ITEP não encontra vestígios de curto, nem de vela e principal linha de investigação da morte de freira passa a ser suicídio.

JBelmont

30Out2017

Por Belmont às 07h43

Terenice Souza Vilas Boas, tinha 48 anos e era natural de Feira de Santana na Bahia

 

 

As duas primeiras suspeitas do que tenha provocado o incêndio no quarto onde a Irmã Terenice Souza Vilas Boas dormia, e acabou morrendo carbonizada nesta madrugada de domingo (29) em Caicó, foram descartadas pela Perícia Criminal do ITEP, concluída na noite de ONTEM.

 

Em entrevista ao Blog do Marcos Dantas, o perito-criminal Luiz Antônio confirmou não ter encontrado nenhum vestígio de curto-circuito, e muito menos de vela no quarto da irmã, nas dependências do Educandário Santa Terezinha, e que a principal linha de investigação passa a ser de suicídio.

 

“Vimos a presença de alguns vestígios dentro de um recipiente plástico, que podem indicar a possível ocorrência de fogo posto, de forma voluntária, pelas circunstancias que estava o imóvel, provavelmente pela própria vítima. Não encontramos vestígios de curto-circuito elétrico nas instalações, encontramos líquido, com odor característico, mas vamos reunir todos os elementos que produzimos e realizar a conclusão do laudo, e entrega-lo ao órgão solicitante”, explicou o perito.

Deixe seu comentário
Insira os caracteres conforme a imagem acima.