Mossoró tem cinco casos confirmados do novo coronavírus

27 Mar2020

Por Jbelmont às 11h34

Hospital Regional Tarcísio Maia não tem casos confirmados


A Secretaria de Saúde de Mossoró confirma mais três casos do novo coronavírus na cidade. Atualmente Mossoró passa a contar com cinco casos confirmados do Covid-19. Ontem, 26, o boletim epidemiológico havia confirmado um caso em Mossoró.

A Secretaria de Estado de Saúde Pública, SESAP, deve anunciar até o fim do dia o quantitativo geral do Rio Grande do Norte de casos suspeitos e confirmados.


NEGATIVO

Boletim divulgado pela direção do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) mostra que seis pacientes internados na unidade hospitalar suspeitos de terem contraído a Covid-19 testaram negativo.

De acordo com o documento, nove pessoas que procuraram o HRTM apresentaram os sintomas do novo coronavírus. Duas delas estão internadas e uma recebeu alta. Não há nenhum caso grave e também não teve nenhum caso confirmado no Tarcísio Maia.

DeFato

Deixe seu comentário

Últimas notícias de coronavírus de 27 de março

27 Mar2020

Por Jbelmont às 11h18

África do Sul dá início nesta sexta-feira (27) a um bloqueio de 21 dias aos seus 57 milhões de habitantes. Número volta a subir e Espanha bate recorde diário de mortes.

O número de mortes na Espanha por complicações relacionadas à Covid-19 voltou a subir nesta sexta-feira (27). Nas últimas 24 horas, foram registrados 769 falecimentos (o recorde havia sido entre terça e quarta, com 738 mortes). Na última quinta, o registro era de 655.

Ao todo, são 4.858 mortes, deixando o país apenas atrás da Itália nesse quesito. São 64.059 contaminados, de acordo com o Ministério da Saúde. Destes, 4.165 estão na UTI e outros 9.357 já se recuperaram. O conselho de ministros se reúne ainda nesta sexta para discutir a ampliação do estado de emergência ao menos até o dia 11 de abril.

Continuar lendo CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

Coronavírus: Câmara aprova projeto que prevê R$ 600 por mês para trabalhador informal

26 Mar2020

Por Jbelmont às 21h55

Texto vai ao Senado e prevê repasse por 3 meses. Autônomo deverá cumprir requisitos como ter mais de 18 anos e não receber benefício previdenciário ou assistencial.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (26) um projeto que prevê o pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais por três meses em razão da pandemia do coronavírus. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1,2 mil. A proposta inicial do governo era de R$ 200 para os trabalhadores informais.

Com a aprovação, o texto seguirá para votação no Senado. Ainda não há data definida para a análise pelos senadores. O pagamento do auxílio emergencial é limitado a duas pessoas da mesma família.

Segundo estimativa preliminar da Instituição Fiscal Independente (IFI), ligada ao Senado, o impacto fiscal com o auxílio para a União será de R$ 43 bilhões por três meses. O cálculo não considera ainda as mães chefes de família que poderão receber o auxílio em dobro.

Pela proposta, poderá receber o montante o autônomo que não receber benefícios previdenciários, seguro desemprego nem participar de programas de transferência de renda do governo federal, com exceção do Bolsa Família.

Desde a semana passada, a Câmara e o Senado tem aprovado projetos relacionados ao combate do coronavírus e dos efeitos provocados pela crise.

Em razão das medidas de prevenção contra o coronavírus, a sessão desta quinta foi parcialmente virtual, com a presença de apenas alguns deputados no plenário. Os demais acompanhavam por videoconferência.   

Entenda o projeto

CLIQUE AQUI

Deixe seu comentário

EUA passam China e Itália e se tornam país com maior nº de casos

26 Mar2020

Por Jbelmont às 19h00

País já tem mais de 80 mil casos, indicam sites de monitoramento em tempo real

 



Começou a temida explosão da Covid-19 nos Estados Unidos. Os números oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS) ainda não saíram, mas nesta tarde sites de monitoramento em tempo real da Covid-19 mostram que os Estados Unidos são hoje o país mais afetado pela pandemia, passando a Itália e a China. CLIQUE AQUI E VEJA

Deixe seu comentário

Brasil tem 77 mortes e 2.915 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde

26 Mar2020

Por Jbelmont às 17h59

Ministério da Saúde diz que, até as 17h30, país tinha 194 pacientes internados em UTIs e outros 205 em enfermarias.

O primeiro mês da circulação do coronavírus Sars-Cov-2 no Brasil deixou 77 mortes e 2.915 casos confirmados. Os dados são do balanço do Ministério da Saúde, que compilam os dados repassados pelas secretarias estaduais até as 17h30 desta quinta-feira (26).

O balanço aponta ainda que país tem 194 pacientes internados em UTIs e outros 205 em enfermarias.

Em relação ao dia anterior, quando o balanço apontava 57 mortes, houve um aumento de 35%. Em relação aos casos, que somavam 2.433 casos na quarta, a alta foi de 19%. Dos casos, 1.665 estão no Sudeste. No Brasil, a taxa de letalidade é de 2,7%.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, afirmou que a pasta não vai dar projeção de qual a estimativa de casos para o próximo mês, mas afirmou que não trabalha com a perspectivas de redução dos casos em abril.

 

O Ministério da Saúde chegou a divulgar que o total de mortes era de 78, mas o número foi corrigido pelo governo porque a tabela considerava uma morte a mais no Distrito Federal.

100 mil casos em 2 dias no mundo
A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quinta-feira (26) que, nos últimos dois dias, o mundo registrou mais 100 mil novos casos de coronavírus. Ao todo, já são mais de meio milhão de pessoas infectadas.

Na segunda-feira (23), a OMS apresentou um balanço dos casos a cada marca de 100 mil para alertar como a pandemia está se acelerando nesta semana: os primeiros 100 mil casos de Covid-19 foram registrados em 67 dias - mas foram necessários apenas mais 11 dias para dobrar e atingir 200 mil casos e outros quatro dias para chegar a 300 mil casos. Agora, a pandemia levou dois dias para somar mais 100 mil novos casos ao balanço.

""A pandemia da Covid-19 está se acelerando a uma taxa exponencial", publicou nas redes sociais o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus. "Sem ação agressiva em todos os países, milhões poderão morrer", completou.

Deixe seu comentário

Casos suspeitos de coronavírus são registrados em mais de 90 cidades do RN

26 Mar2020

Por Jbelmont às 16h34

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(26) que são 1.125 casos suspeitos de coronavírus no Rio Grande do Norte, sendo 26 de pacientes residentes em outras regiões do país. Até o momento, foram 153 descartados. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta manhã, o estado registra neste momento 19 casos pacientes confirmados.

Segundo a reportagem, há casos suspeitos em 91 municípios – portanto, mais da metade das cidades do RN. Natal possui quase metade dos casos suspeitos: 532. Mossoró tem 151 pacientes com suspeita e Parnamirim, 83. Veja a lista de cidades e o número atual de casos suspeitos. CLIQUE AQUI.

Deixe seu comentário

Com mais cinco casos confirmados, 4 de Natal e um de Mossoró, sobe para 19 o número de infectados por coronavírus no RN

26 Mar2020

Por Jbelmont às 10h58

Dados foram atualizados em boletim divulgado na manhã desta quinta-feira (26) pela Secretaria de Saúde (Sesap)

Subiu de 14 para 19 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Rio Grande do Norte. A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira (26) pela Secretaria de Saúde.

Dos cinco novos pacientes confirmados, um reside em Mossoró, do sexo feminino e 25 anos; e as outras quatro pessoas são de Natal (duas do sexo masculino, uma de 72 e outra de 36 anos; e duas do sexo feminino, uma de 42 e a outra de 32 anos).

De acordo com o boletim epidemiológico, o número de casos suspeitos subiu de 839 para 1.125, sendo 26 casos de pessoas residentes em outras regiões do país. Até o momento, foram 153 casos descartados.

No RN pula de 839 para 1.125 suspeitos .

Deixe seu comentário

“Ou Bolsonaro renuncia, ou fazem impeachment dele”, diz Lula

26 Mar2020

Por Jbelmont às 10h27

Petista afirmou que o presidente não tem 'estatura psicológica' para governar o Brasil

 

'Bolsonaro não está preparado para tocar esse País', disse Lula em live ao lado de Haddad

 


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse durante conversa com o Fernando Haddad, nesta quarta-feira (25), que o presidente Jair Bolsonaro não tem "estatura psicológica" para governar o Brasil e, portanto, deve renunciar ou "se faz o impeachment".
"Haddad, acho que nós estamos numa situação complicada, porque acho que o Bolsonaro não tem estatura psicológica para continuar governando o Brasil. Ou este cidadão renuncia ou se faz o impeachment dele, alguma coisa, porque não é possível que alguém seja tão irresponsável de brincar com a vida de milhões de pessoas como ele está brincando", disse o ex-presidente.

Lula criticou duramente o pronunciamento de Bolsonaro no qual o presidente defendeu a flexibilização das medidas de controle ao coronavírus adotadas pelos Estados e voltou a comparar a doença a uma "gripezinha".

Citando episódios de seus oito anos de governo para ilustrar sua fala, Lula disse que o papel de um presidente em momentos de crise é unir o País, ouvir os melhores especialistas em cada área e tomar decisões com base em fatos científicos.

Ao falar em renúncia ou impeachment de Bolsonaro, Lula faz um avanço em relação à posição que defendia desde a eleição do atual presidente, sempre contrária ao discurso de setores do próprio PT que pedem a derrubada do governo.

Há menos de duas semanas, o grupo de Lula na direção do PT barrou tentativa de correntes minoritárias de aprovar o "Fora Bolsonaro" como bandeira do partido. Até antes do pronunciamento do presidente na TV, líderes petistas avaliavam que a defesa do impeachment de Bolsonaro poderia ser interpretada como oportunismo político.

Em suas redes sociais, Lula divulgou a íntegra da conversa com Haddad, mas não deu destaque para a fala sobre o impeachment.

"O Bolsonaro não está preparado para tocar esse país. Um presidente não é obrigado a saber de tudo, mas quando você não sabe, você consulta a sociedade, os especialistas, os governadores. Coisa que em nenhum momento ele fez" escreveu o ex-presidente.

POR TERRA

Deixe seu comentário

58% dos casos suspeitos de coronavírus no RN são de pessoas jovens entre 20 e 39 anos

26 Mar2020

Por Jbelmont às 10h22

A Tribuna do Norte desta quinta destaca que são os jovens entre 20 e 39 anos que representam a maior qauntidade de casos suspeitos de Covid-19 registrados no Rio Grande do Norte, 58%.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap-RN), divulgado nesta quarta-feira (25), pessoas nesta faixa etária, em números, somam pelo menos 495 casos dos 839 suspeitos registrados no Estado. O RN tem 14 casos confirmados do novo coronavírus.

Segundo o boletim, a maior parte das notificações de casos suspeitos para esta faixa etária diz respeito às mulheres, com pelo menos 370 notificações. Essa situação também se repete nos casos confirmados da doença no Estado: dos 14 usuários infectados com o vírus, nove deles estão nesse intervalo de idade, sendo seis mulheres e três homens.
Para acessar a reportagem completa, é só clicar aqui: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/jovens-entre-20-e-39-anos-sa-o-maioria-dos-casos-suspeitos-de-coronava-rus-no-rn/475827
TRIBUNA DO NORTE

Deixe seu comentário

Isolar apenas idosos não é suficiente para combater coronavírus, dizem cientistas

26 Mar2020

Por Jbelmont às 10h13

Para especialistas, isolamento vertical é jogar 'lenha na fogueira'

 

Idosos se reúnem em Copacabana, bairro que concentra população com mais de 60 anos: as amigas vão para a rua, mas se cumprimentam com os pés

 


Especialistas consultados pelo GLOBO sobre a proposta de relaxar as medidas de isolamento da Covid-19 no Brasil como 'genocídio' e 'irresponsabilidade' para descrever o que poderia aconteceria com os idosos, mas não foram unânimes em criticar o presidente Bolsonaro. Ao menos um cientista que tem sido consultado para a política de resposta á Covid-19 diz que não vê risco de o presidente interferir no desenho da reação à epidemia.
Os pesquisadores foram ouvidos após o presidente Jair Bolsonaro sugerir em pronunciamento na noite da última terça-feira que apenas idosos sejam objeto da estratégia de distanciamento social, mas que jovens adultos voltem ao trabalho e escolas sejam reabertas.

Todos criticaram a proposta de isolamento "vertical" (só para um grupo específico), sobretudo em se tratando dos idosos, que precisam de ajuda para levar a vida e não podem se apartar totalmente da sociedade. Quando o vírus se espalha mais rápido no resto da população, afirmam, ele chega nos idosos mais rápido.

Críticas a Bolsonaro
Luciana Costa, professora de virologia da Instituto de Microbiologia da UFRJ, qualificou de "irresponsabilidade" a sugestão do presidente para que se relaxe as medidas de isolamento para população jovem e adulta.

— É irresponsável isso que está sendo feito pelo representante máximo de uma nação. A não ser que a gente isole totalmente idosos do convívio com qualquer pessoa que esteja circulando com o adultos e crianças, não é possível garantir que o vírus não vai chegar até eles — afirma a cientista. — Existem muitas famílias em que o idoso mora numa casa com crianças e e adultos, em espaços pequenos, principalmente nos extratos menos favorecidos da população.

Segundo a pesquisadora, mesmo em países que inicialmente consideraram isolamento social seletivo para idosos, como o Reino Unido, epidemiologistas já convenceram o governo que as medidas de distanciamento social precisam ser mais amplas.

— Evidentemente, nós entedemos que essas medidas têm impacto relevante na economia. A questão é definir o que é mais importante agora: evitar o numero de baixas na população e o problema social que tudo isso causa, evitar um problema de saúde pública que pode ser catastrófico.

Entre os infectologistas são muitos também aqueles com mensagens mais enfáticas contra o pronunciamento da noite da última terça-feira feito pelo presidente da República.

Tânia Vergara, presidente da Sociedade de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro, diz que considera "indispensável" manter a atual política de isolamento.

— As maiores autoridades em epidemiologia e infectologia, não só do Brasil, mas do mundo, não estariam fazendo uma recomendação com um custo econômico e social enormes se não fosse absolutamente indispensável no momento — afirmou ao GLOBO.

Sua entidade subscreve a nota emitida na quarta pela Sociedade Brasileira de Infectologia: "Quando a Covid-19 chega à fase de franca disseminação comunitária, a maior restrição social, com fechamento do comércio e da indústria não essencial, além de não permitir aglomerações humanas, se impõe. Por isso, ela está sendo tomada em países europeus desenvolvidos e nos Estados Unidos da América", afirma nota da Sociedade Brasileira de Infectologia.

A infectologista, que está no grupo de risco e relata estar se expondo para atender alguns pacientes, afirma que é importante que quem puder ficar em casa permaneça isolado, para não ficar doente e para evitar contribuir com a rápida disseminação do vírus.

Paolo Zanotto, virologista do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, comentou a proposta de devolver pessoas mais jovens ao mercado de trabalho, mas disse que não queria responder diretamente à declaração do presidente Bolsonaro.

— Eu sou cientista, e minha opinião política é irrelevante — afirmou o pesuqisador, que criticou a imprensa e disse ver na polarização política um problema que pode agravar a crise da Covid-19.

Foco errado
Para o professor da USP, é possível devolver parte do contingente da força de trabalho ao dia-a-dia, mas a medida tem de ser feita com base em testagem de pessoas para saber se já foram infectados, passaram do período de convalescência e já estão imunes.

— Se a gente não testa as pessoas antes de dizer que podem voltar ao trabalho, à escola, estamos simplesmente adensando a população de novo e jogando lenha na fogueira. Não é inteligente — afirmou.

Zanotto disse, porém, que o excesso de foco e de preocupação com declarações do presidente Bolsonaro é equivocado.

— Não adianta colocar o foco na pessoa errada, porque não é ele que vai definir isso — disse Zanotto. — O que o ministro Mandetta está fazendo é inacreditavelmente bem feito, e eu sei que ele e o Wanderson Oliveira (secretário de Vigilância em Saúde) estão preparando isso de maneira cuidadosa. Um documento da vigilância sanitária está na mão dos cientistas para ajudar a construir isso.

Um dos especialistas com palavras mais duras para Bolsonaro foi Alexandre Kalache, epdimeiologista do Centro Internacional de Longevidade e ex-diretor do programa de envelhecimento da OMS (Organização Mundial da Saúde)

Para ele, relaxar medidas de isolamento agora seria um ato de "genocídio" contra os idosos. Ele disse ter se espantado com a sugestão do presidente.

—- É assustador. O que está sendo feito é um genocídio relacionado à idade — afirmou Kalache. — Não basta os idosos estarem isolados se outros membros da família, crianças ou adultos mais jovens, trouxerem o vírus para dentro de casa e continuarem espalhando o vírus nas ruas.

-- O isolamento social de toda a população tem uma função fundamental — afirma. — O grupo de alto risco para complicações da Covid-19 é o que tem doenças crônicas, que pode ser de qualquer idade, ou aquele que além de ter doenças crônicas tem mais de 60 anos de idade e uma resposta imune baixa. Se essas pessoas forem infectadas, elas vão apresentar as complicações que vão levar ao colapso do sistema de saúde.

Como uma parcela muito grande da população idosa do país vive em condições sociais de pobreza e privação, mesmo com uma população em média mais jovem que a da Itália, temem-se cenas aqui como o encontro de idosos mortos em casa, como se viu na Espanha, e mortalidade em massa como se viu na Itália e no Irã.

 

O GLOBO

Deixe seu comentário

Isolamento seletivo ou ‘vertical’ tem defensores

26 Mar2020

Por Jbelmont às 09h55

O presidente Jair Bolsonaro não está sozinho na defesa do “isolamento vertical” para combater o coronavírus sem paralisar a economia e provocar quebradeira e desemprego em massa. Além do seu ex-ministro Osmar Terra, que é médico e coordenou o combate à gripe H1N1, que matou quase 800 brasileiros somente em 2019, surgem vozes como Tallis Gomes, empreendedor brasileiro premiado em todo o mundo, que, criador do transporte por aplicativo, ficou bilionário aos 26 anos.

O ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde), em coletiva nesta quarta, mudou um pouco seu discurso e passou a criticar medidas isolacionistas.

Tallis Gomes adverte que pequenas e médias empresas têm, em média, caixa por 27 dias. Com o isolamento total, todas devem quebrar.

A conta é simples: Tallis lembra que 81% dos empregos no Brasil são gerados por micro, pequenos e médios empresários.

O isolamento social imposto à população tem sido apontado como responsável pela explosão dos casos de coronavírus em países como Itália e Espanha: proibidos de sair de casa, jovens infectados, mas assintomáticos, acabaram contaminando os próprios pais e avós.

O bloqueio insano decretado por alguns governadores pode fazer muito mal. A polícia de Goiás chegou a barrar e atrasou o comboio de caminhões a caminho de Brasília com milhares de vacinas contra gripe.

CLÁUDIO HUMBERTO

Deixe seu comentário

Coronavírus: Brasil vai a 60 mortes; SC tem a primeira vítima

26 Mar2020

Por Jbelmont às 09h42


As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 8h25 de quinta-feira (26), 2.567 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil com 60 mortos.

No fim da noite de quarta-feira (25), foi registrada a primeira morte em Santa Catarina. Um homem de 86 anos morreu em São José, na Grande Florianópolis, segundo informe do governador Carlos Moisés (PSL) em uma rede social. A maior parte das mortes está em São Paulo, 48. No Rio de Janeiro, são oito mortos, e o Amazonas, Pernambuco e Rio Grande do Sul registraram uma morte cada.

Nesta quinta-feira, subiu para 195 o número de casos no DF. Após as 23h de quarta, os estados de Goiás e do Pará divulgaram novos casos. Veja abaixo o avanço da doença por estado:

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.246: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 2,5 milhões

25 Mar2020

Por Jbelmont às 23h08

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 09 - 24 - 27 - 33 - 46. Quina teve 51 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 13.197,43.

 


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.246 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (25) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 05 - 09 - 24 - 27 - 33 - 46.

A quina teve 51 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 13.197,43. A quadra teve 2.227 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 431,75.

O próximo concurso (2.247) será no sábado (28). O prêmio é estimado em R$ 2,5 milhões.

Deixe seu comentário

Mourão diz que posição do governo 'é uma só': isolamento e distanciamento social

25 Mar2020

Por Jbelmont às 22h47

Vice-presidente foi questionado sobre pronunciamento de Bolsonaro, no qual presidente da República pediu 'volta à normalidade' e fim do 'confinamento em massa'.

 

 


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira (25) que a posição do governo "é uma só": o isolamento e o distanciamento social.

Mourão deu a declaração ao conceder uma entrevista por videoconferência sobre ações do Conselho Nacional da Amazônia Legal.

Durante a entrevista, ele foi questionado sobre o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, nesta quarta (24), no qual Bolsonaro pediu a "volta à normalidade" em meio à pandemia do coronavírus, o fim do "confinamento em massa" e afirmou que os meios de comunicação espalharam "pavor".

"A posição do nosso governo, por enquanto, é uma só: o isolamento e o distanciamento social", afirmou Mourão.
Para Mourão, "pode ser" que Bolsonaro "tenha se expressado de uma forma que não foi a melhor".

O vice-presidente da República declarou ainda que Bolsonaro está, "por enquanto", dentro da política sugerida pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

g1

Deixe seu comentário

Previsão de chuvas no RN entre esta quinta e sábado

25 Mar2020

Por Jbelmont às 18h46

Atuação da Zona de Convergência Intertropical deverá registar novas pancadas de chuvas no estado entre esta quinta e sábado(28). A previsão é da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn).

Deixe seu comentário

Coronavírus: maioria dos governadores dizem que isolamento será mantido nos estados

25 Mar2020

Por Jbelmont às 18h11

Ao menos 25 dos 27 governadores informaram que manterão as regras de isolamento apesar das declarações do presidente Jair Bolsonaro. Na noite de terça-feira (24), Bolsonaro fez pronunciamento em que pediu a “volta à normalidade”, o fim do “confinamento em massa” e disse que os meios de comunicação espalharam “pavor”.

Disseram que manterão as regras de isolamento: governadores de AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, SC, SP, SE e TO. À tarde, governadores do Nordeste divulgaram carta se comprometendo a manter as medidas de isolamento social;

Não se manifestaram: governadores de RO e RR.

A fala de Bolsonaro foi criticada por 19 governadores.

Criticaram a fala de Bolsonaro: governadores de AC, AL, AP, BA, CE, ES, GO, MA, MS, PA, PB, PE, PI, RJ, RN, RS, SC, SP e SE;

Evitaram criticar: governadores de AM, DF, MT, MG, PR e TO;

Não se manifestaram: governadores de RO e RR.

Leia AQUI texto na íntegra a posição dos governadores.

G1

Deixe seu comentário

Brasil tem 57 mortes e 2.433 casos confirmados de coronavírus

25 Mar2020

Por Jbelmont às 13h27

Sobe para 839 o número de casos suspeitos de coronavírus no RN

Estado segue com 14 casos confirmados para doença, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Sesap.

Imagem de microscópico mostra o novo coronavírus, responsável pela doença chamada Covid-19 — Foto: NIAID-RML/AP

Subiu para 839 o número de casos suspeitos do novo coronavírus - o Covid-19 - segundo divulgou a Secretaria Estadual de Saúde na tarde desta quarta-feira (25). O estado segue com 14 pacientes confirmados para a doença e tem pouco mais de 104 casos descartados, até por volta das 8h. O boletim com os dados foi divulgado no início da tarde.

Sesap

Entre os 14 casos já confirmados, 9 estão em Natal, 4 estão em Parnamirim e 1 está em Mossoró.

Municípios com casos suspeitos

  1. Acari 1
  2. Assu 24
  3. Afonso Bezerra: 1
  4. Alto do Rodrigues: 6
  5. Angicos 5
  6. Apodi 1
  7. Areia Branca 2
  8. Augusto Severo 1
  9. Baraúna 20
  10. Barcelona 2
  11. Boa Saúde 1
  12. Bodó 5
  13. Brejinho 2
  14. Caicó 2
  15. Canguaretama 5
  16. Caraúbas 3
  17. Carnaubais 2
  18. Ceará-Mirim 5
  19. Cerro Corá 1
  20. Coronel João Pessoa 2
  21. Cruzeta 2
  22. Currais Novos 1
  23. Doutor Severiano 1
  24. Parnamirim 51
  25. Espírito Santo 1
  26. Extremoz 5
  27. Felipe Guerra 1
  28. Fernando Pedroza 1
  29. Florânia 2
  30. Frutuoso Gomes 1
  31. Goianinha 1
  32. Governado Dix-Sep Rosado 4
  33. Guamaré 22
  34. Ipueira 2
  35. Itajá 1
  36. Jardim do Seridó 1
  37. João Câmara 3
  38. Jucurutu 3
  39. Jundiá 2
  40. Lagoa D’Anta 2
  41. Lagoa de Velhos 1
  42. Lagoa Salgada 1
  43. Lajes 1
  44. Macaíba 9
  45. Macau 2
  46. Marcelino Vieira 1
  47. Maxaranguape 1
  48. Montanhas 3
  49. Monte Alegre 1
  50. Monte das Gameleiras 2
  51. Mossoró 131
  52. Natal 389
  53. Nísia Floresta
  54. Nova Cruz 4
  55. Parelhas 4
  56. Passa e Fica 1
  57. Patu 3
  58. Pau dos Ferros 2
  59. Pedro Velho 2
  60. Pendências 1
  61. Pilões 1
  62. Rafael Fernandes 1
  63. Rio do Fogo 3
  64. Ruy Barbosa 1
  65. Santa Cruz 4
  66. Santa Maria 1
  67. Santana dos Matos 1
  68. Santo Antônio 1
  69. São Fernando 1
  70. São Francisco do Oeste 1
  71. São Gonçalo do Amarante 16
  72. São João do Sabugi 3
  73. São José de Mipibu 5
  74. São José do Campestre 4
  75. São Miguel 3
  76. São Miguel do Gostoso 2
  77. São Paulo do Potengi 1
  78. Serra do Mel 1
  79. Tibau 4
  80. Tibau do Sul 1
  81. Touros 2
  82. Vera Cruz 1

* Mais dois casos prováveis

* Mais 20 casos de pacientes que foram embora para outros estados antes de o resultado do exame

Deixe seu comentário

Ronaldo Caiado rompe com Bolsonaro

25 Mar2020

Por Jbelmont às 12h49

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Em coletiva há pouco, Ronaldo Caiado também disse que só falará com Jair Bolsonaro, daqui para frente, por meio de comunicados oficiais.

“Fui aliado de primeira hora, durante todo o tempo. Mas não posso admitir que venha agora um presidente lavar as mãos e responsabilizar outras pessoas por um eventual colapso. Não faz parte da postura de governante.”

Caiado considerou o pronunciamento de ontem à noite de Bolsonaro “irresponsável e desrespeitoso”.

“Dizer que isso é um resfriadinho, uma gripezinha? Ninguém definiu melhor que Obama: na política e na vida, a ignorância não é uma virtude.”

O Antagonista

Deixe seu comentário

‘Orientação será de isolamento vertical, conversarei com Mandetta’, diz Bolsonaro

25 Mar2020

Por Jbelmont às 11h19

Bolsonaro relatou que vai conversar com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sobre a decisão

 

Chefe do Planalto pediu a adoção do que chamou de 'isolamento vertical'


O presidente Jair Bolsonaro afirmou que pedirá ao Ministério da Saúde mudança na orientação de isolamento da população durante a pandemia do novo coronavírus. Ao deixar o Palácio da Alvorada nesta quarta-feira (25), Bolsonaro relatou que vai conversar com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sobre a decisão.


Após fazer um pronunciamento criticando o confinamento e defendendo a abertura de comércios e escolas, o chefe do Planalto pediu a adoção do que chamou de "isolamento vertical", ou seja, somente para idosos e portadores de comorbidades.


"Conversei por alto com o Mandetta ontem (terça). Hoje vamos definir essa situação. Tem que ser, não tem outra alternativa", disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada. "A orientação vai ser vertical daqui para frente. Eu vou conversar com ele e tomar a decisão. Não escreva que já decidi, não. Vou conversar com o Mandetta sobre essa orientação."

 

Por Agência Estado 

 

Deixe seu comentário

Outro açude sangra na região "Encanto" no Oeste do RN leva alegria ao município

25 Mar2020

Por Jbelmont às 10h18

Sangria no açude de Encanto, na região oeste potiguar, leva alegria aos moradores do município distante 412 km de Natal. Muita água com últimas chuvas.

Deixe seu comentário

Sociedade Brasileira de Infectologia solta nota contra pronunciamento do presidente

25 Mar2020

Por Jbelmont às 09h41

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) se manifestou, em nota, após o discurso do presidente Jair Bolsonaro na noite dessa terça-feira (24). No pronunciamento, o presidente pediu a volta à normalidade e o fim do isolamento social. Para os especialistas, a fala traz preocupação e as “mensagens podem dar a falsa impressão à população que as medidas de contenção social são inadequadas.

A SIB diz, ainda, que “o distanciamento social é fundamental para conter a disseminação do novo coronavírus, quando ele atinge a fase de transmissão comunitária”. Na carta, os especialistas dizem que não têm “intenção de politizar o problema” e que os brasileiros já têm “dificuldades demais para enfrentar”.

Veja íntegra:

Notas

Deixe seu comentário

Espanha chega a 3.434 mortes por coronavírus, ultrapassando a China

25 Mar2020

Por Jbelmont às 09h37

Foto: OSCAR DEL POZO / AFP

Com 3.434 mortes causadas pelo novo coronavírus, a Espanha já é o segundo país do mundo com mais casos fatais da doença, ficando atrás apenas da Itália, onde há ao menos 6.820 mortos. Nas últimas 24 horas, segundo o Ministério da Saúde espanhol, foram registradas 738 novas vítimas, 27% a mais que na véspera, seu maior saldo desde o início na pandemia. Com isso, o país europeu ultrapassou as 3.287 mortes na China, marco zero da doença.

De acordo com os dados divulgados pelo governo espanhol nesta quarta-feira, 7.937 pessoas foram diagnosticadas com a doença no país nas últimas 24 horas, 20% a mais que na véspera, elevando o número de casos totais para 47.610. Há ainda 3.166 pessoas em unidades de terapia intensiva, 20% a mais que na véspera. O número de infectados que recebeu alta, por sua vez, também aumentou cerca de 41%, chegando a 5.367.

A região da Catalunha superou Madri como a área com o maior número de casos diagnosticados, registrando respectivamente 1.221 e 1.939 casos na segunda e na terça-feira, enquanto os casos diagnosticados na capital foram 873 e 1.777. Apesar dos números absolutos em Madri continuarem maiores, o grande crescimento dos casos nos arredores de Barcelona é preocupante. Segundo José María Martín Moreno, professor de medicina da Univesidade de Valência, disse ao El País, o impacto era esperado pois a região é bastante popular entre turistas do norte da Itália, epicentro dos casos no país.

Segundo o diretor do Centro de Coordenação de Emergências Sanitárias do Ministério de Saúde, Fernando Simón, no entanto, o aumento diário no número de mortes parece ter se estabilizado na casa dos 20%, algo que indica que o pico da pandemia estaria próximo, apesar de atrasos e problemas na contabilidade dos dados. A espectativa do governo é que as medidas de isolamento comecem a se refletir nos números nos próximos dias, com uma redução na taxa de novos casos diagnosticados.

A Espanha declarou “estado de alarme” em 14 de março, medida em vigor no dia seguinte e vale até o dia 29 deste mês. O governo do primeiro-ministro Pedro Sánchez, no entanto, foi ao Congresso solicitar que o prazo seja estendido até o dia 11 de abril. A votação deverá ocorrer ainda nesta quarta-feira, e a expectativa é que a ação do governo não encontre resistência.

Os cidadãos que descumprirem as restrições, pondo em risco a saúde pública, ficam sujeitos a multas entre 100 e 600 mil euros e penas de prisão de três meses a um ano. Nas últimas 24h, segundo o diretor de polícia José Ángel González, 55 pessoas foram presas e 6.039 multas foram aplicadas.

O Globo

Deixe seu comentário

Açudes de Caraúbas sangram na madrugada e fazem a alegria do sertanejo

25 Mar2020

Por Jbelmont às 09h06

 

Açude Grande e Açude do Santo Antônio atingiram a capacidade máxima e transbordaram

Açudes que abastecem o município de Caraúbas, na região Oeste potiguar, sangraram na madrugada desta quarta-feira (25) e fizeram a festa do homem do campo Alívio também para quem mora na zona urbana da cidade.

O Açude Grande, como é mais conhecido, transbordou por volta das 3h. Já o Açude do Santo Antônio, que já estava 100% cheio, também vazou com força máxima.também para quem mora na zona urbana da cidade.

Agora RN

Deixe seu comentário

FH diz que pronunciamento de Bolsonaro 'passou dos limites': 'Se não calar estará preparando o fim'

25 Mar2020

Por Jbelmont às 08h52

Ex-presidente disse que o momento é 'grave' em meio à pandemia do novo coronavírus e afirmou que mensagem transmitida na TV e no rádio se opõe ao que dizem infectologistas

RIO - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou na noite desta terça-feira, em sua conta no Twitter, que o presidente Jair Bolsonaro "repetiu opiniões desastradas sobre a pandemia" do novo coronavírus durante pronunciamento transmitido em cadeia nacional de rádio e TV. FH disse ainda que Bolsonaro "passou dos limites" ao discursar em oposição às recomendações de médicos infectologistas. Para o tucano, se o presidente "não calar" estará "preparando o fim".


"Eu não ia voltar ao tema, mas o Pr repetiu opiniões desastradas sobre a pandemia. O momento é grave, não cabe politizar, mas opor-se aos infectologistas passa dos limites. Se não calar estará preparando o fim. E é melhor o dele que de todo o povo. Melhor é que se emende e cale", escreveu FH.

Deixe seu comentário

“Bolsonaro dobrou a aposta”. Se estiver certo se consagra, se estiver errado cai

25 Mar2020

Por Jbelmont às 08h47

Aliado fiel de Jair Bolsonaro na Câmara, o deputado Capitão Augusto (PR-SP) disse que o presidente “colocou todas suas fichas na casa de que todos estão exagerando o problema de saúde causado pelo coronavirus”.

“Se estiver certo, palmas para ele, sairá fortalecido e todos os demais líderes políticos derrotados, pior, parecerá que realmente estavam se aproveitando do evento para prejudicar o governo Bolsonaro.”

“Mas se estiver errado, se a crise realmente for grave, passará a imagem de um líder despreparado, que colocou a economia em primeiro lugar e a vida das pessoas em segundo plano, mostrará que está mais preocupado com a reeleição do que com o Brasil”, disse.

“Aguardemos para ver quem estará com a razão.”

O ANTAGONISTA

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +