Ronnie Lessa, acusado da morte de Marielle Franco, vai responder também por comércio ilegal de arma

05 Abr2019

Por Jbelmont às 10h27

FOTO: REUTERS / Lucas Landau /Direitos reservados 


A Justiça do Rio aceitou nova denúncia contra os acusados de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, crime ocorrido no dia 14 de março do ano passado. Além da ação de homicídio triplamente qualificado, o sargento da Polícia Militar reformado Ronnie Lessa vai responder também pelo crime de comércio ilegal de arma de fogo e o ex-policial militar Élcio Queiroz, por posse ilegal de arma de uso restrito.

O novo processo contra Lessa, apontado pelo Ministério Público estadual como o autor dos disparos contra a vereadora, é resultado da apreensão de 117 componentes de fuzil, acessórios como miras e supressores de ruído, além de mais de 360 munições e uma arma calibre 22 na casa de Alexandre Motta de Souza, 48 anos, que é amigo de infância do sargento, que já morou no mesmo condomínio no bairro do Méier, na zona norte da cidade, onde os componentes das armas foi localizado.

O próprio Lessa, ao ser interrogado, admitiu que o material era dele. Souza, que também está com a prisão preventiva decretada, passa a ser réu na mesma ação que o sargento, acusado de posse ilegal de arma de fogo. O processo contra os dois será julgado pela 40ª Vara Criminal do Rio. Souza agiu como uma espécie de “laranja” de Lessa e guardou o armamento em casa para atender a um pedido do amigo.

A denúncia contra o ex-policial militar Élcio Queiroz foi distribuída para a 32ª Vara Criminal. Durante a operação policial feita na madrugada do dia 12 de março, a polícia encontrou, dentro do armário do quarto da casa dele, uma pistola Glock, calibre ponto 380, com cinco carregadores e 46 munições; e uma outra pistola, Taurus, calibre ponto 40, com três carregadores e 72 munições, de uso proibido ou restrito.

De acordo com a denúncia, no carro usado por Queiroz na hora da prisão, um Renault Logan de cor prata, foram encontradas, embaixo do banco do carona, oito munições de fuzil, calibre ponto 556, embaladas em saco plástico, também de uso proibido ou restrito.

Na semana passada, Lessa e Queiroz foram transferidos do Rio de Janeiro para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, a pedido da Justiça.

Os advogados de Ronnie Lessa e Elcio Vieira de Queiroz negam o envolvimento de seus clientes no assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Agência Brasil

Deixe seu comentário

Bolsonaro anuncia décimo-terceiro do Bolsa Família para o fim do ano

05 Abr2019

Por Jbelmont às 07h48

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que irá anunciar na próxima semana a criação do décimo-terceiro salário para beneficiários do programa Bolsa Família . A medida foi uma promessa de campanha de Bolsonaro. A declaração foi dada durante uma transmissão ao vivo em uma rede social.

— Vou adiantar um item aqui que é o décimo-terceiro do Bolsa Família. Lá atrás o PT negou no Senado o projeto que tratava desse assunto então nós resolvemos aqui pelo Executivo e o décimo-terceiro do Bolsa Família será anunciado na semana, para atingir diretamente os mais necessitados — disse o presidente.

Segundo ele, os pagamentos serão feitos no fim do ano e os recursos virão de ações de combate à fraude no próprio programa Bolsa Família.

— De onde virá o recurso? Do combate à fraude. Porque existe muita fraude então continua esse trabalho cansativo porque tem que pegar um a um fazer cruzamento mas está dando resultado e o décimo-terceiro está garantido para o pessoal do Bolsa Família no final do ano — explicou.

A medida foi uma promessa de campanha de Bolsonaro. Na mesma transmissão ele lembrou que o governo se aproxima dos 100 primeiros e afirmou que sua gestão deve cumprir 95% das metas que foram planejadas para esses dias. Bolsonaro não especificou nem detalhou quais outras metas foram atingidas mas alegou que o governo trabalha para atingir os 100% da meta.

— Semana que vem estaremos entrando no centésimo dia do nosso governo, onde cada ministro tem sua meta a ser atingida. Do que eu vi até agora 95% da meta vai ser atingida. Os 5% restante parcialmente atingida e estamos lutando para ver se a gente consegue cumprir os 100% da meta — declarou o presidente durante a transmissão.

O GLOBO

Deixe seu comentário

(044ª) Duas vitimas de tentativa de homicídio no Dom Jaime Câmara; uma morre a caminho do Tarcísio Maia.

04 Abr2019

Por Jbelmont às 21h34

Duas pessoas foram feridas a bala no inicio da noite de hoje, 04 de abril no bairro Dom Jaime Câmara em Mossoró, Wagner Augusto Silva Nogueira de 17 anos, morreu ao lado da Estação das Artes no centro de Mossoró, quando estava sendo socorrido para o Hospital.



Fábio Ezequiel de Freitas de 21 anos de idade que segundo informações, é deficiente mental, foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento do Alto de São Manoel e deverá ser transferido para o Tarcísio Maia.



Segundo informações de populares é a velha rivalidade sindicato do RN x com os do Primeiro Comando da Capital, facção rival que atua na região.

Do Câmera

Deixe seu comentário

Governo Bolsonaro é pior do que eu imaginava porque ‘não vi nada’ até agora, diz FHC

04 Abr2019

Por Jbelmont às 21h29

No fim de 2018, quando perguntado sobre suas expectativas em relação ao governo de Jair Bolsonaro, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso era cauteloso: dizia que era preciso esperar as ações do líder recém-eleito para avaliar se seus “temores” se confirmariam.

Hoje, há três meses sob a nova administração, o tucano é mais taxativo. Bolsonaro, diz, é pior do que ele esperava. Quase cem dias depois da posse, o sociólogo de 87 anos afirma não ter visto “nada” do governo.

“Por que ele foi eleito? Ele falou temas que sensibilizaram: violência e corrupção, basicamente. Temas que pegaram a onda. Mas ele não disse ‘eu vou fazer um Brasil de tal a qual modo’. Tanto que agora ele não sabe o que vai fazer. Vai mudar o quê?”, diz, em entrevista à BBC News Brasil na sede do Instituto FHC, no centro de São Paulo.

Para o ex-presidente, a nova gestão está sem rumo. As falhas, na sua análise, são muitas: falta projeto para o país, falta aprender a se relacionar com o Congresso, falta até se comunicar com a população para explicar medidas consideradas fundamentais pelo governo, como a reforma da Previdência.

Ele cita a experiência do Plano Real, quando, como ministro, liderou a articulação em prol da aprovação da proposta. “Não tinha medo de bicho papão. Fui falar do Plano Real até no programa Silvio Santos”, diz. “Na reforma da Previdência, o presidente tem que se meter. Ou algum ministro que seja quase presidente.”

Mesmo o ministro da Economia, Paulo Guedes, que foi duas vezes ao Congresso tratar da reforma da Previdência, esbarra no tom de “professor” ao falar com os parlamentares, diz FHC.

“Fui ouvir o debate com o ministro da Economia no Senado. Bom, ele dizia coisa com coisa, né? Abstratamente. Agora, quando chegava o negócio da política, ele dizia ‘mas não é meu terreno’. Como não é seu terreno? Ou tem o terreno da política ou não existe a transformação do governo num objetivo e num processo.”

Distante das atividades do PSDB desde que deixou a Presidência (“nem sei onde fica o diretório”), mantém contato com alguns de seus pares na sigla. Os mais frequentes, diz, são o ex-governador Geraldo Alckmin e os senadores Tasso Jereissati e José Serra. “E o (governador João) Doria, mais raramente…”

Folhapress

Deixe seu comentário

Temer vira réu pela quarta vez, agora pelo caso da reforma na casa da filha

04 Abr2019

Por Jbelmont às 20h07

Obras na casa de Maristela Temer, em São Paulo, teriam custado R$ 1,6 milhão, valor supostamente oriundo de propinas

Agência Estado

O ex-presidente Michel Temer (MDB) está novamente no banco dos réus. Agora, o emedebista vai responder pelo crime de lavagem de dinheiro na reforma da casa de sua filha Maristela Temer, em São Paulo

Deixe seu comentário

Padre causa polêmica após abrir champanhe durante missa e derramar em imagem de santa na Grande Natal

04 Abr2019

Por Jbelmont às 19h41

causou polêmica nas redes sociais depois de ser filmado abrindo uma garrafa de champanhe durante a missa e jogando a bebida em uma imagem de uma santa. A situação aconteceu no início da semana em Parnamirim, Grande Natal, no momento em que era comemorado o aniversário da paróquia. 

A imagem era de Nossa Senhora de Fátima, que dá nome à igreja da cidade. Na filmagem, o padre Murilo de Paiva aparece estourando a garrafa de champanhe e derramando a bebida na direção da estátua da santa.

“Estávamos celebrando os 57 anos da paróquia. No final da missa, se pensou em brindar, brindar a alegria. Foi nessa perspectiva. Na verdade, não ia ser nem ali, no altar. Ia ser do lado de fora, só que chovia. Estava chovendo bastante”, explica o pároco.

Segundo o padre Murilo, a intenção não era jogar a bebida na direção da santa, nem tampouco desrespeitar a imagem. “Na verdade, a gente não aspergiu a imagem. Na hora que a champanhe explodiu, claro, bateu na santa. O objetivo era brindar com os fiéis a alegria da festa. Nós temos um carinho muito especial com aquela imagem e não seria agora que a gente ia ter um ato de desrespeito, de agravo a Nossa Senhora. De forma nenhuma”, argumenta o padre.



Padre causa polêmica nas redes sociais após abrir champanhe durante missa e derramar bebida emimagem de santa — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

 

Deixe seu comentário

Secretaria de Tributação e Polícia Civil apreendem carga de 100 toneladas de milho no RN

04 Abr2019

Por Jbelmont às 19h28

 

Avaliada em R$ 81 mil, carregamento foi adquirido em Minas Gerais, através de uma manobra de usar o CNPJ de uma terceira empresa para não pagar ICMS. 


Milho estava sendo transportado em duas carretas bitrem, que seguiam no RN pela região de Pau dos Ferros, no Alto Oeste — Foto: Ascom/SET


Auditores fiscais da Secretaria Estadual de Tributação (SET) apreenderam, nesta quarta-feira (3), uma carga com 100 toneladas de milho em grãos que estava sendo transportada de forma irregular no Alto Oeste potiguar. Avaliada em R$ 81 mil, a carga foi adquirida em Minas Gerais, através de uma manobra de usar o CNPJ de uma terceira empresa para não pagar ICMS, de acordo com a SET.

Um empresário de Rodolfo Fernandes foi autuado na ocorrência e pagou multa de R$ 39 mil. O milho estava sendo transportado em duas carretas bitrem, que seguiam no estado pela região de Pau dos Ferros, no Alto Oeste.

Segundo explica a Secretaria, após denúncia apresentada à própria SET e à Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deicot), a equipe de auditores realizou um trabalho de inteligência para localizar a carga.

Em seguida, junto com agentes da Delegacia de Pau dos Ferros, interceptaram os veículos na BR-405. A empresa supostamente responsável pela manobra foi autuada, recebeu uma multa, teve o imposto relançado e ainda poderá responder criminalmente.

O empresário, do município de Rodolfo Fernandes, negou que teria adquirido a carga, entretanto a multa de R$ 39 mil foi paga no momento da autuação. Com o lançamento do crédito tributário, os motoristas e o proprietário das carretas foram conduzidos à delegacia para prestar depoimentos e demais procedimentos legaiS, por causa da queixa-crime pelo uso indevido de CNPJ de terceiro. O caso está sendo investigado.

Fiscalização nas divisas

A atuação dos auditores nessa operação faz parte das estratégias da Secretaria de Tributação para reforçar a fiscalização nas divisas do estado no combate a crimes contra a ordem tributária e sonegação de impostos. A SET destaca que esses tipos de crimes geram uma concorrência desleal para o contribuinte que paga corretamente os impostos.

Desde o início do ano, a equipe de auditores da Secretaria vêm intensificando a fiscalização de mercadorias em trânsito, inclusive com operações itinerantes feitas simultaneamente em vários trechos rodoviários do Rio Grande do Norte. Um delas foi a que chegou a apreender quase R$ 1 milhão em mercadorias com irregularidade fiscal e recuperar veículos roubados.

G1

Deixe seu comentário

Açude Mendubim em Assu ‘sangra’ e região Oeste chega a cinco açudes 100% cheios

04 Abr2019

Por Jbelmont às 12h43

 

Foto: Sueldo Araújo

Reportagem do G1-RN destaca que um dos maiores reservatórios do Oeste potiguar, o açude Mendubim fica em Ass, sangrou na madrugada desta quinta-feira (4).

O açude tem capacidade para 76,3 milhões de metros cúbicos de água. Agora são cinco os reservatórios da região 100% cheios. São eles:

Açude Mendubim, em Assu / Capacidade: 76.349.500 m³ / volume atual: 100%.

Açude Beldroega, em Paraú / Capacidade: 8.057.520 m³ / volume atual: 100%.

Açude Encanto, em Encanto / Capacidade: 5.192.538 m³ / volume atual: 100%.

Açude Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz / Capacidade: 9.604.200 m³ / volume atual: 100%.

Açude Pataxó, em Ipanguaçu / Capacidade: 15.017.379 m³ / volume atual: 100%.

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +