.

RN registra 816 novos casos de coronavírus e 03 óbitos nas últimas 24 horas

27 Jan2021

Por Jbelmont às 13h00

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quarta-feira (27). Foram mais 816 casos confirmados, totalizando 137.557. Na terça-feira (26) eram 136.741 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.259 no total. Foram 03 (três) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (02 em Currais Novos e 01 em Patu). Até terça-feira (26), eram contabilizados 3.256 mortos. Óbitos em investigação são 570.

Casos suspeitos somam 77.837 e descartados são 317.644. Recuperados são 95.604.

Deixe seu comentário

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN nesta quarta-feira é de 62,6%; pacientes internados são 319

27 Jan2021

Por Jbelmont às 12h58

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,6%, registrada no fim da manhã desta quarta-feira (27). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 319.

Até o momento desta publicação são 92 leitos críticos (UTI) disponíveis e 154 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 137 disponíveis e 165 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Oeste apresenta 66,3% dos leitos críticos ocupados, a Grande Natal tem 61,8% e o Seridó 57,1%.

Deixe seu comentário

TRE fará hoje recontagem de votos que vai alterar bancada federal do RN

27 Jan2021

Por Jbelmont às 09h20

A bancada federal do Rio Grande do Norte deverá sofrer uma mudança nesta quarta-feira (27). O acórdão da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN), que indeferiu o registro da candidatura de Kericlis Alves Ribeiro a deputado federal em 2018 foi publicado na noite desta terça-feira (26), no “Diário da Justiça Eletrônico”. Com isso, o TRE-RN deve recalcular hoje, às 13h, os votos das coligações para deputado federal nas eleições de 2018. As informações são da Tribuna do Norte.

A decisão do TRE-RN da última sexta-feira (22) anulou os 8.990 votos dados a Kericlis Alves Ribeiro, o “Kerinho”, na campanha para deputado federal em 2018. Kerinho não foi eleito, mas acabou ajudando a eleger o deputado federal Beto Rosado (PP). Sem os votos de Kériclis, o parlamentar do PP perderá o mandato.

Após a retotalização, a cadeira de Beto ficará com o primeiro suplente do Partido dos Trabalhadores (PT), Fernando Mineiro, que obteve 98.070 votos nas eleições de 2018 e atualmente é secretário de Gestão de Projetos do governo Fátima Bezerra (PT).

Além da recontagem dos votos proporcionais, a publicação do acórdão permite a abertura de prazo para que a defesa de Kericlis Alves Ribeiro recorra da decisão que indeferiu seu registro de candidatura a deputado federal, vez que ele não teria deixado cargo comissionado na prefeitura de Monte Alegre, na Grande Natal, três meses antes das eleições daquele ano.

GRANDE PONTO

Deixe seu comentário

Mega-Sena, concurso 2.338: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio acumula em R$ 4 milhões

26 Jan2021

Por Jbelmont às 21h23

Veja as dezenas sorteadas: 08 - 21 - 23 - 34 - 42 - 47. A Quina teve 22 apostas ganhadoras e cada uma leva mais de R$ 41 mil.



Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2338 da Mega-Sena, que foram sorteados nesta terça-feira (26) em São Paulo. O prêmio acumulou e o valor previsto para o próximo sorteio, que será realizado na quinta-feira (28), é de R$ 4 milhões.

Veja as dezenas sorteadas: 08 - 21 - 23 - 34 - 42 - 47.

A Quina teve 22 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 41.770,96.
A Quadra teve 1.692 apostas ganhadoras e cada uma ganhou R$ 775,88.

Deixe seu comentário

Brasil registra mais 89 mil recuperados e totaliza 7.798.655 curados da Covid-19

26 Jan2021

Por Jbelmont às 21h15


O Brasil registrou nesta terça-feira (26) mais 89.053 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 7.798.655 pessoas curadas da doença.

O número de pessoas curadas já representa 87,2% do total de casos acumulados.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil mais de oito vezes superior ao número de casos ativos (915.823), que são os pacientes em acompanhamento médico.

No mundo, estima-se que pelo menos 72,7 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram, de acordo com o site Wolrdometers.

BG

Deixe seu comentário

Média móvel de mortes por Covid no Brasil sobe pelo 4º dia e chega a 1.058; total se aproxima de 219 mil

26 Jan2021

Por Jbelmont às 20h34

País contabilizou 8.936.590 casos e 218.918 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. AM quebra recorde com 192 mortes registradas em 24 horas.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta terça-feira (26).

O país registrou 1.206 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 218.918 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.058. Essa média está em crescimento há 4 dias seguidos e novamente é a maior desde 4 de agosto (quando foi de 1.066 mortes). A variação foi de +6% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.936.590 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 63.626 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 51.550 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -6% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Cinco estados estão com alta nas mortes: MG, GO, MT, AM e RR.

Segue chamando atenção a situação do estado do Amazonas, que registrou sua maior marca de mortes por Covid em 24 horas até aqui. Foram 192, o que levou também a um recorde em sua média móvel de óbitos. Na última semana, morreram por coronavírus em média 139 pessoas por dia no estado. Em maio, no ápice do primeiro pico de Covid-19 no AM, essa média não passou da casa dos 70 mortos por dia.

Brasil, 26 de janeiro
Total de mortes: 218.918
Registro de mortes em 24 horas: 1.206
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.058 (variação em 14 dias: +6%)
Total de casos confirmados: 8.936.590
Registro de casos confirmados em 24 horas: 63.626
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 51.550 por dia (variação em 14 dias: -6%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou um boletim parcial às 13h, com 217.806 mortes e 8.881.853 casos confirmados.)

Estados
Subindo (5 estados): MG, GO, MT, AM e RR
Em estabilidade (17 estados e o DF): ES, RJ, SP, DF, MS, AC, PA, RO, TO, AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE
Em queda (4 estados): PR, RS, SC e AP
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação
Balanço da vacinação contra Covid-19 no Brasil nesta terça (26) aponta que 17 estados e o Distrito Federal vacinaram 844.015 pessoas, segundo dados divulgados até as 20h. Os demais não divulgaram números consolidados de vacinação que representem todo o estado.

g1

Deixe seu comentário

RN registra 600 novos casos de coronavírus; 05 óbitos nas últimas 24 horas, e outros 11 após exames laboratoriais de dias anteriores

26 Jan2021

Por Jbelmont às 13h41

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (26). Foram mais 600 casos confirmados, totalizando 136.741. Na segunda-feira (25) eram 136.141 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.256 no total. Foram 05 (cinco) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (02 em Caicó, 01 em Jardim do Seridó, 01 em Santana do Matos e 01 em Natal).

A Sesap também registrou 11 (onze) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até segunda-feira (25), eram contabilizados 3.240 mortos. Óbitos em investigação são 564.

Casos suspeitos somam 76,535 e descartados são 315.388. Recuperados são 95.604.

BG

 

Deixe seu comentário

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN nesta terça-feira é de 62,4%; pacientes internados são 308

26 Jan2021

Por Jbelmont às 13h37

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62,4%, registrada no fim da manhã desta terça-feira (26). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 308.

Até o momento desta publicação são 92 leitos críticos (UTI) disponíveis e 153 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 149 disponíveis e 155 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Oeste apresenta 67,5% dos leitos críticos ocupados, a região Seridó tem 65,7% e a Região metropolitana de Natal 58,5%.

Deixe seu comentário

Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

26 Jan2021

Por Jbelmont às 13h32

O governo federal vai pagar, na próxima quinta-feira (28), mais de R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. A portaria do Ministério da Cidadania foi publicada nesta terça-feira (26) no Diário Oficial da União, após análise das contestações e revisões decorrentes de atualizações de dados governamentais.

O grupo de beneficiários inclui cerca de 191 mil pessoas que contestaram a suspensão do benefício no site da Dataprev, entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro de 2020, além de 5 mil pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro de 2021. Elas receberão de uma só vez todas as parcelas a que têm direito.

De acordo com o ministério, entre as 196 mil pessoas, há 8,3 mil que receberão a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial. Outras 40,9 mil pessoas receberão as três últimas parcelas. Uma terceira faixa, de quase 68,1 mil cidadãos, receberá a quarta e a quinta parcelas. Por último, 78,3 mil vão embolsar somente a quinta parcela.

Deixe seu comentário

Com mais doses, 118 cidades do RN imunizarão profissionais de saúde

26 Jan2021

Por Jbelmont às 07h19

 

Os dois novos lotes das vacinas contra a Covid-19 recebidos pelo Rio Grande do Norte nos últimos dois dias são suficientes para finalizar a vacinação dos profissionais de saúde em 118 municípios potiguares. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN), que não informou, porém, quais são os municípios que concluem essa primeira fase da campanha, tampouco divulgou a lista dos que dependem de novas remessas de imunizantes.

 

Nesta segunda-feira (25), a Sesap iniciou a distribuição das doses da vacina AstraZeneca/Oxford para as cidades e recebeu novas doses da Coronavac.

 

Juntas, as remessas devem vacinar 37,6 mil pessoas. As vacinas se somam ao primeiro lote de 82 mil doses da Coronavac, recebida pelo Estado no dia 18 e distribuída para os municípios no dia seguinte para vacinar 39,2 mil pessoas (cada uma recebe duas doses do imunizante em um intervalo de duas a quatro semanas).

 

A campanha de imunização contra a covid-19 no Rio Grande do Norte começou no dia 20 deste mês. Segundo os dados da plataforma RN+Vacina, elaborada pelo Governo do Estado em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), 18,3 mil pessoas receberam doses da vacina até esta segunda-feira (25). A expectativa é ter, com os três lotes recebidos, cerca de 76,8 mil vacinados no Estado nos próximos dias.

 

Os primeiros vacinados foram os profissionais de saúde da linha de frente de combate à pandemia e idosos residentes em abrigos. Eles seguem como primeiros grupos a receberem a vacina até que todos estejam imunizados. Como as primeiras 82 mil doses foram suficientes para vacinar apenas 39,6% dos profissionais de saúde, a remessa de 31,5 mil doses da AstraZeneca (aplicadas todas de uma vez porque o intervalo para a segunda dose é maior) e as 14,6 mil do segundo lote da Coronavac, também são destinadas aos grupos.

 

Apesar das novas remessas serem suficientes para imunizar todos os profissionais de saúde de 118 municípios, 49 cidades potiguares ainda necessitam de novos lotes para concluir a vacinação desse grupo prioritário. “Essa quantidade de doses ainda está muito distante de ser suficiente para a população do Rio Grande do Norte, mas cada lote que chega, simboliza milhares de vidas que seguem sendo salvas”, disse a governadora Fátima Bezerra nesta segunda-feira (25), após o recebimento de novas cargas com os imunizantes.

 

Confira matéria completa na Tribuna do Norte.

Deixe seu comentário

Covid: Associação Médica do RN defende tratamento precoce com Ivermectina

26 Jan2021

Por Jbelmont às 07h09

A Associação Médica do Rio Grande do Norte (AMRN) defendeu nesta segunda- feira (25) a adoção do tratamento precoce contra a Covid-19 com a prescrição de protocolo de medicamentos como cloroquina, ivermectina e azitromicina na fase inicial da doença, ressaltando que as drogas são eficazes, ajudam aos pacientes a não evoluírem para estágios mais graves da moléstia, coibem a sobrecarga do sistema de saúde com internações e evitam óbitos.

As declarações foram dadas em coletiva de imprensa realizada no auditório da instituição que contou com a participação do presidente da AMRN, Marcelo Cascudo (cardiologista); Geraldo Ferreira (anestesiologista); Fernando Suassuna (Infectologista); Álvaro Barros (Cardiologista); Marcos Leão (Hematologista); Roberta Lacerda (Infectologista); Luiz Alberto Marinho (Infectologista) e João Maria de Lucena Marinho (Cardiologista).

Todos os profissionais médicos foram enfáticos e reforçaram a necessidade da adoção do tratamento precoce, defenderam a autonomia do médico em observar as especificidades de cada caso e criticaram a politização da pandemia o que segundo eles acaba confundindo a opinião pública.

“A Covid-19 é uma doença nova e os médicos foram adotando suas condutas através da observação diária dos atendimentos realizados. Hoje é ponto pacífico entre a categoria que aquela orientação de só buscar o médico quando se sentir cansado é errada. A nossa recomendação é de que ao sinal dos primeiros sintomas é essencial buscar um médico e este ao observar as condições do paciente, seu histórico e situação prescreve a medicação que ele achar necessária. Também sabemos pela experiência vivenciada ao longo da pandemia que a adoção do tratamento precoce com cloroquina, ivermectina, azitromicina e outras substâncias mostrou eficiência e contribuiu para evitar o agravamento da doença. Portanto, baseado na opinião e experiência de médicos que estão no enfrentamento da Covid-19 desde o início da pandemia defendemos essa conduta”, destacou o presidente da AMRN, Marcelo Cascudo.

A infectologista Roberta Lacerda que atua nos Hospitais Giselda Trigueiro e Onofre Lopes revelou que trata pacientes em estágios iniciais com essas drogas e informou que existem diversos estudos e pesquisas de instituições internacionais que atestam a eficácia do tratamento precoce.

“Hidroxicloroquina, Ivermectina e Azitromicina são medicamentos usados há muito tempo para outros tipos de doenças e nesse período da pandemia quando aplicados em pacientes infectados pelo novo coronavírus, associados a outras intervenções terapêuticas produziram uma resposta bem positiva. As evidências que observamos no dia a dia atestam o sucesso dessa prática que precisa ser defendida e usada. Já existem diversos estudos e publicações corroborando e comprovando o que estamos vendo diariamente nas unidades de saúde e consultórios. É preciso deixar a população bem informada e dizer que há sim medicação para tratar a Covid-19”, asseverou Roberta.

GRANDE PONTO

Deixe seu comentário

Prefeitura divulga calendário e promete salário e adiconais dentro do mês

25 Jan2021

Por Jbelmont às 21h52

Prefeitura divulga datas de pagamento
Imagem: Secom/PMM

A Prefeitura de Mossoró anunciou hoje (25) o calendário de pagamento do servidor público municipal de 2021.

Conforme o cronograma anual, o funcionalismo receberá salário no último dia útil de cada mês.

Ou seja, salário base e adicionais dentro do mês trabalhado.

Sobre vencimentos atrasados de 2020, a Prefeitura afirma que “estuda medidas administrativas e legais para fazer o pagamento”.

A dívida, segundo o Executivo, supera R$ 11 milhões e diz respeito à insalubridade, horas extras, 13º salário, diárias e outros direitos.

A gestão promete anunciar, em breve, como será esse pagamento.

Em relação ao terço de férias dos professores, a gestão municipal garante que também será pago ainda este mês.

Sobre décimo terceiro salário, a Prefeitura afirma que iniciou levantamento financeiro para verificar se consegue pagá-lo no mês do aniversário do servidor ou em dezembro.

Deixe seu comentário

Brasil registra mais de 7,7 milhões de curados da Covid-19

25 Jan2021

Por Jbelmont às 21h38

Foto: Divulgação/AI Santa Casa de Piracicaba

O Brasil registrou nesta segunda-feira (25) mais 55.832 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 7.709.602 pessoas curadas da doença.

O número de pessoas curadas já representa 86,9% do total de casos acumulados.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil quase oito vezes superior ao número de casos ativos (944.127), que são os pacientes em acompanhamento médico.

No mundo, estima-se que pelo menos 72,2 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram, de acordo com o site Wolrdometers.

Deixe seu comentário

Natal receberá mais 13 pacientes de Manaus com Covid-19 nesta segunda-feira (25)

25 Jan2021

Por Jbelmont às 20h25

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) aguarda a chegada de 13 novos pacientes com Covid-19 oriundos de Manaus (AM). O desembarque deve acontecer ainda nesta segunda-feira, 25.

O Ministério da Saúde contactou as equipes da SMS solicitando apoio para acolhimento e tratamento em leitos do Hospital de Campanha de Natal. A aeronave decolou às 16h de Parintins-AM e tem previsão de chegada às 20h25 na Base Aérea de Natal.

Os pacientes estão sendo transferidos do Amazonas para outros estados porque Manaus e adjacências enfrentam uma crise no abastecimento de oxigênio hospitalar há quase duas semanas. O caso vai ser investigado pelo Ministério Público.

VEJA MAIS: Três pacientes vindos de Manaus para o RN com Covid-19 melhoram e podem ter alta

O Samu Natal será responsável pela transferência dos indivíduos até a unidade hospitalar do município junto com a STTU, a Polícia Militar, o Samu RN e ambulâncias da Maternidade Januário Cicco e do Hospital Onofre Lopes.

Com a vinda dos novos pacientes, chega a 41 o número de pessoas com Covid-19 transferidas do Amazonas para o Rio Grande do Norte.

Confira a distribuição de pacientes internados:

Hospital de Campanha de Natal: 29
Hospital Universitário Onofre Lopes: 10
Hospital Giselda Trigueiro: 2

Total: 41

BG

Deixe seu comentário

Média móvel de mortes por coronavírus no Brasil chega a 1.055, a maior desde 4 de agosto; há 217,7 mil óbitos

25 Jan2021

Por Jbelmont às 20h19

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta segunda-feira (25).

O país registrou 631 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 217.712 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.055, a maior desde 4 de agosto (quando foi de 1.066 mortes). A variação foi de +6% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.872.964 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 28.364 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 51.532 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -6% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Cinco estados estão com alta nas mortes: MG, GO, MT, AM e RR.

Brasil, 25 de janeiro
Total de mortes: 217.712
Registro de mortes em 24 horas: 631
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.055 (variação em 14 dias: +6%)
Total de casos confirmados: 8.872.964
Registro de casos confirmados em 24 horas: 28.364
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 51.532 por dia (variação em 14 dias: -6%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou um boletim parcial às 13h, com 217.133 mortes e 8.850.135 casos confirmados.)

Estados
Subindo (5 estados): MG, GO, MT, AM e RR
Em estabilidade (18 estados e DF): SC, ES, RJ, SP, DF, MS, AC, PA, RO, TO, AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE.
Em queda (3 estados): PR, RS e AP
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

G1

Deixe seu comentário

Janeiro ultrapassa dezembro em número de mortes por Covid-19, indicam secretarias de Saúde

25 Jan2021

Por Jbelmont às 15h56

Mês é o segundo consecutivo, desde julho, em que as mortes de um mês superam as do mês anterior.

 



As mortes por Covid-19 no Brasil em janeiro ultrapassaram, no domingo (24), as registradas em todo o mês de dezembro, mostram dados apurados pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias de Saúde do país. O mês já é o segundo consecutivo, desde julho, em que as mortes de um mês superam as do mês anterior.

Enquanto dezembro teve 21.811 vidas perdidas para a doença, do dia 1º de janeiro até as 20h de domingo (24), 22.105 mortes por Covid foram registradas. O número é maior que o de novembro e outubro e fica próximo do visto em setembro (veja gráfico).

As médias móveis diárias calculadas pelo consórcio de imprensa também apontam que houve uma tendência nacional de aumento nos óbitos por 14 dias consecutivos de janeiro – do dia 8 ao dia 21.

O dado parcial referente a janeiro foi calculado subtraindo-se as mortes totais de dezembro (194.976) do total de mortes até as 20h de domingo (217.081). Os números dos meses anteriores foram determinados com a mesma metodologia, mas considerando o último dia de cada mês. (Veja mais ao final da reportagem).

Colapso em Manaus

 



Antes mesmo de terminar, janeiro já viu um colapso dos sistemas de saúde em Manaus, única cidade do Amazonas com unidades de tratamento intensivo (UTIs). O estado tem, de forma ininterrupta, tendência de alta diária na média móvel de mortes por Covid desde 22 de dezembro.

A falta de oxigênio na cidade fez com que mais de 200 pacientes tivessem que ser transferidos para outros estados e cilindros com o gás tivessem que ser doados pela Venezuela. Mesmo dias depois de o problema ser anunciado, familiares de pacientes internados ainda tinham que comprar cilindros por conta própria.

Especialistas ouvidos pelo G1 creditam o aumento das mortes no país às festas de fim de ano e à variante detectada no Amazonas, mais transmissível. Eles também preveem que o colapso visto em Manaus deve se repetir no resto do Brasil.

"Manaus está sempre à nossa frente. O que acontece em Manaus vai acontecer em outros lugares. É uma questão de tempo", afirma Ethel Maciel, enfermeira epidemiologista e professora titular da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).
Maciel avalia que, sem campanhas de conscientização ou medidas restritivas e com o espalhamento da nova variante, muitas pessoas ainda irão morrer.

"Nós não reconhecemos o problema, continuamos como se o vírus não estivesse aqui. Ele está matando e vai matar muita gente. Essa variante no Brasil se espalha muito rápido e tem muitos indícios de que despista o sistema imune. E a gente continua com tudo aberto, tudo normal", diz.
O médico e pesquisador Marcio Bittencourt, do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP), ressalta que a situação da pandemia ainda é diferente de um estado para o outro, mas faz previsões semelhantes.

"O que a gente tem em janeiro é o aumento [de casos e mortes] em várias regiões, em grande parte relacionado às medidas de flexibilização. As pessoas não estão fazendo [as medidas de prevenção], estão se contaminando mais e morrendo mais. Isso é o principal", afirma.

"O segundo ponto é a saturação da estrutura hospitalar – que faz com que pessoas que deveriam conseguir sobreviver acabem falecendo porque o sistema colapsou, foi incapaz de oferecer assistência à saúde, em vários aspectos, na Região Norte, principalmente na região que tem Manaus como referência", explica Bittencourt.
Existe, ainda, a questão da nova variante do coronavírus na região – mais transmissível.

"[Há] uma nova variante do vírus – que caracteriza maior transmissibilidade e, aparentemente, quadros mais graves, potencialmente justificando parte da mortalidade. A curva de mortalidade lá é impressionante, muito maior que no ano passado. Pessoas de 40, 50, 60 anos morrendo", diz o médico.
Por fim, Bittencourt lembra que esta é a época de gripe no Norte do país. "Se tudo seguir esse padrão, a gente vai ter um novo episódio nos próximos meses – março, abril, maio no Nordeste e, mais para frente, no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Vai haver uma piora sazonal independentemente da variante", afirma.

No dia 20, o Amazonas registrou mais de 5 mil novos casos de Covid, um recorde; 3,6 mil foram detectados em Manaus. Ao todo, o estado tem 249.713 casos e 7.146 mortes pela doença.

g1

Deixe seu comentário

Restaurante Colina Dos FLAMBOYANTS Cerro Corá entre os melhores

25 Jan2021

Por Jbelmont às 12h39

ChefJane Silva/ Restaurante Colina Dos FLAMBOYANTS
Segundo Lugar no FESTIVAL DE GASTRONOMIA DE MARACAJAÚ

Deixe seu comentário

RN registra 357 novos casos de coronavírus; 03 óbitos nas últimas 24 horas, e outros 02 após exame laboratoriais de dias anteriores

25 Jan2021

Por Jbelmont às 12h30

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (25). Foram mais 357 casos confirmados, totalizando 136.131. No domingo (24) eram 135.774 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.240 no total. Foram 3 (três) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (Parnamirim, São Tomé e Equador).

A Sesap também registrou 2 (dois) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até domingo (24), eram contabilizados 3.235 mortos. Óbitos em investigação são 559.

Casos suspeitos somam 74.937 e descartados são 313.196. Recuperados são 95.604.

 

Deixe seu comentário

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN nesta segunda-feira é de 62%; Seridó tem cenário mais alarmante, com 85,7%

25 Jan2021

Por Jbelmont às 12h28

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 62%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (25). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 313.

Até o momento desta publicação são 93 leitos críticos (UTI) disponíveis e 152 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 143 disponíveis e 161 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Seridó apresenta 85,7% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 62,5% e a Região metropolitana de Natal 55,4%.

Deixe seu comentário

Vacina contra Covid-19: RN recebe mais 14,8 mil doses da CoronaVac nesta segunda (25), diz governadora

25 Jan2021

Por Jbelmont às 10h23

Aterrissagem do terceiro carregamento de vacinas no RN está prevista para às 11h30, segundo Fátima Bezerra (PT).

 



Rio Grande do Norte recebeu carregamento com 31,5 mil doses da vacina de Oxford contra Covid-19 neste domingo (24). — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte recebe mais 14.800 doses da vacina Coronavac, para imunização contra Covid-19, nesta segunda-feira (25), segundo anunciou a governadora Fátima Bezerra (PT). O lote vai chegar ao estado um dia após o estado receber 31,5 mil doses da vacina de Oxford, enviadas pelo Ministério da Saúde. A previsão é que o voo chegue às 11h30 ao Rio Grande do Norte.

"O lote de hoje ainda está longe de ser suficiente para todos, mas vamos conseguir imunizar cerca de 7.400 pessoas com as duas dosagens necessárias", afirmou Fátima em uma rede social.

Vacina de Oxford: o que se sabe até agora
Oxford e CoronaVac: veja raio X das vacinas aprovadas pela Anvisa para uso emergencial
O Rio Grande do Norte recebeu, na tarde deste domingo (24), um carregamento com 31,5 mil doses da vacina fabricada pela Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca, contra a Covid-19. A aeronave da Gol pousou com o material por volta das 16h no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal.

Essas foram as primeiras doses do imunizante da Oxford que chegam ao estado e se somaram a 82,4 mil doses da Coronavac que chegaram na madrugada da última terça-feira (19). Ambas as vacinas são as únicas autorizadas pela Anvisa, até agora, no Brasil.

Por causa do reduzido número de doses, até agora, o estado começou apenas a vacinação de profissionais de saúde da linha de frente contra a Covid-19 e idosos em instituições como asilos.

Deixe seu comentário

Brasil registra 7.653.770 recuperados da Covid-19

24 Jan2021

Por Jbelmont às 20h56

Foto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

O Brasil registrou neste domingo (24) mais 25.332 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 7.653.770 pessoas curadas da doença.

O número de pessoas curadas já representa 86,5% do total de casos acumulados.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil quase oito vezes superior ao número de casos ativos (973.770), que são os pacientes em acompanhamento médico.

No mundo, estima-se que pelo menos 71,6 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram, de acordo com o site Wolrdometers.

Deixe seu comentário

Brasil tem mais de 8,8 milhões de casos de Covid-19; 606 mortes foram registradas em 24 horas

24 Jan2021

Por Jbelmont às 20h45

País registrou 8.844.600 casos e 217.081 óbitos provocados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Média móvel de mortes aparece acima de 1 mil pelo quarto dia seguido.

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h deste domingo (24).

O país registrou 606 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 217.081 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.030. A variação foi de +3% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.844.600 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 28.487 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 51.642 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -5% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade também nos diagnósticos.

Oito estados estão com alta nas mortes: AL, AM, GO, MG, MT, RO, RR e TO.

Brasil, 24 de janeiro
Total de mortes: 217.081
Registro de mortes em 24 horas: 606
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.030 (variação em 14 dias: +3%)
Total de casos confirmados: 8.844.600
Registro de casos confirmados em 24 horas: 28.487
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 51.642 por dia (variação em 14 dias: -5%)
(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou um boletim parcial às 13h, com 216.616 mortes e 8.820.598 casos confirmados.)

Estados
Subindo (8 estados): MG, GO, MT, AM, RO, RR, TO e AL.
Em estabilidade (10 estados): ES, RJ, SP, PA, BA, MA, PB, PE, PI e SE.
Em queda (8 estados + DF): PR, RS, SC, DF, MS, AC, AP, CE e RN.
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação
Balanço da vacinação contra Covid-19 no Brasil neste domingo (24) aponta que 15 estados e o Distrito Federal vacinaram 580.806 pessoas, segundo dados divulgados até as 20h. Os demais não divulgaram números consolidados de vacinação que representem todo o estado.

Estados com mortes por Covid-19 em alta em 24 de janeiro de 2020 — Foto: Editoria de Arte/G1

Deixe seu comentário

31.500 DOSES: Vacinas de Oxford contra a Covid-19 chegam ao RN

24 Jan2021

Por Jbelmont às 18h43

Chegaram ao Rio Grande do Norte as 31,5 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 enviadas pelo Ministério da Saúde. A aterrissagem ocorreu por volta das 16h deste domingo (24).

A distribuição das doses do imunizante será feita do mesmo modo que ocorreu o envio das vacinas do Instituto Butantan, segundo a governadora Fátima Bezerra.

Todas as 31.500 doses serão utilizadas integralmente logo no primeiro momento, sem a reserva para a aplicação da segunda dose. Ao contrário da vacina do Butantan, a de Oxford tem um intervalo de 12 semanas entre as aplicações da primeira e segunda doses.

Somadas às 82.400 doses já recebidas da Coronavac, o RN agora totaliza 113.900 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Deixe seu comentário

RN registra 893 novos casos de coronavírus; 3 óbitos nas últimas 24 horas, e outros 2 após exames laboratoriais de dias anteriores

24 Jan2021

Por Jbelmont às 13h19

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (24). Foram mais 893 casos confirmados, totalizando 3.235. No sábado (23) eram 134.881 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 3.235 no total. Foram 3 (três) mortes ocorridas nas últimas 24 horas, (Caicó, Major Sales e Mossoró).

A Sesap também registrou 2 (dois) óbitos ocorridos em dias ou semanas anteriores, após a confirmação de exames laboratoriais. Até sábado (23), eram contabilizados 3.230 mortos. Óbitos em investigação são 552.

Casos suspeitos somam 74.748 e descartados são 311.494. Recuperados são 95.604.

 

bg

Deixe seu comentário

Taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para covid no RN neste domingo é de 61,7%; pacientes internados somam 317

24 Jan2021

Por Jbelmont às 13h18

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 61,7%, registrada no início da tarde deste domingo (24). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 317.

Até o momento desta publicação são 93 leitos críticos (UTI) disponíveis e 150 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 137 disponíveis e 167 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região Seridó apresenta 82,9% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 62,5% e a Região metropolitana de Natal 55,5%.

 

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +