Tirados de dentro de casa, homem e mulher são executados a tiros em Taipu, RN

27 Out2017

Por Jbelmont às 12h11


Gierle de Lima Soares e Kaline Silva do Nascimento (Foto: Divulgação/PM)

Um homem e uma mulher foram mortos a tiros na madrugada desta sexta-feira (27) no Sítio Passagem Funda, na zona rural de Taipu, município distante aproximadamente 60 quilômetros de Natal.

 

As vítimas foram identificadas como Gierle de Lima Soares e Kaline Silva do Nascimento, ambas de 27 anos. Testemunhas disseram à PM que, por volta de 1h30, os criminosos chegaram em um carro, arrombaram a porta da residência e obrigaram os dois a saírem de dentro da casa. Na varanda, eles foram executados.

 

A polícia também foi informada que os bandidos fugiram em direção à cidade de Ceará-Mirim, que fica na Grande Natal. Ninguém foi preso.

 

G-1

 
Deixe seu comentário

Tião Couto critica bancada do RN que silencia enquanto Petrobras reduz investimentos no estado

27 Out2017

Por Jbelmont às 00h00

O empresário Tião Couto (PSDB) participou, no Rio de Janeiro, da Conferência da OTC Brasil, evento que reúne empresas de produção de petróleo de todo o mundo.

 

O empresário, que estuda disputar um mandato ainda a ser definido no próximo ano, criticou a desunião da classe política do Rio Grande do Norte que, segundo entendimento de Tião, assiste inerte a redução dos investimentos da Petrobras no Estado.

 

“Estados como Bahia e Sergipe, que produzem bem menos petróleo que o Rio Grande do Norte, estão hoje com 26 sondas de produção em atividade, enquanto o RN, que já teve 23 sondas, hoje só conta com 5”, criticou Tião.

 

“Lá eles brigaram, criaram barreiras para impedir que a Petrobras reduzisse os investimentos, mas aqui todos assistiram calados”, denunciou o ex-candidato a prefeito de Mossoró.

 

“O que aconteceu aqui no RN é que a Petrobras simplesmente foi indo embora, e deixando para trás milhares de empregos e de empresas que ficaram a ver navios. O que deveria ter ocorrido era a transição: à medida que a Petrobras fosse reduzindo seus investimentos, fosse também negociando a transferência dos campos de produção para outros grupos privados, com condições de manter a atividade. Só assim nossa economia não seria tão abalada”, relatou Tião Couto.

 

Thaisa Galvão

Deixe seu comentário

Câmara apoia reivindicações da Polícia Civil

26 Out2017

Por Jbelmont às 16h12

 

A Câmara Municipal de Mossoró realizou audiência pública para discutir a situação de precariedade enfrentada pela Polícia Civil em Mossoró e região. A audiência aconteceu na manhã desta quinta-feira (26), no plenário do Poder Legislativo.

 

O vereador Alex Moacir (PMDB) foi o propositor da audiência, que  teve apoio de todos os 21 vereadores da Casa. O parlamentar destacou a importância de apoiar causas como a da Polícia Civil.  “A Câmara Municipal não tem o poder de executar ações, mas temos o papel de cobrar, nos associar, apoiar, unir forças para conquistar melhorias para nossa cidade. Essa audiência faz parte de um trabalho integrado da categoria para que possamos fortalecer a voz dos profissionais da área de segurança e fazer com que o governador do Estado escute.”, disse o vereador.

 

Clorisa Linhares, vereadora da cidade de Grossos, esteve na audiência para apoiar a causa e unir forças com a Câmara de Mossoró. “A classe política tem que se unir para buscar soluções. Ou damos nossas mãos e lutamos por melhorias ou vamos perder essa guerra.”, destacou.  A vereadora leu uma carta detalhando a situação precária de trabalho dos policiais e demais profissionais que garantem a segurança do Rio Grande do Norte.

 

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (SINPOL/RN), Nilton Cesar, cobrou melhores condições de trabalho para a realização efetiva do trabalho pela Polícia Civil. “Para darmos a resposta que a sociedade merece, precisamos ter condições de trabalho. Muitos policiais estão adoecendo pela falta de condições de trabalho. Não temos efetivo suficiente e falta estrutura física.”.

 

O delegado Rafael Câmara, diretor da Associação dos Delegados da Polícia Civil do RN (Adepol/RN), ressaltou que a segurança pública não tem sido prioridade para o Estado nos últimos anos e também destacou a união entre as três categorias da Polícia Civil em busca de melhorias. “Eu vejo com muita esperança a nova configuração da Polícia Civil. Vejo as três categorias aqui, hoje, unidas em prol das mesmas causas.”.  

 

Para o secretário municipal de segurança, general Eliéser Girão, a mudança tem que vir de cima. “Eu acredito que já passou da hora de organizarmos a segurança pública de uma forma mais macro. A mudança precisa ser nacional. Em Mossoró, já ultrapassamos o limite que nos cabe em relação à segurança.”.

 

Após a audiência, um documento com as reivindicações da categoria foi montando para ser encaminhado ao governador do estado, Robinson Faria, e às autoridades competentes. Os vereadores da Câmara Municipal de Mossoró se colocaram à disposição dos policiais civis para lutar em busca de melhorias para a categoria e garantir o bom serviço aos cidadãos do município.

Deixe seu comentário

Prefeitura de Macau vai demitir todos os cargos comissionados na terça, 31

26 Out2017

Por Jbelmont às 09h16

 

A frustração de receitas, devido a queda na arrecadação, no repasse dos recursos federais e estaduais levou o prefeito de Macau Tulio Lemos a optar pela exoneração de todos os servidores comissionados. Um total de 290 funcionários serão demitidos na próxima terça-feira, 31. 


A medida foi tomada em conjunto com os oito vereadores que dão sustentação política ao governo na Câmara Municipal, durante reunião de bancada que aconteceu na sede da prefeitura na tarde desta quarta-feira, 25.

Tulio Lemos também informou aos vereadores que será anunciado um cronograma de pagamento de salários atrasados de servidores comissionados e contratados, de forma que essa dívida possa ser amortizada observando a situação de crise financeira que vive o município com a queda de receitas.

Ainda na mesma reunião, prefeito e vereadores chegaram a um consenso acerca da suspensão de novas despesas ou aumento com gastos de pessoal. “Posteriormente as demissões que vão ocorrer, será contratado o mínimo de pessoal necessário para garantir o atendimento básico à população em áreas como educação, saúde e assistência social”, explicou o vereador Carlinhos do Valadão, líder do governo na Câmara Municipal.

Outras medidas também foram propostas pelos vereadores e acatadas pelo executivo, a exemplo da venda de prédios e terrenos do município, como o terreno onde funcionou a antiga AABB. O leilão de bens inservíveis (sucata de motos, ambulâncias, ônibus e outros veículos) foi outra ideia discutida e já acatada na reunião. Uma comissão com representante do legislativo acompanhará a aplicação das medidas anunciadas.

“O município precisava dessas medidas. A demissão de todos cargos comissionados é necessária nesse momento de crise, onde todos estão fazendo esse esforço, cortando na própria carne”, avaliou o vereador Jairton Medeiros-Pintinho, presidente da Câmara Municipal, lembrando que também foram sugeridas algumas readequações que vão ajudar a prefeitura a manter o equilíbrio entre receita e despesas.

“São medidas drásticas, duras, mas inevitáveis. A crise financeira impõe aos gestores posições que naturalmente por vontade própria eu não tomaria. Somente com a redução do custeio da máquina, associada a essas demissões de todos os comissionados vamos chegar ao equilíbrio nas contas públicas”, declarou o prefeito Tulio Lemos.

O prefeito Tulio Lemos também informou que todos os contratos de locação de imóveis, veículos e serviços sofrerão redução nos custos para se adequar a nova realidade do município. Quanto às dívidas com contratados e comissionados, Túlio lembrou que quem por iniciativa própria pagou quase R$ 2,5 milhões em salários atrasados, herdados da gestão anterior, em apenas seis meses, tem crédito para negociar e pagar as suas dívidas.

Participaram da reunião com o prefeito Tulio Lemos, os vereadores Jairton Medeiros-Pintinho, Carlinhos do Valadão, Diana Lira, Lampião, Marcos Cabral, Dinarte Alessandro, Sargento Dantas e Ceição Lins.

Blog do BG

Deixe seu comentário

POLÍTICA Decepcionado, Tiririca diz que não irá disputar reeleição em 2018

26 Out2017

Por Jbelmont às 09h12

 

“Totalmente” decepcionado com a política, um dos deputados mais presentes em plenário, Tiririca (PR-SP) disse nesta quarta-feira (25) que não vai disputar a reeleição em 2018, depois de dois mandatos.

“Não volto”, disse à Folha o deputado, ator e palhaço.

“Precisava do segundo mandato para mostrar que não foi só voto de protesto”, afirmou Tiririca, que irá se dedicar integralmente à vida de ator.

“Esperava chegar aqui e aprovar projetos, mas a mecânica daqui é complicada”, disse ele, que nega pretensão de escrever livro para contar o que viu nos bastidores do Congresso.

Ele, que nunca fez um discurso no plenário, disse que, até o final do mandato, falará se “despedindo da galera”.

“Isso aqui é coisa séria, apesar de ter uns que fazem palhaçada.”

LULA

Na eleição de 2018, afirmou que apoiará o ex-presidente Lula “se não aparecer nada” contra ele.

“Pro povo ele foi fera e eu sou povo”, justificou o deputado.

Assim como na primeira denúncia, votará contra o presidente Michel Temer nesta segunda.

 

Folha de São Paulo

Deixe seu comentário

Temer agora quer concluir 4000 obras injetar R$ 50 bilhões na economia em um ano

26 Out2017

Por Jbelmont às 08h03

O governo prepara a campanha de lançamento de um arrojado programa cujo objetivo é passar a sensação de recuperar o tempo perdido, com tantas denúncias, determinando a conclusão de mais de 4.000 obras inacabadas em todo o Brasil, no prazo máximo de um ano. Esse programa deve gerar milhares de empregos e deverá injetar na economia cerca de R$50 bilhões. Trata-se do “Agora é avançar”.

 

A ordem do presidente é “sacudir a poeira”, após vencer na Câmara a votação que suspendeu a segunda denúncia contra ele.

 

Com esse programa de obras, o governo espera “retomar o tempo perdido” com denúncias que quase sufocaram o seu governo.

 

Os números ainda estão sendo fechados. Num primeiro momento, a intenção era concluir 6.600 obras, mas na prática seria impossível.

 

Antes de anunciar o programa de mais de 4.000 obras, Temer vai festejar boas notícias sobre o pré-sal, nesta sexta-feira.

 

CLÁUDIO HUMBERTO

Deixe seu comentário

Mulher é presa com quase 100 quilos de drogas em Assu

25 Out2017

Por Jbelmont às 23h22

Na noite desta quarta-feira, 25 de outubro, por volta das 18;hs, a polícia militar do 10º BPM realizaram a maior apreensão de drogas da história do Assu.
 
Segundo informações, após denuncia anonima o comando do batalhão montou uma operação que culminou com essa apreensão.
 
Quase cem quilos de drogas, entre Maconha, Crack e Cocaína foram apreendidos em uma residência no conjunto Frutilândia ou Dom Elizel, mais precisamente por trás do casarão do finado Hortêncio em Assu.
 
Balança de precisão, máquina de prensar a droga, e uma segunda balança digital para a pesagem da droga também foram apreendidos pelos policiais.
 
Na ação uma mulher que estava na residência por nome de Ana Claudia, 37 anos foi detida. A mesma foi conduzida para a Delegacia de Plantão em Mossoró, juntamente com todo material apreendido e apresentada a autoridade policial para os procedimentos cabíveis.
 
 
Passando na Hora
Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 1.981: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 20 milhões

25 Out2017

Por Jbelmont às 22h28

Veja as dezenas sorteadas: 06 - 15 - 19 - 37 - 39 - 53. Quina teve 85 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 24.999,36.

 

 

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.981 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta (25) em Carandaí (MG). O prêmio, de R$ 16 milhões, acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 06 - 15 - 19 - 37 - 39 - 53.

Ao todo, 85 apostas ganharam a quina; cada uma irá levar R$ 24.999,36. Outros 5.215 apostas acertaram a quadra; cada uma ganhará R$ 582,09.

O prêmio para o próximo concurso, no sábado (28), será de R$ 20 milhõe

Deixe seu comentário

Câmara livra Temer de processo no STF ao rejeitar 2ª denúncia

25 Out2017

Por Jbelmont às 22h16

 

Após 12 horas e 20 minutos de sessão, a Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (25), por 251 votos a 233 (com duas abstenções e 25 ausentes), enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR).

 

Temer foi denunciado pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. A denúncia rejeitada pela Câmara também inclui os ministros Eliseu Padilha

 

Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral), acusados de organização criminosa.

 

Os 251 votos alcançados por Temer ficam abaixo da previsão do governo, anunciada nos últimos dias, que estimava entre 260 e 270 votos favoráveis. Na primeira denúncia que a Câmara derrubou (por corrupção passiva), em agosto, Temer obteve 263 votos (227 contra).

 

O placar desta quarta-feira é inferior, inclusive, ao mínimo de votos necessários para a aprovação de um projeto de lei complementar (257) ou para aprovar uma proposta de emenda à Constituição (308 votos), como a reforma da Previdência, uma das prioridades do governo.

 

Mesmo assim, muitos dos deputados que votaram contra Temer são favoráveis a reformas que o governo propõe, como a da Previdência. O PSDB, por exemplo, partido que detém ministérios votou dividido: 23 contra, 20 a favor e 3 ausências (que beneficiavam o presidente).

 

G-1

Deixe seu comentário

Os deputados do RN diante da segunda denúncia contra Temer votaram assim

25 Out2017

Por Jbelmont às 21h32

Veja abaixo como votaram os deputados do Rio Grande do Norte:

Antônio Jácome (Pode) – não
Beto Rosado (PP) – sim
Fábio Faria (PSD) – sim
Felipe Maia (DEM) – sim
Rafael Motta (PSB) – não
Rogério Marinho (PSDB) – sim
Walter Alves (PMDB) – sim
Zenaide Maia (PR) – não

Deixe seu comentário

Vereadores discutem lei do ISS

25 Out2017

Por Jbelmont às 21h06

Os vereadores da Câmara discutiram, durante a sessão de hoje (25), a lei do Poder Executivo que regulamenta a cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS). A lei complementar visa regularizar o pagamento de impostos de serviços em Mossoró.

 

 

Para a presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro (PDMB), a lei trará benefícios para a população. “É uma lei que veio para obedecer a uma lei federal. Os microempreendedores continuarão pagando o que é devido. Não vai ter alteração. O principal objetivo dessa lei é regularizar os impostos que já são pagos. Os cartões de crédito de Mossoró pagam imposto para São Paulo, os carros alugados aqui pagam imposto para outras cidades. Isso significa uma perda enorme de recursos para Mossoró. Dinheiro que não é recolhido em Mossoró e faz falta para investimentos na saúde, educação e outros serviços.”, explicou.

 

A oposição da Câmara, no entanto, acredita que a lei não trará tantos benefícios. “Estamos em um momento de crise e esses impostos serão cobrados desses profissionais. Não é o momento para isso.”, disse Isolda Dantas.

 

Deixe seu comentário

Vereadores agradecem apoio da bancada federal à indústria salineira

25 Out2017

Por Jbelmont às 21h00

 

Os vereadores Petras (DEM) e Alex Moacir (PMDB) agradeceram, durante a sessão desta quarta-feira (25), o apoio dos deputados federais Beto Rosado, Felipe Maia e Walter Alves e dos senadores José Agripino e Garibaldi Alves pelo empenho em tornar o sal produto de interesse social no país.

 

A Câmara Municipal de Mossoró realizou audiência pública neste mês para discutir ações que a indústria salineira vem sofrendo no estado pelos órgãos ambientais e estão buscando, junto a outras prefeituras, Ministério Público e órgãos responsáveis, soluções que não prejudiquem a atividade. O principal objetivo é tornar o sal produto de interesse social através de decreto do presidente da república e, assim, preservar os empregos que a indústria salineira gera.

 

“Realizamos a audiência pública sobre as dificuldades que as salinas estão enfrentando. Após a audiência, encaminhamos um documento pedindo que o sal seja considerado produto de interesse social. Fiz um contato com Felipe Maia ontem e fiquei feliz em saber que ele já entrou em contato com o assessor jurídico do Planalto para dar encaminhamento à essa solicitação.”, explicou Petras.

 

O vereador Alex Moacir (PMDB) também agradeceu aos deputados Walter Alves, Beto Rosado e aos senadores José Agripino e Garibaldi Alves. “Essa luta é importante e é de todos nós. Não podemos mais perder empregos. Essa união entre a Câmara Municipal e a bancada federal é de extrema importância para nossa cidade. Se o decreto não sair, a indústria salineira vai fechar muitos postos de trabalho.”.

 

Maria das Malhas pede melhorias para bairros de Mossoró

 

A vereadora Maria das Malhas (PSD) pediu, durante a sessão desta quarta-feira (25), serviços de limpeza e iluminação para diversos locais de Mossoró. A vereadora agradeceu, ainda, as obras de pavimentação que já estão sendo realizadas pela prefeitura.

 

No bairro Santo Antônio, a vereadora solicitou a limpeza de um terreno. “Na rua Pedro Velho tem um terreno particular que está cheio de lixo. A população está pedindo para que a prefeitura realize a limpeza com urgência.”, disse Maria das Malhas.

 

No bairro Liberdade, Maria das Malhas pediu a manutenção da praça localizada na rua Pedro Paraguai. “A praça está tomada pelo lixo e falta manutenção na praça. Os jovens não conseguem utilizar a praça para a prática de esportes e os idosos não conseguem caminhar por causa do lixo. Peço ainda a iluminação da rua Castelo Branco, que está na escuridão.”, finalizou.

 

Vereadora Aline Couto destaca trabalho dos vereadores

 

Durante a sessão desta quarta-feira (25), a vereadora Aline Couto (PHS) destacou o trabalho realizado pelos vereadores da Casa Legislativa em busca de melhorias para o município de Mossoró.

 

 

“Todos os vinte e um vereadores trabalham para Mossoró e estão abraçando as causas dessa cidade. Vejo meus colegas visitando equipamentos públicos, em reuniões com secretários municipais e estaduais, fazendo requisições para a cidade. É injusto que taxem esta Casa como se não fizesse nada. Estamos todos lutando diariamente por Mossoró. Para provar é só vir até a Câmara, visitar nossos gabinetes.”, destacou Aline.

 

A vereadora explicou, ainda, que as solicitações algumas vezes não são atendidas, porque nem tudo depende dos vereadores. “O Poder Legislativo pede, cobra, insiste, mas nem tudo é atendido.”.

 

Aline agradeceu também o recapeamento da rua Venceslau Brás, no bairro Paredões. “Agradeço o pedido atendido pela Secretaria de Infraestrutura. Precisamos de muito mais e vamos continuar cobrando. Mas reconhecemos o que está sendo feito.”.

Deixe seu comentário

Maia encerra sessão, e Câmara terá que reiniciar contagem de deputados para atingir quórum

25 Out2017

Por Jbelmont às 14h15

 

Sessão que votará denúncia não alcançou quórum devido à estratégia da oposição de não registrar presença e teve que ser reaberta. Para iniciar votação, é preciso 342 deputados em plenário.

 

Câmara aprova requerimento que pede adiamento de votação da segunda denúncia de Temer

 

Por causa da baixa presença de deputados em plenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou no início da tarde desta quarta-feira (25) a sessão da Câmara destinada a analisar a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer e abriu uma nova reunião às 14h30. Por conta disso, a contagem de deputados para atingir o quórum de 342 parlamentares para abrir a votação terá de ser reiniciada.

Deixe seu comentário

Temer passa mal e é levado para centro cirúrgico de hospital

25 Out2017

Por Jbelmont às 14h12

O secretário de Comunicação Social da Presidência da República, Marcio Freitas, informou nesta quarta-feira (25) que o presidente Michel Temer foi hospitalizado.

 

Segundo ele, por volta das 13h, Temer "saiu caminhando" do Palácio do Planalto para o hospital.

 

A informação sobre o mal estar de Temer foi antecipada pela jornalista Andreia Sadi, na GloboNews.

 

De acordo com informações obtidas pelo G1 no Planalto, o presidente sentiu dor em razão de um problema urológico e foi levado para o Hospital Militar de Área de Brasilia, onde fez exames.

 

Ele chegou ao hospital em carro oficial, acompanhado da ambulância da Presidência, e entrou no hospital andando, pela porta da frente.

Deixe seu comentário

Policial Civil mata esposa e em seguida se mata na Cidade de Patos;

25 Out2017

Por Jbelmont às 10h42

Uma tragédia foi registrada por volta das 22h de ontem 24 de outubro, na Cidade de Patos, Sertão da Paraíba. Segundo informações, o policial identificado como Luciano Bonaparte, por motivo ainda desconhecido acabou atirando contra sua companheira, que acabou não resistindo e veio a óbito no local.



Logo em seguida, o policial acabou tirando sua própria vida também com disparo de arma de fogo. O corpo da mulher ficou caído próximo a um veículo. As Polícias Militar e Civil compareceram ao local do ocorrido no Bairro Jardim Guanabara e isolaram a área até a chegada dos peritos.

 

Colegas e familiares lamentam o fato ocorrido nas redes sociais, gerando uma comoção nos companheiros de trabalho.



Sertão Informado

Deixe seu comentário

Supremo muda feriado do Judiciário de sábado para sexta para “imprensar” e ainda esticou o dia de finados

25 Out2017

Por Jbelmont às 07h15

Com direito a 60 dias de férias e cinco feriados a mais do que os fixados em lei, o Supremo criou mais um descanso prolongado neste ano para ministros e servidores. Sob o comando da ministra Cármen Lúcia, a Corte transferiu o Dia do Servidor Público, que cai no sábado, 28, quando não há expediente, para uma sexta-feira, 3, dia normal de trabalho. Com a medida, salvou o feriado, que seria perdido, e ainda esticou a semana de Finados. Dia 1.º de novembro, quarta-feira, já não trabalham por ser feriado do Judiciário; dia 2, quinta-feira, é Finados e dia 3 (sexta), que não seria feriado, agora é.

 

Trem da alegria. O STJ copiou a decisão do Supremo e também transferiu o Dia do Servidor Público de sábado para sexta.

 

Todo mundo faz…A diretoria-geral do Supremo justifica que apenas seguiu uma praxe adotada pela Corte e que a medida visa agradar aos servidores.

 

COLUNA DO ESTADÃO

Deixe seu comentário

Ex-deputado do RN é condenado por desvios no Ipem

25 Out2017

Por Jbelmont às 00h33


Além dele, outras sete pessoas envolvidas no esquema também tiveram condenação por decisão da Justiça

 

O ex-deputado estadual Gilson Moura foi condenado por desvio de dinheiro público do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem/RN). Além dele, outras sete pessoas envolvidas no esquema também tiveram condenação por decisão da Justiça.

 

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), os desvios eram feitos através da nomeação de “funcionários fantasmas”, em troca do aluguel de carros de som para sua campanha a prefeito de Parnamirim, em 2008. O esquema foi descoberto a partir da Operação Pecado Capital, deflagrada em 2011.

 

Além do ex-parlamentar, também foram condenados dois ex-dirigentes do Ipem/RN, Rychardson de Macedo Bernardo e Aécio Aluízio Fernandes de Faria; o empresário Sebastião Garcia Sobrinho, conhecido como “Bola”; e outras quatro pessoas que, assim como Sebastião, também foram nomeadas como “funcionários fantasmas” do instituto: Valmir Dantas, Lílian de Souza Batista Silva, Sheila Suerda de Medeiros Sousa e Conrado Souza da Circuncisão.

 

Todos eles, com exceção de Gilson Moura, firmaram acordos de colaboração premiada e confessaram as ilegalidades cometidas. Os cinco “fantasmas” eram todos da cidade de Currais Novos (onde não há escritório ou representação do Ipem) e foram incluídos em folha de pagamento do instituto, sem que nunca tenham prestado serviços ou cumprido expediente, de acordo com o MPF.

 

O Ministério Público Federal explica que os vencimentos recebidos por eles (totalizando R$ 74.588,97) iam para “Bola”, como forma de pagar o aluguel de três carros de som utilizados por Gilson Moura durante sua campanha à Prefeitura de Parnamirim, em 2008, da qual saiu derrotado. Ainda segundo o MPF, Sebastião “Bola” Garcia possuía contato com Gilson desde a campanha a deputado estadual, em 2006, tendo prestado serviço ao então candidato.

 

Dois anos depois, o negócio foi fechado em R$ 75 mil, a ser pago em parcelas, recebidas entre os meses de abril até outubro de 2008, por meio dos funcionários fantasmas. De acordo com o MPF, Gilson Moura chegou, inclusive, a declarar parte desses gastos com carros de som da empresa de “Bola” em prestação de contas apresentada à Justiça Eleitoral.

 

G-1

Deixe seu comentário

Improbidade Dison Lisboa é condenado a perda de mandato na Assembleia Legislativa

24 Out2017

Por Jbelmont às 19h49

Condenação é decorrente do processo que apurou improbidade administrativa ocorrida quando ele era prefeito de Goianinha.

 

O deputado estadual Dison Lisboa foi condenado pela Justiça do Rio Grande do Norte a perder o cargo público na Assembleia Legislativa. A condenação é decorrente do processo que apurou a prática de improbidade administrativa por parte de Dison quando ele era prefeito da cidade de Goianinha.

 

“Ressaltando que tal sanção deve ser aplicada imediatamente, na medida em que é inadmissível alguém condenado por improbidade administrativa, com análise das provas em cognição exauriente, continuar a ocupar funções públicas com a possibilidade de causar prejuízo ao povo”, argumenta o juiz Marcus Vinícius Pereira Júnior, da Comarca de Goianinha.

 

De acordo com explicação da assessoria de comunicação do TJ, o juízo da comarca comunicará à Assembleia Legislativa sobre a decisão, que deve decidir pelo afastamento ou não de Dison Lisboa. Procurado pela reportagem, ele informou, através da assessoria de comunicação, que não vai se pronunciar sobre o assunto.

 

Pela sentença, o deputado foi condenado à suspensão dos direitos políticos, penalidade fixada em seu grau máximo, ou seja, pelo prazo de cinco anos. O juiz ainda considerou proporcional à conduta ilícita a fixação da multa em 20 vezes o valor do último subsídio que ele recebeu dos cofres do Município de Goianinha na época dos fatos.

 

Na sua decisão, o juiz Marcus Vinícius também condenou Dison Lisboa à pena de proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

Quanto às necessidades imediatas de suspensão do exercício das funções públicas por parte de Dison Lisboa, ele declarou que, existindo uma Declaração Judicial de que ele praticou atos de improbidade administrativa, deve ser providenciada a imediata exoneração de eventuais funções públicas ocupadas.

 

“O que não pode ocorrer é a continuação no exercício das funções públicas, em detrimento dos direitos de todos os cidadãos de não ter em seus quadros pessoas condenadas pela prática de atos de improbidade administrativa”, salientou Marcus Vinícius.

 

Segundo o juiz Marcus Vinícius, a ação comprova, de acordo com laudo pericial, bem como a própria defesa apresentada pelo réu, que Dison Lisboa, enquanto prefeito de Goianinha, contratou ilegalmente com Einar Barbosa Pinto. O contrato visava a aquisição de medicamentos no ano de 2012, sem observância da Lei nº 8.666/93.

 

Segundo a Justiça, Dison fracionou os procedimentos de dispensa de licitação, que deveria se limitar a R$ 8 mil, tendo efetuado a contratação de valor total de R$ 34.274,10, fracionado o valor em 12 contratos. A prática é proibida pela lei.

 

Tornozeleira

 

Dison Lisboa já tem condenação de 5 anos e oito meses por apropriação de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio, também de quando era prefeito de Goianinha.

 

Atualmente o deputado usa uma tornozeleira eletrônica fornecida pela Secretaria Estadual de Jusitça e Cidadania (Sejuc).

 

De acordo com a condenação, Dison Lisboa deve cumprir sua pena em regime semiaberto, no qual teria que dormir em unidade prisonal. No entanto, o juiz Henrique Baltazar, da Execuções Penais em Natal, informou que o parlamentar poderia escolher entre dormir em uma cadeia que abrigasse presos do semiaberto ou usar tornozeleira.

 

G-1

Deixe seu comentário

Deputado Ricardo Motta retoma mandato após decreto na AL

24 Out2017

Por Jbelmont às 13h41

No início da tarde desta terça-feira(24), os deputados estaduais aprovaram um decreto que revoga a decisão do desembargador Glauber Rêgo, que determinava o afastamento do parlamentar, investigado por supostos atos de corrupção.

 

Com a decisão, o deputado retoma, de imediato, o mandato na Assembleia Legislativa. Ricardo Motta(PSB), estava afastado desde o dia 9 de junho.

 

Deixe seu comentário

Vereadora Izabel Montenegro é reeleita presidente da Câmara

24 Out2017

Por Jbelmont às 13h12

 

A Câmara Municipal de Mossoró realizou, nesta terça, a eleição da Mesa Diretora para o biênio de 2019-2020, durante Sessão Extraordinária. Em uma votação com chapa única, a vereadora Izabel Montenegro (PMDB), atual presidente da Casa Legislativa, foi reeleita pela maioria dos vereadores, com 20 votos.

 

Além de Izabel, a Mesa Diretora para 2019-2020 será composta por Flávio Tácito (PPL), 1º vice-presidente; Alex do Frango (PMB), 2º vice-presidente; Aline Couto (PHS), 1ª secretária; Ozaniel Mesquita (PR), 2º secretário; Genilson Alves (PMN), 3º secretário, e Manoel Bezerra (PRTB), 4º secretário.

 

 “Essa foi uma decisão da maioria dos vereadores e todo o processo foi feito com transparência, seguindo os trâmites do regimento da Câmara Municipal. Essa reeleição nos mostra que estamos no caminho certo na administração desta Casa, tratando os recursos públicos com responsabilidade e buscando o bom relacionamento entre as bancadas de situação e oposição”, destacou a presidente Izabel Montenegro. 

 

Vereador comemora entrega de casas populares

 

O vereador Manoel Bezerra (PRTB) comemorou, na sessão dessa terça-feira (24), a entrega das casas populares do residencial Odete Rosado, que está marcada para o dia 28 de outubro. As residências fazem parte do programa habitacional Minha Casa Minha Vida.

 

“Fico muito feliz quando acontecem coisas em prol dos mais necessitados. Há aproximadamente 20 dias eu cobrei a entrega dessas casas que já estavam prontas, mas não podiam ser entregues, porque o acesso ao bairro não estava finalizado.  Mas, ontem mesmo eu observei que a terraplanagem e o calçamento estão sendo feitos de forma rápida. ”, explicou Manoel Bezerra.

 

Vereador reivindica pagamento dos terceirizados

Durante a sessão desta terça-feira (24) o vereador Raério Araújo (PRB) cobrou o pagamento do salário em atraso dos funcionários terceirizados que trabalham para o município de Mossoró. Para o vereador, o atraso nos salários é comparável ao trabalho escravo, pois os trabalhadores estão há meses realizando suas funções sem receber.

 

“Muito tem se falado em trabalho escravo. Estamos vendo os terceirizados trabalhando sem receber e passando necessidade. Para mim isso é também trabalho escravo. Peço para que a Prefeitura de Mossoró providencie o pagamento desses trabalhadores o mais rápido possível.”, disse Raério.

 

Iluminação

 

Raério cobrou ainda a intensificação nos serviços de reposição de lâmpadas em Mossoró. “Soube que apenas 6 equipes trabalham repondo as lâmpadas. Vai terminar o mandato da prefeita e eles não conseguirão repor todas as lâmpadas. Nós pagamos uma taxa de iluminação pública e Mossoró está as escuras.”.

Deixe seu comentário

Oportunidade: Governo publica edital para concurso do Itep

24 Out2017

Por Jbelmont às 07h20

Edital foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (24). Serão disponibilizadas 156 vagas.

 

O Governo do Rio Grande do Norte publicou no Diário Oficial desta terça-feira (24) edital do concurso público para o provimento de cargos no Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). Estão sendo disponibilizadas 156 vagas para os cargos de perícia criminal (50), perito médico legista (40), médico psiquiatra (8), agente de necropsia (35) e agente técnico forense (23).

 

O concurso será realizado pelo Instituto AOCP e as provas serão realizadas no dia 4 de fevereiro de 2018. As inscrições começam a partir das 8h do dia 1º/11/2017 e vão até às 23h59 do dia 19/12/2017. Para cargos de nível médio, a taxa de inscrição será de R$ 70, enquanto para o superior terá um custo de R$ 110.

 

Três concursos

 

Ao todo serão três concursos, este e outros dois que serão realizados nos anos de 2019 e 2020. No total serão oferecidas 420 vagas, número que supera a decisão inicial de contratação de 358 servidores e atende às necessidades de composição do quadro pessoal do órgão.

 

A definição sobre a quantidade e abertura de vagas para cada concurso foi decido através de um Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre o Governo do Estado e o Ministério Público Estadual, mediante as necessidades mais urgentes do Itep.

 

As vagas não preenchidas no primeiro concurso serão oferecidas no edital do segundo, assim como as vagas pendentes deste ficarão disponíveis para o terceiro certame. O termo de acordo firmado entre o MPE e o Estado prevê prazos para nomeação dos aprovados em cada concurso. No certame deste ano, as nomeações devem ocorrer até o dia 31 de julho de 2018.

 

O segundo concurso tem um prazo para nomeação dos aprovados com data limite para o dia 31 de dezembro de 2019, enquanto o terceiro e último prevê nomeação até o dia 31 de julho de 2021.

 

As vagas de nível superior serão ofertadas para os cursos de Ciências Contábeis (6), Ciências Biológicas (6), Engenharia Civil (6), Ciências da Computação (8), Engenharia Elétrica (4), Químico (6), Farmácia Bioquímica (8), Psicologia (6), Médico (40), Médico Psiquiatra (8).

Os salários variam de R$ 2.807 até 7.440, de acordo com o cargo. As vagas ofertadas para o nível médio são referentes aos cargos de agente de necropsia e agente técnico forense.

Deixe seu comentário

'Surpreendidos com luto em dia de festa', diz pastor que celebraria casamento de jovem morto em acidente no RN

24 Out2017

Por Jbelmont às 07h11

Carlos Adriel morreu duas horas antes de entrar na igreja em que ia se casar, na cidade de Baraúna. Ele tinha 21 anos de idade.

 


Paloma e Carlos Adriel iriam se casas no sábado (22), dia em que ele sofreu um acidente e morreu (Foto: Savio Oliveira)

 

O pastor que celebraria o casamento cujo noivo morreu duas horas antes de entrar na igreja, em um acidente de carro, conta que ficou em choque com a notícia da fatalidade. “Já estava tudo pronto. Igreja toda arrumada para a cerimônia, além da recepção, que ia ser na casa de um amigo do casal. Fomos surpreendidos com o luto em dia de festa”, lamenta o pastor José Luiz.

 

Carlos Adriel Mendes da Silva, de 21 anos, morreu em um acidente de trânsito na tarde do sábado (21) na cidade de Baraúna, na região Oeste potiguar. Ele estava indo para casa deixar pétalas de flores para a noiva. No caminho, a moto em que ele estava bateu em um carro. Carlos morreu antes de o socorro chegar.

 

“A cidade toda está com sentimento de perda, abalo e tristeza.”, afirma o pastor José Luiz. O religioso atuou por mais de quatro anos na Assembleia de Deus Central de Baraúnas, que a noiva, Paloma Ismaelly, costumava frequentar. Por isso ele foi escolhido para celebrar o casamento.

 

José Luiz conta que a moça é atuante na religião evangélica e, desde criança, participa das atividades da igreja.

 

O noivo Carlos Adriel era estudante e trabalhava em uma padaria em Baraúna. O rapaz morava na comunidade de Juremal, na zona rural do município, local em que também fica a igreja que ele costumava ir com a família.

 

A Assembleia de Deus do distrito de Juremal é administrada pelo pastor José Ribamar. Em contato com o G1, ele disse que agora tenta consolar os parentes da vítima. “Nunca ouvi falar de um jovem que tivesse sofrido uma fatalidade dessa no dia do seu casamento. Agora, é tentar consolar a família, um a um, para superar a dor da separação”.

 

A igreja ficou lotada durante o velório, realizado neste domingo (22). A morte do jovem comoveu a população da cidade.

Corpo do jovem foi velado na Igreja Assembleia de Deus, na comunidade Juremal (Foto: Reprodução/Inter TV Costa Branca)

 

G-1RN

Deixe seu comentário

Negociação para livrar Temer de denúncia envolve R$ 12 bilhões

24 Out2017

Por Jbelmont às 06h56

 

 

Governo alivia dívidas e multas, libera emendas e desiste de privatizações

 

O presidente Michel Temer - Givaldo Barbosa / Agência O Globo 23/10/2017

 

BRASÍLIA — As negociações do presidente Michel Temer com os deputados para garantir que a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República seja sepultada na Câmara esta semana envolveram pelo menos R$ 12 bilhões — além de cargos e benesses de valor inestimável, como a mudança no combate ao trabalho escravo. Só de emendas parlamentares pagas desde o início de setembro foram R$ 881 milhões. Mas houve ainda uma frustração de receita com o novo Refis, estimada até o momento em R$ 2,4 bi; a desistência de privatizar Congonhas no ano que vem, cuja outorga era estimada em R$ 6 bi, e, por fim, a possibilidade de abdicar de R$ 2,8 bi com a anistia de parte das multas ambientais prevista no decreto editado na segunda-feira

 

 O Palácio do Planalto acelerou a liberação de recursos para o empenho de emendas parlamentares obrigatórias desde setembro, quando apareceu a segunda denúncia contra Temer. Foram R$ 881,3 milhões em menos de dois meses, sendo R$ 607,9 milhões apenas nos primeiros 21 dias de outubro e R$ 273,4 milhões em setembro. No final da semana passada, grandes volumes foram liberados para deputados e senadores: R$ 122,4 milhões na sexta-feira e ainda R$ 53,2 milhões no sábado, segundo os dados da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

 

Desde a primeira denúncia, o governo já empenhou R$ 5,1 bilhões, sendo R$ 4,28 bilhões apenas com os 513 deputados. Na prática, já foi gasto quase tudo do que está previsto para o ano, que é de R$ 6,1 bilhões com o contingenciamento. Mas Temer resolveu ampliar a promessa e, segundo aliados, quer esquecer este contingenciamento e retomar o valor original destinado às emendas parlamentares, que é de R$ 9 bilhões no Orçamento de 2017. Se Temer fizer isso, cada um dos 513 deputados e 81 senadores vai ganhar uma cota de R$ 15 milhões e não os R$ 10,7 milhões fixados depois do corte.

 

— Ele prometeu voltar aos R$ 15 milhões para cada um e empenhar tudo até 30 de novembro — disse um integrante das negociações com a base aliada.

 

As emendas individuais de deputados e senadores têm caráter obrigatório, ou seja, devem ser pagas. Mas o ritmo desse empenho é o governo quem dita, conforme as conveniências políticas. O empenho é apenas uma promessa de pagamento futuro dos gastos com obras nas paróquias dos políticos. A segunda denúncia contra Temer foi encaminhada pelo ex-procurador Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 14 de setembro. Até o dia 13, haviam sido empenhados R$ 52,7 milhões. Desde então, foram R$ 828,6 milhões.

 

Aliados dizem que o Planalto ainda nomeou para os cerca de 20 cargos que estavam represados desde a primeira denúncia. Mas o governo abriu mão de bilhões ao atender a pedidos de aliados, desistindo de privatizações e ampliando benesses a devedores na nova Medida Provisória do Refis e ainda com o decreto que reduz multas de crimes ambientais.

 

O governo já perdeu R$ 2,4 bilhões com as concessões feitas no âmbito do Refis (programa de refinanciamento de dívidas junto à União), porque a arrecadação esperada era de R$ 13,3 bilhões e agora está em R$ 10,9 bilhões. A Receita chegou a estimar o prejuízo em R$ 5 bilhões. A conta de R$ 2,4 bilhões pode aumentar, a depender no texto final do novo Refis. Mas a perda maior em termos de arrecadação se refere à desistência da privatização do aeroporto de Congonhas: R$ 6 bilhões eram esperados no leilão. O governo desistiu para agradar ao PR do ex-deputado e ex-presidiário Valdemar Costa Neto, que comanda o setor.

 

Dois dias antes de o plenário da Câmara enfrentar a denúncia, Temer assinou ontem um decreto que dá descontos de até 60% em multas ambientais ainda não pagas, que serão convertidas em prestação de serviços na área ambiental. A perda de receita chegará até R$ 2,76 bilhões. Ontem, a bancada ruralista, a maior do Congresso, comemorava o novo aceno, depois de já ter conseguido mudar as regras sobre trabalho escravo.

 

A justificativa do governo, descrita no site do Ministério do Meio Ambiente, é que a medida vai destravar cerca de R$ 1,2 bilhão represado, que será aplicado na compensação ambiental.

 

G-1

Deixe seu comentário

Temer se reúne com deputados a dois dias de votação da denúncia na Câmara

24 Out2017

Por Jbelmont às 00h32

O presidente Michel Temer recebeu na noite desta segunda-feira (23) parlamentares aliados no Palácio da Alvorada. O encontro foi convocado para discutir a votação na Câmara do parecer que recomenda a rejeição da denúncia contra o presidente e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

 

Temer chegou ao Palácio da Alvorada por volta das 19h30. Pouco depois, Padilha também chegou ao encontro.

 

Entre os presentes à reunião, conforme a assessoria da Presidência, estavam 13 deputados, entre os quais o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e os deputados Carlos Marun (PMDB-MS), Darcísio Perondi (PMDB-RS) e Beto Mansur (PRB-SP).

 

Além dos parlamentares, também participaram do encontro os ministros da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy e do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. Encerrada a reunião, Temer ofereceu um jantar aos deputados e ministros.

 

Dois dos presentes no encontro afirmaram ao G1 que foi repassada a projeção de votos para quarta de todas as bancadas dos partidos da base, citando deputado por deputado com a respectiva tendência de posicionamento.

 

O mapa indicou vitória do governo por placar próximo ao da primeira denúncia contra Temer.
Em agosto, 263 deputados votaram para não autorizar o prosseguimento da acusação.

 

G1

Deixe seu comentário

Câmara realiza audiência pública em apoio à Polícia Civil

24 Out2017

Por Jbelmont às 00h07

A Câmara Municipal de Mossoró vai realizar, nessa quinta-feira (26), a partir das 9h, no plenário, audiência pública sobre a situação da Polícia Civil em Mossoró e região. A audiência é uma resposta dos vereadores ao pedido da Polícia Civil, que luta por melhores condições de trabalho. A proposição da audiência, do vereador Alex Moacir (PMDB), teve o apoio de todos os vereadores da Casa.

 

 

 A Polícia Civil vem realizando campanha em todo o estado em busca de infraestrutura, aumento do efetivo policial e pagamentos dos salários em dia. “Esse é um movimento pela valorização da instituição da Polícia Civil. Estamos buscando garantia de salário em dia, melhoria na estrutura física das delegacias e também maior efetivo policial.”, explicou o delegado e diretor da Adepol-RN, Rafael Câmara. 

Deixe seu comentário